Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Fogo - Vondy (Adaptada) [Terminada] | Tema: Vondy


Capítulo: Capítulo 135

511 visualizações Denunciar


Bom dia amoraaaaaas... Hoje acaba a web... Só temos esse e mais um capítulo que vou postar mais tarde rsrs. Confesso que ainda estou pensando se vou continuar postando, por isso volto mais tarde pra finalizar a web e dar a notícia pra Vcs!


Boa leitura e comenteeeem!


 


Dulce olhou para os dois policiais em choque. O medo corria por suas veias. Oh, Deus. Certamente Christopher não... Ele não teria. Teria? Pânico embrulhou seu estômago e ela teve dificuldades para respirar, uma dor percorrendo seu peito com o esforço.


– Você está bem, Srta. Saviñón? – Clinton perguntou preocupado.


– Claro que não – disse fracamente. – Você acabou de me dizer que o homem que me agrediu foi assassinado. – E então outro pensamento lhe ocorreu. Ela olhou fixamente para os dois detetives. – Você disse que quer descobrir quem o matou. Certamente o senhor não acredita que sou uma suspeita. Seria muito difícil eu matar um homem na minha situação atual.


Mas Christopher seria suspeito. Ele não escondeu a raiva que sentira em relação ao ocorrido. E pior, Dulce não desconsiderava a ideia de que ele poderia ter feito isso.


– Você não é uma suspeita, por enquanto – disse Stark em um tom brando. – Mas o Sr. Uckermann é. Você poderia me dizer o paradeiro dele ontem à noite entre sete e nove horas da noite? Um alívio brotou em seu coração, deixando-a leve.


Ela segurou a grade da cama com sua mão esquerda, pois sentiu como se caísse para o outro lado. Se aquele era o horário que eles estavam perguntando, então Christopher não teria cometido o crime, pois estava com ela.


– Ele estava aqui comigo – disse de forma segura. – Você pode perguntar a qualquer uma das enfermeiras que estavam de plantão. Ele sentou ao meu lado durante toda a noite e dormiu naquele


sofá. Clinton estava ocupado rabiscando anotações em um bloco enquanto Stark continuava a encará-la até ela se mexer desconfortavelmente.


– Muito conveniente o homem que a atacou aparecer morto, não é mesmo?


– Aonde você quer chegar, detetive? – ela retrucou. – Se você tivesse feito seu trabalho e o prendido, ele não estaria morto agora, estaria? Já disse que Christopher estava comigo. Se você não acredita em mim, existem várias outras pessoas que podem confirmar seu álibi.


Starks concordou lentamente.


– Nós checaremos, com certeza. Mas e quanto aos senhores Herrera e Chávez? A senhora os viu ontem à noite?


O sangue subiu à sua cabeça.


– Você está louco? Por que qualquer um deles mataria Charles Perrone?


– Você não respondeu a pergunta – Clinton interveio.


– Não – ela disse. – Eu não os vi, mas com certeza se perguntar a eles, dirão onde estavam.


– Oh, nós iremos – Stark disse sombriamente.


A porta se abriu e Christopher entrou, parando abruptamente quando se deparou com os policiais. Evidentemente viu algo na face de Dulce de que ele não gostou, pois sua expressão tornou-se belicosa.


– Que merda está acontecendo aqui? – perguntou.


– Sr. Uckermann – Starks o cumprimentou com uma pequena reverência. – Estamos interrogando a Srta. Saviñón sobre a morte de Charles Perrone.


Christopher piscou, nenhuma expressão traindo seus pensamentos.


– Ele morreu?


Clinton assentiu.


– Que bom – Christopher disse brutalmente.


Dulce engasgou. Ele não estava se ajudando com esta declaração. Agora eles estariam convencidos de que Christopher estava relacionado com o crime.


– Eles acham que você tem algo a ver com o crime, Christopher!


Christopher arqueou a sobrancelha.


– Acham?


– Você não parece muito abalado com a notícia da morte dele – Starks comentou.


Christopher virou seu olhar com ódio para os detetives.


– Olhem bem para ela. Agora me diga se fosse sua mulher que ele tivesse espancado quase até a morte, você estaria chateado se alguém matasse o desgraçado?


Clinton se mexeu desconfortavelmente e Starks teve a graça de parecer envergonhado.


– Não estou dizendo o que penso – Starks respondeu. – O que penso não importa e isso não muda o fato de que um crime foi cometido. Eu tenho que investigá-lo, assim como qualquer outro assassinato.


