Fanfics Brasil - Capítulo 86 O Milagre do Reencontro - Ponny e Vondy

Fanfic: O Milagre do Reencontro - Ponny e Vondy | Tema: AyA


Capítulo: Capítulo 86

670 visualizações Denunciar



Fonte: Portilla Vibes


 


 


      Março/2020 


 


 



     - É hoje que o papai vem? - Manu perguntou com animação, ao ver Anahí sentada na cama com Emiliano em seus braços



     - É hoje que o papai vem? - Manu perguntou com animação, ao ver Anahí sentada na cama com Emiliano em seus braços. 


      - O papai... ? - Anahí perguntou, esperando que Manu completasse a frase.


      - Poncho! - Manu afirmou sorrindo. 


      Anahí suspirou aliviada. Mesmo estando distante, Poncho se comunicava com eles todos os dias através de videochamadas.  Com Velasco, Anahí não teve nenhum contato a não ser através de advogados, isso porque havia trocado de número de celular e aparelho, tirando qualquer chance de ser rastreada pelo ex-marido. 


        Ainda não havia sido nada resolvido. Mantinha-se a ordem de que Anahí deveria levar os filhos para a casa dele em Chiapas e visitá-los, conforme o estipulado.


            - Sim, ele vem com o Dani! E não só ele! A tia Dul vai trazer duas amiguinhas para você brincar, as sobrinhas dela: Clara e Alessia.


          - Eeeeee! - Manu comemorou sem ao menos conhecê-las. 


         Ver o filho feliz lhe deixava em paz. Mesmo com todo o caos interno que estava enfrentando, o sorriso de Manu dissipava todas as suas angústias e preocupações. 


         Ouviu batidas na porta e, rapidamente, levantou-se e foi até lá para abrir.


          - Any, sou eu! - disse a voz do outro lado.


          Anahí abriu a porta e sorriu ao ver Maite e Mane na sua frente. 


         - Amiga!!!! - Anahí estendeu o braço que estava livre para abraçar Maite. - Feliz aniversário!


        - Obrigada, amiga!! - ela sorriu. - As gravações estavam tão corridas que quase não consigo folga para hoje.


         - Ainda bem que deu tudo certo! - Anahí falou. 


        -  Tia Mai!!! - Manu disse, se aproximando. 


       - Oi, meu amor! - Maite pegou a criança no colo e lhe deu um beijo. - Como cresceu rápido! Está cuidando do seu irmão? 


       - Sim! - disse com orgulho. - Estou ajudando a mamãe!


       - E seu irmão está lindo! - Maite deu um beijo em Emiliano que estava no braço de Anahí. 


      - E o tio Mane, não ganha abraço? 


      Manu foi para o colo de Mane que começou a brincar, jogando a criança no ar. 


      - Ai, Mane! - disse Anahí ao observá-lo. -  Você leva tanto jeito com criança! 


      - Ele ama! - Maite disse. - É apaixonado!


     - Sim, amo crianças! -Mane disse. -  Mas enquanto os meus não chegam, eu me divirto com os dos meus amigos! - ele deu risada. 


       - Mas, amiga, me conte tudo! Como foi ficar aqui sozinha? - Maite perguntou. 


      Anahí percebeu que Maite quis desviar os assunto, assim como fazia nas maioria das vezes em que falavam sobre "filhos".


       - Vamos entrar e eu conto tudo para vocês.


       Como Emiliano estava dormindo, Anahí o colocou no berço e sentou com Maite no sofá. Já Mane ficou sentado no chão junto com Manu para brincar - o que ele adorou, pois já fazia tempo que sentia falta de um "amigo" para participar de suas brincadeiras. 


      Anahí contou que a adaptação no hotel não foi difícil pois ali tinham tudo o que precisavam. A sua única preocupação era um dia Velasco descobrir onde estavam e chegar de repente. 


      Maite contou um pouco da sua rotina, junto com Mane, porém, ainda não podia desabafar sobre as coisas que gostariam. Não se preocupou com isso, pois teriam muito tempo para isso, além de tudo, só queria mesmo desabafar, já que estava bem convicta do que iria fazer: continuar com o Mane, por quem estava se apaixonando cada dia mais. 


       Não demorou muito para chegar Christian, acompanhando de Diego. Todos ficaram felizes em ver os dois chegando juntos.  Diego ainda estava um pouco tímido - estava se habituando ainda com a ideia de ser um casal junto com Christian. No entanto, para ficar mais seguro, preferiu pedir um quarto separado. Ele sabia que dormiria com Christian em todas as noites, mesmo assim, preferiu reservar um quarto em seu nome para que ninguém do hotel soubesse sobre o seu relacionamento amoroso.


