Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Mine | Tema: Futebol


Capítulo: Boate

33 visualizações Denunciar


Permaneci imóvel quando Walter saiu, tentando processar o que havia acabado de acontecer.


 


 


—Alice, tá  tudo bem? — Bruna colocou a cabeça para dentro da sala.


 


 


 


Balancei a cabeça que sim, me levantando da cadeira. Bruna me encarou por algum tempo tentando ver se eu estava mentindo.


 


 


 


— Tem certeza? Ele saiu irritado. — Bruna afirmou.


 


 


 


— Digamos que foi...construtivo. — sorri sem graça.


 


 


 


 


Claro que Bruna não acreditou, ela me conhecia muito bem pra saber que eu estava mentindo, ela era minha melhor amiga e trabalhava comigo desde que abri esse consultório, a quase 1 ano.


 


 


 


 


— Tudo bem, está na hora do almoço, vamos naquele bistrô que você gosta?


 


 


 


 


— Não estou com fome, mas te faço companhia, preciso espairecer um pouco.


 


 


 


 


Peguei minha bolsa e fechei o consultório, agradeci por não ter mais pacientes naquele dia, minha cabeça estava doendo e eu só queria ir pra minha casa. Em poucos minutos chegamos no bistrô que ficava a uns quilômetros do consultório, pegamos uma mesa no fundo e nos sentamos. Bruna pediu uma salada e insistiu para que eu a acompanhasse.


 


 


 


— Você acha que ele volta? — minha amiga perguntou se referindo ao meu último paciente.


 


 


 


— Acredito que sim, ele parece está perdido e sei que precisa da minha ajuda.


 


 


 


— Admiro muito sua determinação, por isso nunca quis ser psicóloga. — Bruna faz uma careta e eu sorrio.


 


 


 


 


 


— Você se daria bem nessa área. — falo.


 


 


 


 


— Prefiro continuar sendo sua secretária.


 


 


 


 


Caímos na gargalhada, eu adorava Bruna, ela me entendia e sabia de todos os meus medos e problemas, me lembro que quando decidi abrir meu consultório ela foi a primeira a me apoiar, eu tinha acabado de me formar e com as economias que tinha juntado trabalhando de garçonete em uma lanchonete, eu tinha o suficiente para começar. Nos conhecemos  nessa lanchonete mesmo, ela sempre ia lá e ficávamos conversando e quando falei sobre ela logo se prontificou a querer me ajudar, disse que trabalharia pra mim e estaria ao meu lado no que fosse preciso.


 


Hoje relembrando tudo isso vejo o quanto foi e ainda é difícil, ter seu próprio negócio não é fácil e eu posso dizer com clareza, não vim de família rica, pelo contrário, minha mãe que morreu a quase 5 anos era diarista e meu pai eu nunca conheci, sou filha única e minha vida nunca foi fácil. Quando perdi minha mãe fiquei sem chão, mas eu não podia me abater, viver numa tristeza profunda só me faria, então eu fui a luta, me formei e abri meu local de trabalho. Confesso que ainda não conclui meu objetivo, sempre estou estudando e querendo mais, o que ganho na psicologia ainda não é uma grana preta, mas da pra manter o aluguel do meu apartamento e minhas contas em dia e claro, pagar um salário razoável para Bruna.


 


 


 


 


— E sua vida amorosa dona Alice? Continua parada? — Bruna perguntou enquanto beliscava a salada que o garçom havia trazido minutos atrás.


 


 


 


 


 


— Meu foco é meu trabalho. — falo.


 


 


 


— Sempre a mesma história, quando você vai se dar a oportunidade de conhecer alguém legal? — ela perguntou me encarando.


 


 


 


 


— Você sabe, a última vez não foi legal. — falo enquanto mexo na salada.


 


 


 


 


— O Pedro não conta, ele foi um babaca.


 


 


 


Sinto um nó subir na minha garganta ao lembrar de Pedro, ele foi meu primeiro e único namorado e tudo o que eu queria era esquecer que um dia o conheci.


 


 


 


 


— Eu sei, mas tudo ainda me assusta muito. — uma lágrima escapa de meus olhos e eu tento limpa – lá rapidamente. — Podemos mudar de assunto?


 


 


 


 


Bruna concorda, ela sabia que essa história era horrível pra mim e eu não gostava de falar sobre isso.


 


 


 


 


— Balada hoje a noite e não aceito não como resposta. — minha amiga disse empolgada.


 


 


 


 


— Amanhã...


 


 


 


 


— Amanhã o consultório não abre e pelo o que eu sei, a senhorita não tem nenhum compromisso. — ela me interrompe antes que eu invente uma desculpa qualquer.


 


 


 


 


 


— Ok! Dessa vez você venceu.


 


 


 


 


Bruna sorriu feito uma criança que havia acabado de ganhar um doce e eu revirei os olhos já arrependida dessa decisão.


 


 


 


(...)


 


 


 


 


— Isso está muito curto. — falo me olhando no espelho e tentando abaixar o vestido que Bruna escolheu.


 


 


 


 


— Não está não, você está perfeita.


 


 


 


 


Olho mais uma vez para o vestido e faço careta, era um vestido preto que vinha acima dos meu joelhos, de alcinha e com um decote na frente, eu não gostava de roupa daquele tipo, mas Bruna insistiu tanto que acabei aceitando. Nos meus pés calcei um salto também preto e uma leve maquiagem. Bruna também estava linda, seus cabelos longos em loiros estavam soltos e com cachos, uma saia cintura alta e um cropped a deixavam linda e salto nos pés, seus olhos escuros estavam com a lente de contato já que ela sempre tirava os óculos quando ia pra alguma festa.


 


 


 


 


— Estou pronta, vamos? — me chamou animada.


 


 


 


 


— Não tenho escolha. — fiz biquinho e ela me mostrou o dedo do meio.


 


 


 


 


Saímos em direção ao estacionamento onde Bruna deixou seu carro, tranquei todo o apartamento e torci pra não me arrepender assim que chegasse lá.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): __flavia

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

- Links Patrocinados -



Loading...

Autor(a) ainda não publicou o próximo capítulo



Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 0



Para comentar, você deve estar logado no site.



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...