– Então faça isso – Christopher disse secamente. – Mas deixe Dulce em paz. Você não pode nem olhar para ela contanto que tenha um advogado presente. Estamos entendidos? Além do mais, se quiserem falar de novo com ela, me liguem e marquem um horário e não será quando ela estiver sofrendo e prestes a desmaiar de exaustão. Vocês a aborreceram e isso é a última coisa de que ela precisa no momento.


– Então talvez você não se importe de conversarmos ali fora para responder algumas perguntas – Starks disse em um tom cortante.


– Eu me importo – Christopher retrucou. – Não deixarei Dulce sozinha. Se quiserem conversar, darei o telefone do meu advogado e vocês podem marcar uma entrevista por meio dele.


– Não precisa dificultar as coisas – Clinton entrou na conversa. – Apenas responda algumas perguntas e iremos embora.


– Já disse o que vocês precisam fazer se quiserem falar com qualquer um de nós de novo – Christopher disse secamente.


Ele pegou sua carteira e puxou um cartão, entregando a Stark. Nenhum dos detetives parecia satisfeito, mas recuaram.


– Nós iremos investigá-lo, Sr. Uckermann. Se você teve algo a ver com a morte de Charles Perrone, iremos descobrir – Starks disse sombriamente.


– A minha vida é um livro aberto – Christopher disse em voz calma. – No entanto, se procurarem nos negócios de Charles Perrone, encontrarão seus suspeitos. Há bastante motivo para isso lá. Façam a si mesmos um favor e usem seu tempo investigando os negócios dele e não os meus. Vocês não irão encontrar o que estão procurando me investigando.


Clinton e Starks trocaram olhares ríspidos.


– Entraremos em contato – disse Stark para Dulce e Christopher.


Então eles viraram e saíram. Christopher os seguiu, fechando a porta com força. Ele virou para trás, caminhando em direção à cama, com uma expressão feroz.


– Desculpe por isso, meu bem. Nunca pensei que entrariam aqui assim. Desculpe por tê-la deixado sozinha lidando com isso. Não irá acontecer de novo. Se eles aparecerem, você não deve falar sem um advogado presente. Se por alguma razão eu não estiver com você, me ligue imediatamente.


A mão de Dulce tremia, mesmo segurando a grade da cama. Christopher cuidadosamente soltou os dedos dela e os segurou na sua mão, acariciando-os suavemente com o polegar.


– Eles perguntaram onde você estava ontem à noite entre sete e nove horas da noite – ela disse com a voz trêmula. – Eles pensam que foi você.


– Eu estava aqui com você – Christopher disse em uma voz suave.


– Eu sei. Disse isso a eles. Mas eles ainda pensam... Eles perguntaram por Alfonso e Christian. Christopher, você precisa alertá-los. Acham que um de vocês fez isso. Não foi você, foi?


Sua voz tinha um tom de súplica que ela não conseguiu controlar. Christopher calmamente balançou sua cabeça.


– Não fui eu, querida. Eu estava aqui com você.


– Mas você mandou alguém fazer? – ela sussurrou.


Ele inclinou-se e beijou sua sobrancelha, deixando seus lábios lá por um longo momento.


– Eu não precisei. Ele roubou muitas pessoas. Fodeu com a vida delas – das pessoas erradas – em seus negócios. Uma vez que foi descoberto, sua vida não valia um centavo.


Ela lhe lançou um olhar perplexo enquanto Christopher se levantava.


– Como eles descobriram?


Christopher sorriu, mas não era um sorriso caloroso. Ela tremeu com a escuridão em seu olhar. Esse era um homem com quem não se brinca. Não importa como ele pareça. Relaxado, charmoso e descontraído, por baixo daquela fachada cuidadosamente construída havia um homem intenso com uma determinação inquebrável.


– Eles talvez tenham recebido uma pequena ajuda – Christopher disse em um tom sombrio.


Ela prendeu a respiração e o encarou.


– Então você tem algo a ver com a morte dele.


Christopher balançou a cabeça.


– Não. Eu não fiz nada. Se você está perguntando se eu tenho sangue nas mãos então sim, sem dúvidas. Eu passei a informação certa para as pessoas certas. O que eles fizeram com isso depende deles. Eu não o matei. Eu não o mataria. Mas eu tornei isso possível com a informação que passei. Acredito que você tem que decidir se consegue viver com isso. E comigo.


