Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Não Chore, Minha Dama. | Tema: Mabill, Gravity Falls


Capítulo: Capítulo 02

20 visualizações Denunciar


     Logo em seguida, uma brisa forte tomou conta do local. Decidi voltar à cabana, mas assim que virei de costas para ir embora... escuto algo.


     — Nem tudo é como nós sonhamos, m- Shooting Star — Ele sussurrou no meu ouvido, me deixando pálida.


     Parecia que ele ia me chamar de alguma outra coisa, mas deve ser só impressão minha, e do que isso importava agora? A criatura, que tentou matar minha família e fazer a dimensão em que vivo um parque de diversões do tipo apocalipse, está bem na minha frente. Eu não consigo acreditar que aquele pesadelo vai voltar novamente, não pode, como ele ainda está vivo?


     Autora Narrando.


     Longe dali, Dipper não aguentava mais desconhecer o porquê de Bill estar de volta, e ninguém melhor que Stanford Pines para responder isso. O garoto castanho sai da biblioteca e vai em direção ao laboratório de seu Ti-vô Ford, para encontrá-lo.


     — Ti-vô Ford, eu preciso te con... — O menino para de falar e começa a fitar um velho que estava quase chorando em um canto do cômodo.


     — Dipper! Há quanto tempo está ai? — Indagou o homem mais velho logo depois de perceber a presença do garoto. Agora Ford já está de pé e se aproxima do neto, com um livro azul em mãos.


     — O senhor estava 'quase chorando'? O que aconteceu, Ti-vô? — Dipper engole o seco depois de falar, torcendo para não ser aquilo que ocorreu sobre o Bill.


     — É o Bill, ele está de volta. Maldição. — Com essa resposta, o menino lembrou que o Ford não tinha 'quase chorado' nem quando ocorreu o Estranhangedon. Logo em seguida, continuou: — Eu sei o que você deve estar pensando. Estou assim pois eu não sei como o Bill voltou, mas eu sei de uma coisa. —  Assim que terminou a frase levou as suas  mãos em direção a cabeça, para retirar um pouco de suor frio, e tentando se acalmar.


     — Ti-vô Ford! Diga de uma vez! — Dipper já não aguentava tanta tensão.


     — Uma profecia dizia que o demônio que mais causou danos à terra, não importa como, irá retornar em busca de seu passado. Eu não te disse antes, mas... — Disse fazendo uma pausa. E logo continuou — O Bill quer a Mabel. — Logo em seguida, Ford mostrou um vídeo que gravou do Bill no Estranhangedon, e ele estava falando:


"Mabel, Mabel, então você é ela nessa dimensão, você era a minha bela dama esse tempo todo... Mas não é ela de verdade. Estarei de volta em breve, minha querida."


     — Oh não... Mabel! — E os dois saíram correndo como se não houvesse o amanhã, desejando que a gêmea Pines esteja bem.


     De volta à floresta, Mabel estava começando a se arrepender de não ter ido dormir naquele dia assim quando pôde.


     — Bi-Bill! — Mabel diz se virando para ficar de frente dele e ao mesmo tempo tentando sair de perto dele, mas foi em vão. Bill estava sentado em cima de uma superfície plana(com as pernas de fora, balançando no ar), que antes era usada para deixar aquela estátua. Assim que a menina de cabelos castanhos se virou para ele, ele a puxou pela cintura, deixando os seus rostos próximos demais e sentindo a respiração um do outro. O loiro também a prendeu com suas pernas, levemente.


     — Pensa que pode fugir de mim? — Bill diz com um olhar e sorriso travesso depositado no rosto. Naquele momento era possível perceber os caninos afiados que o loiro possuía.


     Sua nova forma era, simplesmente, encantadora para os humanos. Não daria mais que 20 anos para ele, com aqueles olhos brilhantes fitando-a, Mabel não podia impedir que suas pernas tremessem e seu coração acelerasse, mas agora de um jeito estranhamente bom, ela nunca iria admitir. E Bill já estava imerso em seus pensamentos, apenas por olhar aquele rosto doce que ele tanto ansiava ver novamente. Ela estava linda como sempre, só um pouco mais nova do que ele lembrava.


     O garoto amarelo não conseguia mais se segurar, deixando escapar um olhar triste e a abraçou. Com essa ação inesperada, uma série de perguntas pairavam na cabeça de Mabel.


     — Minha dama... — Bill diz baixinho, enquanto cheirava a suave essência de rosas que a garota possuía. Sua frase quase escapa dos ouvidos da Pines, mas ela acabou por ouvir. Com segundos silenciosos, parecia que a garota acalmava e relaxava o loiro.


    Mabel estava petrificada e com o coração disparado, mas o que ela não sabia era que o garoto ainda estava com um semblante triste e ao mesmo tempo corado. Bill tocou na mão gelada da menina nervosa e a apertou gentilmente, levando para cima. Mabel sentiu um arrepio com o carinho e apertou a mão dele de volta, Bill se surpreende com o ato da jovem. Logo depois, surge aquele fogo azul nas mãos dos dois, e como naquele sonho, Mabel sentiu uma sensação de nostalgia, embora nunca tenha feito um trato com ele. Mas quando a menina caiu em si, se assustou com o fogo e tentou soltar sua mão, mas ele segurou ela pela cintura, bem forte, mas continuava com a delicadeza.


     — Eu sabia, você ainda é você. — Disse com um leve sorriso no rosto, completamente aliviado, em seguida ele coloca sua testa junto com a dela (Uma cena rara: Um Cipher sorrir feito bobo). Bill acaba percebendo um pouco de medo no semblante da jovem, ele ficou preocupado e continuou: — Nã-Não tenha medo, não fizemos nenhum daquele contratos. Isso é apenas... outra coisa. — Depois de dizer, o menino loiro percebeu que Mabel começou a se acalmar. Ele tinha que parar de agir como se ela lembrasse dele do mesmo jeito que ele lembrava-se dela, estava assustando a menina. Mabel juntou forças para, pelo menos, perguntar sobre que "coisa" era aquela, mas acabou sendo interrompida por dois membros de sua família, e os mesmos estavam desesperados procurando-a.


     — Mabel!! — Ford e Dipper gritaram assim que encontraram quem tanto procuravam, por um rastreador que Ford implantou nos gêmeos um pouco antes de deixaram Gravity Falls pela primeira vez, para saber se eles estavam seguros. Mas tarde Dipper daria uma palavrinha com o seu Ti-vô sobre isso, só que agora não era hora.


     — Solta a minha irmã, seu doritos! — O gêmeo grita, pensando que Bill estava machucando-a (Dipper precisa ir ao oftalmologista).


     O loiro e a menina se assustaram com a gritaria, então se afastaram rapidamente um do outro. Os olhos de Bill começaram a brilhar e a gravidade em volta do loiro começou a se instabilizar, parecia que ele estava preparando-se para lutar.


     Um tempo depois, ouve-se um barulho alto e estridente, alguém estava inconsciente.


 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Cereja Pines

Este autor(a) escreve mais 5 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -



Loading...

Autor(a) ainda não publicou o próximo capítulo



Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 0



Para comentar, você deve estar logado no site.



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...