          - Que horas o Poncho chega? - Christian perguntou para Anahí. 


          - Ele disse que chegaria tarde por conta da gravação. Disse que viria com a Dul e o Ucker. Estou morrendo de saudade dele! - ela suspirou. - Já estava acostumada com sua presença ao meu lado.


          - Own! - Christian falou em tom de brincadeira. - Voltamos com a nossa Any apaixonada!


          - Pelo Poncho eu sempre fui, vocês sabem! - ela deu risada.


          - E como sabemos! - Maite completou, rindo também. 


 


        No final da tarde, cada um foi para o seu respectivo quarto para se prepararem para  festa de Maite. 


        Ela foi tomar banho e ao voltar para o quarto, foi surpreendida com vários arranjos de flores vermelhas decorando o ambiente. Na cama, haviam mais flores e duas caixas de jóias, uma pequena e outra grande. Ao ver a pequena, o coração de Maite até gelou, não queria ser pedida em casamento naquele momento. Se já não se sentia preparada antes, sentia que diante de tudo o que estava passando, tudo havia se tornado pior. 


        Foi se aproximando da cama e sorriu ao ver Mane, aparecendo do correndo, com mais um um buquê.


         - Para você, meu amor! Feliz aniversário!


         Maite o abraçou e lhe deu um beijo demorado, antes de lhe responder.


       - Obrigada! - ela sorriu, acariciando o rosto do namorado. - Está tudo muito lindo!


       - Achou que eu não te daria nada?


      - Confesso que estranhei  porque você sempre me surpreende. Mas eu achava que em algum momento você faria alguma coisa. - ela sorriu e olhou de volta para a cama. - E estou super curiosa para saber o que você comprou para mim. 


        Ele a soltou de seu abraço e ela pegou primeiro a caixinha menor que era o que mais lhe preocupava. Seu coração se acalmou ao ver que ali era sim um anel, mas que não significava algum tipo de compromisso.


         - Que lindo! - Maite disse ao ver a joia. 


          - É uma anel de ouro branco com topázio azul e safiras. Combinam com o colar. - Mane indicou o outro presente. 


            Ela abriu o outro presente e era um conjunto de colar e brincos também com as mesmas pedras. 


          - Lindos! - Maite disse, pegando as jóias. - E combinam com a roupa que vou usar hoje! Você escolheu muito bem!


         - Eu levei a foto do vestido que você disse que iria usar hoje! - ele riu. - A vendedora disse que seria perfeito!


          - E foi! 


       Mane se aproximou novamente para beijá-la e por alguns segundos eles ficaram se olhando. Maite sorriu em ver a alegria de Mane apenas por ter acertado o seu presente.  Ali, de perto, abraçada com ele, podia perceber todo amor que lhe transmitia. Queria guardar cada detalhe desse sentimento, para lembrar nas horas que mais precisasse. 


 


 


        Poncho deixou o carro na porta do hotel e desceu com Christopher e Dulce. 


        - Vocês são os noivos? - perguntou o recepcionista, assim que se apresentaram.


       - Sim! - Dulce respondeu com um ar apaixonado. Percebia-se o quanto aquele momento era importante para ela. 


       - Sejam bem-vindos! Nosso hotel preparou tudo  para que vocês tenham uma ótima estadia e que o casamento saia perfeitamente como vocês sonharam. 


        - Obrigado! - Christopher disse sorrindo.


       O hotel oferecia serviços especiais de SPA para os noivos no período de preparação para casamento, como massagens e tratamentos estéticos durante a semana. 


          O recepcionista estava explicando ao casal, porém Poncho não estava aguentando esperar ali.


         - Dul, Ucker, depois me encontro com vocês, tudo bem? Preciso encontrar com a Any!


        - Sim, claro! - Dulce disse, soltando uma leve risada ao perceber a ansiedade do amigo. - Daqui a pouco nos encontramos para comemorarmos o aniversário da Maite. 


           - Ok! - Poncho disse e saiu apressado em direção ao elevador. 


          Foi até o andar e Anahí e bateu na porta. Estava ansioso devido a saudade que sentia. Já havia ficado muito mais tempo longe dela antes de voltarem a namorar, mas agora era diferente. Queria muito vê-la. 