Lentamente ela assentiu com a cabeça, um pouco dormente, mas aliviada também. Ela não conseguiria lidar com a ideia de Christopher ir para a cadeia por sua causa. Suas vidas arruinadas. Não quando planejava uma vida com ele.


– Ele mereceu morrer. Não era um bom homem. E isso vai contra tudo em que acredito. Não sou eu que vou julgar. Antes eu me sentiria horrorizado pela justiça ser feita desse jeito.


– E agora? – ele perguntou em voz baixa.


– Você me mudou, Christopher. Não sei se isso é de todo bom. Ou ruim. Eu não sei o que é também.


Apenas é. Você me mudou. Me fez melhor em alguns sentidos. Sombria em outros.


– Eu não quero que seja tocada pelas sombras em que estou imerso, meu bem. Eu a quero limpa.


Quero que brilhe como sempre fez. Nunca falaremos sobre isso de novo. Não pergunte e eu não irei dizer. Você pode saber algumas coisas – não vou mentir – mas não será confrontada com elas. Nunca. Você consegue viver com isso?


– Sim – ela sussurrou. – Eu posso viver com isso.


– Eu te amo, gata – Christopher disse em um tom firme, coberto de emoção. – Eu não mereço seu amor ou seu brilho, mas eu os quero porque com você consigo sentir o sol. Eu não quero voltar para aquelas sombras.


– Você não precisa – ela disse em voz baixa. – Fique no sol. Comigo.


– Sempre, querida. Nada irá tocar nossas crianças, Dulce. Você tem a minha palavra. Nada irá tocar você ou nossos filhos. Alfonso ou Christian, Anahí e Maytê. Vocês são a minha família. Eu morreria por qualquer um de vocês e vocês todos ficarão no sol, onde pertencem.


– Seu lugar é lá também, Christopher. E eu quero você lá comigo.


Ela parou, franzindo a testa ao perceber o que ele tinha dito.


– Espera, nós iremos ter filhos?


Ele sorriu, devagar e sensualmente, seus olhos sabendo. Arrogância e confiança masculina irradiavam em ondas.


– Você terá meus filhos, Dulce. Pode apostar. Quantos serão é com você. Eu quero meninos primeiro. E então uma pequena garota, pois ela precisará de irmãos mais velhos que irão protegê-la sempre. Eles serão diferentes dos meus irmãos. Eles irão se importar. Nós seremos uma família de verdade.


Dulce lhe deu um sorriso tenro, cheio de amor por ele.


– Sim. Seremos uma família de verdade. Eu quero seis. Acha que consegue lidar com isso?


Christopher olhou assustado.


– Seis? Pelo amor de Deus, mulher. Você vai me dar muito trabalho!


Ela assentiu solenemente.


– Você não acha que devemos começar logo?


– Com certeza – ele murmurou. – Não quero ser um velhaco quando tiver o último filho. Mas você tem que melhorar e sair desse hospital antes de começarmos o projeto do primeiro bebê.


Ele enfiou a mão no bolso e puxou uma pequena caixa.


– Eu queria fazer isso em um momento perfeito – disse rispidamente. – Mas não consigo pensar em um momento mais perfeito que esse, enquanto conversamos sobre nossos filhos e quantos nós teremos.


Ele abriu a caixa e Dulce engasgou quando olhou para o lindo anel de diamantes. Ele brilhava e reluzia à luz do sol que vinha da janela, ofuscando com o seu brilho. Ele se apoiou em um joelho ao lado da cama e gentilmente colocou sua mão esquerda na dele.


– Você quer casar comigo, Dulce? Ter meus filhos e me aturar para o resto da vida? Ninguém irá te amar mais do que eu e irei passar todos os dias da minha vida garantindo que saiba disso.


O anel balançou e ficou borrado na sua visão enquanto deslizava pelo dedo dela.


– Sim. Ah, sim, Christopher! Eu caso com você. Eu te amo tanto. E quero seus filhos. Muitos filhos!


Ele sorriu e se levantou para poder beijá-la, segurando-a em seus braços. Ele a beijou suavemente, seu coração derretendo.


– Eu te amo também, Dulce. Não quero nunca que você duvide disso. Tenho muito para compensar e estou trabalhando nisso agora. Mas eu esperarei até que você saia do hospital e esteja em casa, onde posso te dar total atenção e te mimar.


