Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Beautiful Obsession [ Vondy ] Finalizada | Tema: DyC


Capítulo: Sete

231 visualizações Denunciar






                  Pov Christopher



 


 


Eu já estava dormindo tranquilamente em minha cama. Por algum motivo acordei e segundos depois a claridade da porta se abrindo adentrou o meu quarto, junto com o barulho da mesma ao se abrir, o que era estranho, já que ela não fazia barulho algum normalmente.


Eu estava de costas para a porta, na claridade havia uma sombra delicada, a silhueta de uma mulher. Eu não precisaria virar para ver quem era, eu já sabia de quem se tratava. Estava observando cada passo seu a quase 1 ano, como não saberia? O motivo das minhas noites mal dormidas, o meu vício sem fim, aquela que quase me fez enlouquecer seguindo-a sem que ela soubesse por todos os cantos, pesquisando sua vida, seu cotidiano, seus hábitos e gostos, cada mínimo detalhe.


Me virei, afim de saber do que ela precisava, o que queria em plenas 3h30 da madrugada comigo. Ela deu um sorriso malicioso e fechou a porta, vindo de encontro a mim. A camisola extremamente curta me fez olhar diretamente para suas pernas, enquanto ela caminhava lentamente. Oh Deus, como aquela garota era gostosa!


- O que voc....


- Eu não consigo dormir. - ela me interrompeu, sentando-se na cama ao meu lado


Me levantei e passei a mão no meu rosto, procurando acordar de vez. Tirei a coberta do meu corpo e ela se sentou melhor na cama com colchão de água. Quase podia ver sua calcinha, enquanto ela se arrumava na cama, a deliciosa bunda em contato direito com o lençol. Eu quase poderia levar minha mão até suas grossas coxas, mas não o fiz, por mais que a vontade fosse quase insuportável.


- Bom, e o que quer que eu faça, Dulce? Eu disse que podia me pedir o que quisesse, mas eu também não sei fazer mágica.


- O que eu quero tenho certeza que você sabe bem como fazer. Aposto que é bem experiente nisso - senti sua mão deslizando por dentro da minha coxa, ainda por cima da calça que eu usava, alcançando meu membro - Não é?


- Dulce, eu...


- Não diga nada. - ela me interrompeu novamente - Apenas faça o que me prometeu - ela apertou meu membro começando movimentos lentos no mesmo - Me faça gemer seu nome Christopher. Me faça sua.


Sua mão subiu, alcançando a barra da minha calça e levando a mesma para baixo. Me vi levantando um pouco o quadril, para que ela deslizasse a calça mais rapidamente e com facilidade. Ela assim fez, jogando a peça de roupa para longe no quarto. Ela ajoelhou na cama, engatinhando até ficar por cima do meu corpo, com uma perna de um lado e a outra de outro, me encurralando do jeito que eu sempre imaginei desde que a vi pela primeira vez, na rua, voltando para casa. Eu poderia apostar que o rebolado perfeito e involuntário que ela tinha ao andar era ainda mais perfeito e gostoso de se observar se feito em cima do meu pau.


Dulce pegou minhas mãos que estavam depositadas em sua cintura, e adentrou com elas a sua camisola, levando minhas mãos até seus seios, me fazendo apertá-los. Tinham o tamanho perfeito. Ela soltou um suspiro alto e eu sorri, massageando-os devagar, enquanto ela rebolava lentamente, fazendo meu membro, já pré endurecido, ficar ainda mais duro. Seus gemidos começaram a ficar mais altos, assim como os meus. A sensação era maravilhosa. Ela saiu de cima de mim lentamente e sorrindo. Eu sabia o que ela ia fazer e sorri, colocando as mãos atrás da minha cabeça e esperando o que estava por vir, podia sentir a cueca escorregando quando um barulho começou a soar, aumentando o som gradativamente.


Acordei do meu sonho com o despertador tocando ao lado do meu travesseiro. PUTA QUE PARIU, CARALHO, VAI SE FODER DESPERTADOR DO INFERNO! Podia sentir meu membro duro (até demais) me incomodando por baixo da cueca box. Oh droga! O sonho tava tão bom, que merda!


Tirei o cobertor do meu corpo, jogando-o de lado e caminhei até o banheiro. A cueca já estava incomodando demais e quando eu a abaixei meu amiguinho pulou pra fora mais duro do que quando eu contratava algumas putas pra dormir em casa. Era a sexta vez que eu sonhava com ela no mês e era sempre assim. Um sonho e o filho da puta ficava mais animado do que num puteiro.


Revirei os olhos e liguei o chuveiro com a água gelada, entrando em baixo dele em seguida e aproveitando o choque térmico do meu corpo quente em contato com a água. Em pouco tempo a temperatura e outras coisas mais do meu corpo se abaixaram. Encostei a mão no azulejo e abaixei a cabeça mirando o chão, deixando a água fria cair diretamente nas costas e nuca. Eu precisava relaxar agora, tirar aquele sonho da cabeça para que ele não voltasse a tona quando eu a visse debaixo do meu teto. As pernas bem torneadas, o delicioso jeito de andar, de falar, de agir, me provocando, me desobedecendo, me enfrentando e acima de tudo me enlouquecendo.


Fechei o registro e saí do box, pegando a toalha em cima da pia e me secando de qualquer jeito. Enrolei a toalha no meu corpo e balancei o cabelo, tirando o excesso de água. Saí do banheiro e fechei a porta, ouvindo um grito do lado de fora que me assustou um pouco. Me virei e Dulce estava lá, virada de costas para mim, me dando a perfeita visão de sua bunda na calça jeans justa. Olhei para o teto procurando sanidade para não puxá-la e jogá-la na cama afim de fazer meus sonhos eróticos se tornarem realidade ali e agora. Dulce, embora estivesse de costas, tinha a mão no rosto, mais precisamente nos olhos e eu poderia apostar que se eu pudesse ver por trás de suas mãos me depararia com seus olhos fechados fortemente.


- Me desculpe, eu não sabia, eu... - ela pausou. Sua voz era abafada pela mão em seu rosto. - Ai meu Deus, me desculpe.


Ela começou a se mover para sair do quarto, com as mãos estendidas afim de achar a porta. Provavelmente ainda tinha os olhos cerrados. Eu a interrompi, segurando a maçaneta rapidamente, antes que ela a alcançasse.


- Fica calma, não é pra tanto, ta tudo bem. - falei calmamente


Ela ainda tinha os olhos fechados e eu ri disso.


- Pode abrir os olhos, Dulce.


Ela os abriu lentamente e seus olhos foram diretamente para o meu peito desnudo, descendo mais e depois subindo calmamente. Seu rosto enrubesceu imediatamente, me fazendo sorrir.
 


- E-eu... e-eu... - ela gaguejou - Chegou uma entrega e você precisa assinar. - ela disparou, olhando para o lado oposto do que eu estava


Ela levou sua mão a maçaneta em seguida, mas parou no caminho, vendo que minha mão ainda estava lá.


- Pode me dar licença? - ela me perguntou sem me olhar


- Porque quer ir tão rápido?


- P-porque sim. - ela gaguejou mais uma vez, fechando os olhos em seguida.


Ela estava tão vulnerável e linda na minha frente. Levei minha outra mão a sua cintura, ameaçando descer um pouco. Senti seu corpo se contrair e se arrepiar com meu toque, fazendo-me sorrir satisfeito com sua reação. Nesse momento, a porta abriu-se de sopetão, revelando Anahí atrás dela. Dulce aproveitou para sair rapidamente do quarto.


- Chris... - ela começou, mas pausou ao me ver - Ops, acho que atrapalhei alguma coisa.


- Acha mesmo? - ironizei


Anahí saiu do quarto e eu me troquei. Embora não tenha feito nada com ela tinha tido a prova de que ela não era tão segura de si assim, do jeito que falava que era. Ela iria se entregar, mais cedo ou mais tarde e quando acontecesse eu cumpriria minha promessa a ela.






 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Lene Jauregui

Este autor(a) escreve mais 30 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

                 Pov Dulce     Anahí desceu e graças a Deus eu não estava mais ofegante como na hora em que saí do quarto de Christopher. Eu não entendo, o toque dele simplesmente me travou, como se eu estivesse grudada no chão. Eu lutei para não demonstrar nada ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 49



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • ana_vondy03 Postado em 17/04/2020 - 16:11:33

    Naaaao, estou triste que acabou! Mas me diz, vem história nova por aí?? Adorei poder acompanhar essa!!

    • Lene Jauregui Postado em 17/04/2020 - 22:25:54

      Vem sim amoré, logo logo estou de volta. Um beijo

  • biavondy15 Postado em 16/04/2020 - 20:58:36

    Essa fanfic é maravilhosa, estou simplesmente apaixonadaaa

  • ttm Postado em 16/04/2020 - 20:48:42

    continua amore

  • biavondy15 Postado em 16/04/2020 - 14:54:56

    Posta mais hoje, eu vou enlouqueceeeeeeeeeeer To amando!!!!!!!!!!!

  • ttm Postado em 16/04/2020 - 12:25:45

    continuaaaa

  • lariiidevonne Postado em 16/04/2020 - 12:07:30

    Mais, mais, mais e maaaaaaais! Posta mais PF haha :)

  • dada Postado em 16/04/2020 - 11:55:39

    Cont..

  • ana_vondy03 Postado em 15/04/2020 - 18:34:44

    Aaa continuaaa amoreee S2

  • lariiidevonne Postado em 15/04/2020 - 16:08:52

    Continua por favor :)

  • ttm Postado em 15/04/2020 - 13:45:28

    continua



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...