          Anahí abriu e sorriu em ver Poncho em sua frente. 


         - Meu amor! - ela o abraçou, entrelaçando seus braços ao redor de seu pescoço. - Que saudades que eu estava de você!


           - Eu também!! 


         Os dois iniciaram um beijo, mas logo foi interrompido por Manu. 


         - Papai!!! - a criança disse correndo para chegar perto de onde estavam. 


         Anahí deu espaço para o filho e ele pulos nos braços de Poncho, dando um abraço. 


         - Cadê o Dani?  - Manu perguntou. 


         - Ah,  - Poncho disse  tristemente. -  Não consegui trazê-lo. A mãe dele não deixou que ficasse tanto tempo longe.


        - Poxa! É apenas uma semana! - Anahí disse. - Não é tanto tempo assim!


        - É... - Poncho falou no mesmo tom. - Mesmo assim ela não quis. 


          - Ah! E com quem eu vou brincar? - Manu perguntou chateado. 


          - Com a Alessia e a Clara! - Anahí disse. - Depois elas vão vir para brincar com você! 


         - Outro dia eu faço um bate-volta e trago o Dani se vocês continuarem aqui.


         A resposta não foi tão confortadora para Manu que não conseguia ter a noção de tempo de quando seria essa chegada de algum amigo para brincar com ele.


        - E depois o tio Poncho te leva para brincar! - Poncho disse para a criança que não se animou tanto quanto ficaria caso realmente houvesse uma criança.


        Ele colocou Manu no chão que voltou para dentro do quarto aonde estava. 


         - Ele sente muita falta, - Anahí explicou. - eu quase não consigo brincar com ele por estar me recuperando e cuidando de Emi... Mas percebi que o Mane deu uma boa animada nele... - ela chegou perto de Poncho e o abraçou. - estava pensando. Quem sabe ele e a Maite podem ficar algumas noite com ele para a gente matar as saudades...


         - Eu acho ótimo! Amanhã podemos pedir... Hoje é aniversário dela, com certeza vão querer passar a noite juntos.


            - Com certeza! - ela riu. - Hoje a gente curte a nossa noite em família.


 


 


            Ao pegar o seu celular, Maite deu uma passada rápida entre as mensagens recebidas naquele dia. Por ser o seu aniversário, ali tinham muitas que depois leria com mais calma e tentaria responder algumas. Sabia que seria impossível dar um retorno a todos, mas faria o possível para agradecer. 


            Entre as mensagens estava a notificação de Tovar. Gelou só de ver aquele nome. Porém, a sua curiosidade falou mais alto e resolveu abrir, já que Mane estava tomando banho naquele momento.


[16:02, 09/03/2020] Andrés Tovar: Feliz aniversário, Mai! Está cada vez mais bela e radiante. Quero te desejar todo amor deste mundo e que você possa realizar muitos outros sonhos que estão em seu coração. Meu carinho e admiração por você são imensos e espero que nosso elo seja cada vez mais forte. 


[16:04, 09/03/2020] Andrés Tovar: Hoje te mandei flores e um presente, mas a Palomo me explicou que estava viajando. Acredito que quando estiver de volta, as flores já terão murchado, mas não tem problema! Eu te enviarei outras mais.


 


           O coração estava descompassado ao ler aquelas mensagens. Por que ele estava lhe rodeando? Tinham muitos anos de amizade, porém fazia tempo que não se viam. Pensou que não era possível que ele estivesse sentindo as mesmas sensações que ela estava tendo quando o viu. Questionou-se também por que ele mandaria essas mensagens sabendo que ela tinha namorado. Poderia ainda não saber que estava com Mane, porém, em tese estava com Koko, ainda que não aparecessem tanto juntos nas redes sociais. Lembrou-se também que ele era casado, não tinha justificativa para ficar lhe procurando daquela maneira. 


           - Está recebendo flores? 


         Maite ouviu a voz de Mane vindo detrás dela e estremeceu mais ainda. Não queria que o namorado visse aquilo e ficasse desconfiado.


        Respirou fundo, para que não transparecesse nenhum resquício de nervosismo. Mane estava atrás dela, debruçando-se para ver a mensagem no celular dela. Sentindo-se preparada para enfrentar a situação, virou-se de frente para ele. 


          - Presentes de aniversário. Pelo jeito, várias pessoas mandaram flores lá no escritório. Mas nem se compara a essa surpresa que você me preparou! - indicou ao redor do quarto. 