Ela levantou a mão esquerda para acarinhar a bochecha dele, seu anel brilhando em seu dedo.


– Estou esperando por isso, meu amor.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Primasvondy

Este autor(a) escreve mais 10 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Bom meninas, chegamos ao fim de mais uma web, foi muito maravilhoso estar na companhia de Vcs! Mais web que entrou pro ranking das mais comentadas... Nossa, Vcs são demaaaaais! Eu não consigo abandonar Vcs minhas amoraaas, por causa disso, já preparei mais uma adptação maravilhosa pra postar... Então, espero todas Vcs lá! Pr ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 820



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • lukinhasmathers Postado em 19/09/2020 - 22:36:10

    Ja cabei de ler gata muito boa msm

    • Primasvondy Postado em 30/09/2020 - 13:50:16

      que bom que gostou o defeito dela é não ter epílogo né?

  • lukinhasmathers Postado em 17/09/2020 - 10:19:51

    O livro anterior a essa web o nome é DELÍRIO e uma menina tinha adaptado para vondy mas apagou.. Eu tinha lido ela

    • Primasvondy Postado em 30/09/2020 - 13:49:11

      É chato quando apagam né?

  • lukinhasmathers Postado em 17/09/2020 - 10:17:10

    Linda to gostando muito dessa web... Ela é a continuaçao da mesma escritora q na anterior conta a histora q vc colocou ai q é de christian e mayte... Que uma menina tinha adapitado.. Na outra christian e mayte era na verdd dul e chris... Porem ela apagou essa web

    • Primasvondy Postado em 30/09/2020 - 13:48:43

      Sim, sim... É uma trilogia e fogo com certeza é muito vondy hahaha

  • lukinhasmathers Postado em 16/09/2020 - 16:45:26

    Oi linda... Ta começando a ler agr essa web, so espero q seja tão boa quanto egomaniaco

    • Primasvondy Postado em 30/09/2020 - 13:49:38

      Na minha opinião nenhum supera Egomaniaco hahaha

    • Primasvondy Postado em 30/09/2020 - 13:48:10

      Ahhh que fofo Vc. Espero que goste!

  • anne_mx Postado em 01/06/2020 - 09:01:53

    Cheguei quando já tinha acabado mas fui muito cativada pela sua web, sério, ela é muito especial, parabéns, eu só queria um Christopher desses na minha vida, o cara é bom de cama, super gente boa, um cavalheiro, rico, o que mais eu iria pedir da vida? Me senti apaixonada, inebriada pela história, meu sonho que tivesse um epílogo <3

    • Primasvondy Postado em 01/06/2020 - 09:11:21

      Ahhhhh que bom que veio.. Fico feliz que tenha gostado da história. Tb gostaria muito se tivesse epílogo...

  • 🌹Queen🌹 Postado em 31/05/2020 - 17:08:19

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA FOI UMA WEB MARAVILHOSA, CATIVANTE DO INÍCIO AO FIM. obrigada por ter trazido uma obra adaptada tão boa, to mt feliz com esse final , foi incrivel<3

    • Primasvondy Postado em 31/05/2020 - 18:37:57

      Ounnnn, obrigada por acompanhar!!!

  • thailavondy Postado em 31/05/2020 - 16:18:06

    Que lindooooo!!!! Gente eu quero um Ucker na minha vida!

    • Primasvondy Postado em 31/05/2020 - 16:38:42

      Quem não quer? PERFEITOOOO

  • 🌹Queen🌹 Postado em 31/05/2020 - 15:27:11

    ai to triste pq acaba hj aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    • Primasvondy Postado em 31/05/2020 - 16:07:20

      Vou postar agoraaaaa

  • thailavondy Postado em 31/05/2020 - 11:55:56

    Confesso tbm que o jeito mandão do Ucker atrelado ao cuidado e amor que ele demonstrou pela Dulce em cada situação me cativou

    • Primasvondy Postado em 31/05/2020 - 12:20:42

      Sou apaixonada pelo enredo todo

  • thailavondy Postado em 31/05/2020 - 11:55:05

    Essa história me conquistou logo nos primeiros capítulos, mesmo sendo bem mais hot do que eu leio e de uma autora que em geral não simpatizo, fiquei boba com como a história foi se desenvolvendo

    • Primasvondy Postado em 31/05/2020 - 12:19:59

      Essa é digna de um oscar rsrs, amo demais



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...