Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Casada Até Quarta - Vondy (Adaptada) [Terminada] | Tema: Vondy


Capítulo: Capítulo 35

525 visualizações Denunciar


Comentem bastante e eu volto!



O Parker mais velho, da Parker & Parker, estava sentado diante de Christopher em seu escritório para discutir alguns detalhes do testamento de seu pai. Christopher se lembrava de ter ouvido a exigência do pai de que ele se casasse para herdar a maior parte da riqueza da família, mas havia perdido alguns pormenores. Na verdade, ele dispensara o advogado na ocasião. Havia acabado de completar trinta anos quando seu pai morrera. Trinta anos parecia distante demais.


De terno, gravata e uma expressão estoica, Mark Parker abriu a pasta e tirou uma pilha de papéis de dois centímetros de espessura.


— Vejo que você foi rápido para conseguir uma esposa — disse o homem. A última reunião entre os dois havia sido apenas dois meses antes. Mark lembrara a Christopher o prazo que Edmund havia determinado, mas fizera isso apenas porque era obrigado. Se Christopher tivesse perdido o prazo, a Parker & Parker ficaria com vinte e cinco por cento da propriedade, sua irmã e sua mãe receberiam uma pequena pensão, insuficiente para manter seu estilo de vida atual, e o restante iria para algumas instituições de caridade.


— A Dulce e eu estamos muito felizes — Christopher disse ao homem, sem apresentar desculpas.


— É mesmo?


— Tenho certeza de que você vai ver com seus próprios olhos neste fim de semana. Fazia muito tempo que eu não ansiava por voltar para casa no fim do dia.


Engraçado... as palavras não pareciam mentira quando deixaram sua boca. De fato, Christopher ansiava por ver Dulce todas as noites e todas as manhãs desde que começaram a dividir a cama.


Mark apertou os lábios, e os pés de galinha ao redor de seus olhos ficaram mais acentuados.


 — Convencer a firma de que o seu casamento não é de conveniência é responsabilidade sua e da sua esposa.


 — Estou ciente do que o Edmund estipulou no testamento. Estamos aqui, hoje, para definir exatamente o que a sua firma exige de mim nos próximos doze meses.


Mark passou os dedos no queixo.


— Seu pai estava determinado a garantir que você fizesse mais do que manipular as coisas para cumprir as exigências dele.


O pai de Christopher era um cretino, mas não havia necessidade de dizer a Mark o que ele pensava do falecido homem.


— Já sabemos disso.


— Ele passou bastante tempo em nossos escritórios redigindo contingências legais.


Algo na maneira como Mark estava sentado, todo pomposo, e no brilho que seus olhos emitiam fez os pelos nos braços de Christopher se arrepiarem.


— Nós já falamos dessas contingências.


O advogado abriu a boca, formando um O silencioso, antes de inclinar a cabeça e dizer:


— Da maioria delas. Já discutimos a maioria delas.


Christopher sentiu o chão desabar sob seus pés. Mas, em vez de mostrar seu desconforto àquele homem dissimulado, recostou-se na cadeira e esperou que ele explicasse.


— Tenho certeza de que, no momento da leitura do testamento de Edmund, você estava transtornado demais e acabou não ouvindo certos trechos. Como aquele que diz que, uma vez que você se casasse, um codicilo que ele acrescentou deveria ser lido e aplicado.


Mark sorria como uma raposa fitando um rato.


— Estou intrigado — disse Christopher. — O que mais meu pai poderia exigir?


— Aqui está um adendo selado que deveria ser aberto depois que você se casasse.


Retirando alguns papéis da pilha, o advogado começou a ler:


Muito bem, Christopher, meu garoto; parece que eu não criei um idiota completo, afinal. A esta altura, tenho certeza de que você já me incluiu na sua lista dos piores seres humanos que já pisaram na Terra. Mas garanto que minhas intenções são apenas provar, de uma vez por todas, como a família deve ser importante para você. Você zombou de mim durante a maior parte de sua vida adulta, fez tudo o que estava ao seu alcance para me estressar. Suponho que um homem melhor teria morrido tranquilo por ter deixado os filhos e a esposa bem providos, em vez de subjugar seu herdeiro a sua vontade. Mas nós dois sabemos que eu não fui esse tipo de homem. Então, meu filho, deixo-lhe uma última exigência antes que sua herança lhe seja entregue. Espero que tenha se casado antes de completar trinta e um anos, o que lhe dará um ano para realizar sua próxima tarefa.


O sangue nas veias de Christopher começou a ferver; ele sabia muito bem aonde seu pai queria chegar, mas não podia impedir que as palavras deixassem a boca de Mark Parker.


Se você está realmente estabelecido com uma esposa e pronto para dar continuidade à minha linhagem, a prova virá por meio de um herdeiro.


Mark fez uma pausa para avaliar a reação de Christopher.


Ele forçou a mandíbula a relaxar e manteve as mãos no colo. A imagem de Dulce surgiu em sua cabeça.


O que ele faria agora?


Essas coisas levam tempo, mas, daqui a um ano, você deve estar em vias de se tornar pai.


Como antes, Christopher parou de prestar atenção quando Mark falou que o sexo da criança não fazia diferença e que ela não precisava nascer antes de Christopher completar trinta anos.


Mark terminou a leitura e limpou a garganta.


— Parece que o seu pai pensou em tudo.


— E se a minha esposa e eu quisermos esperar mais para começar uma família?


O advogado bufou.


— Seu pai está lhe dando milhões de motivos para adiantar seus planos. A não ser, é claro, que você não esteja planejando constituir família ou continuar casado com...


Christopher levantou a mão, interrompendo-o.


— Nós somos recém-casados, Mark. Talvez isso tenha escapado sua atenção.


— Nada que você faz escapa à minha atenção. Homens melhores que você se casaram para pôr as mãos em grandes fortunas, sem intenção de continuar casados depois de engordar a conta bancária. — Mark estava furioso; suas palavras eram ríspidas, e seu tom, completamente claro.


— Esse adendo estava lacrado, mas você sabia dele o tempo todo, não é?


O advogado se recostou na cadeira e cruzou os braços. A elevação quase imperceptível em seus lábios deu a resposta que Christopher queria. Ele sentiu um desejo inusitado de fazer Mark, com todo seu cinismo, se contorcer na cadeira.


— Eu gosto muito da ideia de ser pai — disse, deixando um pouco de seu sotaque da infância se infiltrar em suas palavras.


O sorriso de Mark desapareceu.


— A Dulce vai ser uma mãe incrível — continuou, convicto, porque realmente acreditava nisso. E manteve a cara de paisagem.


— Será necessário mais do que palavras para nos convencer.


— Disso eu não tenho dúvidas.


— Entrarei em contato.


— Nos vemos este fim de semana, na recepção.


— Certo.


Quando o advogado virou para sair do escritório, Christopher o deteve.


— Ah, Mark, peça para a sua secretária me fazer uma cópia do testamento do meu pai.


O homem assentiu e foi embora.


Christopher girou sobre os calcanhares e caminhou até a janela para olhar a rua molhada de chuva.


Um bebê...


Maldição. Christopher amaldiçoou seu pai e tudo o que ele representava. Parte dele queria desistir, dizer a Dulce que haviam pagado para ver o blefe deles. Ele sabia muito bem que ela não estaria disposta a trazer uma criança ao mundo por alguns milhões. Sua família e a traição já haviam lhe causado muitos traumas; ela não traria uma criança para essa farsa. Droga! Christopher praticamente sentira o nó no estômago de Dulce quando May começara a falar sobre os planos para o futuro.


Ele já havia antecipado que os advogados da Parker & Parker tentariam forçar os dois a ficarem juntos durante todo o ano seguinte. Achara que Mark tinha ido a seu escritório para dizer algo do tipo: “Christopher, meu velho, você e sua esposa não podem ficar separados por mais de duas semanas de cada vez para que a firma acredite que são felizes no casamento”.


Mas não — o escritório de advocacia havia exigido algo muito mais difícil de conseguir.


Porém... e se Dulce acabasse engravidando? Seria tão ruim assim? Um calor nasceu em seu estômago e subiu por seu peito. Pensar nas curvas dela se arredondando, em seus seios inchados enchendo suas mãos ainda mais do que já enchiam, ela segurando um filho dele...


Christopher afastou da mente essas cenas, que não eram tão difíceis de imaginar. Talvez sua equipe jurídica pudesse encontrar algo ilegal no testamento de seu pai. Ele havia posto os melhores no caso para analisar todas as possibilidades.


E, nesse meio-tempo, ele guardaria para si a mais recente reviravolta em sua vida.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Primasvondy

Este autor(a) escreve mais 15 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Oi sumidas! Estava difícil para Dulce se livrar do jet lag, e eles já estavam na Inglaterra havia mais de uma semana. É... viver uma mentira era exaustivo. Até Christopher parecia estressado. A recepção seria no dia seguinte, e tudo estava pronto. O que Dulce necessitava era de um tempo longe da exigente família do marido. H ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 697



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • anne_mx Postado em 07/12/2020 - 14:40:37

    Que coisa mais lindaaaa, obrigada por essa história tão apaixonante <3

    • Primasvondy Postado em 07/12/2020 - 15:11:12

      Eu que agradeço a sua companhia!!

  • taianetcn1992 Postado em 06/12/2020 - 05:15:29

    ja indo para a proxima ler tbm

    • Primasvondy Postado em 06/12/2020 - 10:53:32

      Nos encontramos lá

  • taianetcn1992 Postado em 06/12/2020 - 05:15:14

    ai amei muita coisa, que linda

    • Primasvondy Postado em 06/12/2020 - 10:53:06

      Minha leitora de carteirinha!!! Obrigada mais uma vez por sua companhia

    • Primasvondy Postado em 06/12/2020 - 10:53:06

      Minha leitora de carteirinha!!! Obrigada mais uma vez por sua companhia

    • Primasvondy Postado em 06/12/2020 - 10:53:05

      Minha leitora de carteirinha!!! Obrigada mais uma vez por sua companhia

    • Primasvondy Postado em 06/12/2020 - 10:53:05

      Minha leitora de carteirinha!!! Obrigada mais uma vez por sua companhia

  • nathalia_muoz Postado em 05/12/2020 - 23:19:29

    Aguardando otro historia

    • Primasvondy Postado em 06/12/2020 - 01:10:06

      Já está sendo postada... Amante Britânico. Te espero lá!

  • nathalia_muoz Postado em 05/12/2020 - 23:18:43

    Me encantoooo felicidades

    • Primasvondy Postado em 06/12/2020 - 01:09:19

      Ahhh que tudooo. Obrigada por acompanhar

  • binha1207 Postado em 05/12/2020 - 22:51:15

    Muito obrigada por essa fanfic....agora vou poder ler a outra...kkkk.... Brincadeira...kkkkk Louca pra começar ler a nova...

    • Primasvondy Postado em 06/12/2020 - 01:08:58

      Agora ta liberada pra ler a outra haha

  • aucker Postado em 05/12/2020 - 21:47:30

    Obrigada por mais uma fic linda <3

    • Primasvondy Postado em 05/12/2020 - 22:10:03

      Eu que agradeço muito sua companhia!!!

  • capitania_12 Postado em 05/12/2020 - 20:35:28

    Aaaaaaah,acabou. Amei acompanhar novamente. E simbora para mais uma....

    • Primasvondy Postado em 05/12/2020 - 21:10:59

      Te encontro lá!! Obrigada por acompanhar essa

  • ana_vondy03 Postado em 05/12/2020 - 19:47:34

    Aaaa eu amei cada pedacinho!! Já estou indo lá ler a próxima!! S2

    • Primasvondy Postado em 05/12/2020 - 20:26:46

      Obrigada por acompanhar... Te encontro lá!

  • dayanerodrigues Postado em 05/12/2020 - 18:47:35

    Ameii

    • Primasvondy Postado em 05/12/2020 - 20:26:16

      Apesar do final corridinho é uma história super legal de ler...



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...