          - Posso ver?  - Mane estendeu a mão pedindo para ver o celular de Maite. 


         Tentando fingir que não havia nenhum problema, Maite estendeu o celular para ele. Mane pegou o celular e não gostou de ver aquelas mensagens. Não haviam anteriores e por mais que desconfiasse, preferiu não perguntar se Maite  havia apagado. No fundo, tinha medo da resposta. 


          Lembrou-se de Maite bloqueando Natalia inúmeras vezes. Pensou em fazer o mesmo, mas não teve coragem. Não queria desconfiar de Maite e colocar uma insegurança no relacionamento.


        - Somos amigos a muito tempo, você sabe! - Maite disse ao perceber o silêncio de Mane. 


        - Sim, eu sei... Só queria ver quem era. 


       - Nem vou responder! - Maite virou-se, mexendo em sua própria bolsa. - Tantas mensagens aí! Depois eu vejo isso com calma.


        Mane  entregou o celular para Maite e não disse nada. ela lhe deu um beijo nos lábios na tentativa de acalmá-lo. 


           - Te amo! - ela lhe disse, fazendo o namorado sorrir.


           - Eu também te amo!        



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Lilly Perronita

Este autor(a) escreve mais 6 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -



Loading...

Autor(a) ainda não publicou o próximo capítulo



Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 269



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • mileponnyforever Postado em 20/12/2021 - 14:34:40

    Amando que ta postando!

    • Lilly Perronita Postado em 08/01/2022 - 19:52:24

      eu demoro, mas volto! hahaha

  • NoExistente Postado em 17/12/2021 - 15:44:02

    Assim, não tenho nada contra com nenhum dos pares da Maite. Eu só realmente não acho que um término somente por falta de comunicação seria bom, sendo que são ambos adultos. Porque por mais que o Mane errou em não falar, ele realmente não fez nada de errado.

    • Lilly Perronita Postado em 19/12/2021 - 10:01:57

      verdade! Ainda mais um príncipe desses! hahaha meu coração manerroni não deixaria ver o meu menino sofrer assim

  • mileponnyforever Postado em 16/12/2021 - 08:44:25

    Ainda bem que apareceu!!! A Any com o Poncho tão lindos! Acho que a May devia ficar com o Andres.

    • Lilly Perronita Postado em 19/12/2021 - 10:01:19

      a faculdade estava pesada nesse final de ano hahahha mas graças a deus, eu voltei!!! obrigada por não me abandonar.

  • mileponnyforever Postado em 21/09/2021 - 23:57:53

    Não some mais por tanto tempo! Tu me mata de curiosidade.

  • camilaaya Postado em 05/09/2021 - 11:37:35

    Nossa , tadinha da Annie saber assim A Dul é tão linda sendo mãe A Maite tem que ser muito paciente, pq desse jeito quem vai deixar ela é o Mane

    • Lilly Perronita Postado em 21/09/2021 - 18:28:51

      verdade hahaa

  • camilaaya Postado em 04/09/2021 - 17:47:04

    Eu sem querer li o último capítulo postado antes dos outros e fiquei pra não viver com minha burrice rsrs

    • Lilly Perronita Postado em 21/09/2021 - 18:29:12

      acontece hahha

  • mileponnyforever Postado em 30/08/2021 - 14:51:24

    Ai meu deus! Tadinha da Anny, não ta fácil pra ela.

    • Lilly Perronita Postado em 04/09/2021 - 00:42:55

      não está mesmo

  • mileponnyforever Postado em 15/08/2021 - 12:17:05

    Você quer nos matar de curiosidade?! Posta por favor!!

    • Lilly Perronita Postado em 29/08/2021 - 01:00:08

      meu Deus!!! Desculpaaaa!! vou postar agora

  • NoExistente Postado em 27/06/2021 - 16:46:14

    Meu Senhor, as coisas estão ficando cada vez mais confusas. Me pergunto quando que vai ser o melhor momento pra dizer isso pra Annie, mas que seja o mais breve possível. Muriel ainda me soa bem perigosa, somada a insegurança da Dulce, não me soa um bom resultado.

    • Lilly Perronita Postado em 29/08/2021 - 01:00:35

      verdade!! vamos ver o que vai rolar!! mil desculpas pela demora

  • ligia Postado em 30/04/2021 - 13:23:38

    Animada para os próximos capítulos, quero ver qual será a reação do Velasco.

    • Lilly Perronita Postado em 14/05/2021 - 16:33:35

      uhuuul!! obrigadaaaa


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais