Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Namorado Por Acaso - Vondy (Adaptada) | Tema: Vondy


Capítulo: Capítulo 34

1036 visualizações Denunciar


— O homem me liga todas as manhãs para me desejar bom dia. Ele me leva para passear de moto e me surpreende quando decide fazer uma noite só nós dois, com velas e jantar romântico. Ele dorme comigo de conchinha. E usa termos jurídicos quando tenta se explicar. Alexander é um sonho, ele é fiel e confia em mim. Você acredita realmente que dizer “meu nome é Alexander Christopher” pesa tanto quanto todas as atitudes que ele tem me demonstrado? Aliás, Belinda, o que eu acho bem curioso é esse seu interesse em nós dois.


 Caralho, ela lembrou tudo que eu disse, mesmo que a bebida tenha afetado um pouco o nosso julgamento naquela noite. Borboletas estúpidas dançaram no meu estômago, mas não tive tempo de curtir o sentimento. Dulce semicerrou os olhos, e senti o corpo dela ficar duro e tenso sobre mim. Toquei sua cintura.


Cariño, vamos dar uma volta.


— Tem alguma coisa para me dizer ou vai continuar tentando atrapalhar o meu relacionamento? Porque não tem aquele ditado sobre tudo o que nós fazemos... pode voltar para nós mesmos? — Dulce continuou, irritada demais.


Belinda abriu a boca para responder, e não disse nada.


Ela se levantou.


— Eu não sei o que vocês têm, mas algo está muito errado nesse relacionamento.


— Sério? E no seu? Porque, aparentemente, você tem bastante tempo para cuidar da vida dos outros — Dulce resmungou.


Belinda virou as costas e foi embora, pisando duro.


Dulce saiu do meu colo como se tivesse carvão sob sua bunda. Eu nem pedi licença para Annie, e caminhei a passos largos até Dulce. Toquei seu ombro, virando-a para mim. Seus olhos estavam vermelhos, e ela parecia irada.


 — Ei, o que houve?


— Eu vi, tá bom? A mão dela na sua coxa... Eu fui muito idiota mesmo achando que isso é para afastá-la. Diga a verdade. É pra isso que estou servindo, Christopher? Para você fazer ciúmes na sua ex-noiva e reconquistá-la?


Pisquei, perdido.


— O quê?


— Ela está louca por você. De novo. Querendo tanto que nem é mais prudente. E cadê esse marido, que eu nunca vi? Nem no casamento. É um idoso de cem anos, por acaso? O pinto dele não sobe mais? Porque ela está tão atrás do Christopher Uckermann que só isso justifica. Além disso...


 Dulce continuou a falar. Ou melhor, gritar. Mas eu parei de ouvi-la. Porque, caralho, por mais que ela estivesse emputecida... aquilo era tão doce.


Suas bochechas estavam coradas, a boca, vermelha e os olhos, marejados. Ela gesticulava tão rápido, apontando o dedo em riste para mim, que me peguei sorrindo.


E, quando ficava nervosa, eu era Christopher e não Alexander.


Dulce estava com ciúmes de mim.


— E você está sorrindo ainda? Tem que ser muito cretino mesmo!


— Eu não...


 — Seja qual for esse joguinho que você está fazendo comigo, acabou aqui — me interrompeu. — Parei com isso agora. Tá entendendo? Para mim, já deu. Vai lá para a sua ex-noiva, vai. Se torna o amante dela, ou qualquer coisa parecida, porque eu não vou mais fazer isso.


Exatamente do jeito que a conheci. Tão nervosa que não observava ao redor, que não entendia os acontecimentos. Foi isso que me encantou nela: sua verdade. A personalidade tão distinta, o fato de não conseguir aguentar as coisas calada e simplesmente não ser capaz de filtrar as palavras.


— Dulce...


Ela abriu a boca e fechou umas cinco vezes seguidas, as pálpebras piscando freneticamente. Dei um passo para perto, tocando sua cintura.


— Você é horrível, Christopher.


— Você vai me deixar falar ou vai fazer como da primeira vez? Lembra que quase destruiu um casamento?


Ela levantou o rosto, o queixo apontando para cima, me desafiando.


— Eu quero destruir um casamento. Nossa, eu quero ir lá contar para o marido dela o tipo de esposa que ele arrumou.


Deus, como era brava.


Precisava anotar em algum lugar, de preferência em sua testa, para nunca provocá-la a esse ponto.


— Você não precisa fazer isso.


— Eu quero. Ninguém merece uma esposa como aquela. Sabe o que me deixa mais nervosa? É esse o tipo de imagem que ela quer passar, sério? Tão culta, inteligente, bonita, mas tão...


— Dulce Maria Saviñón. — Isso a fez semicerrar os olhos. — Cale essa linda boca.


— O que você disse? Mas você é muito...


— Cretino? Ok, eu aceito o elogio. Vai me deixar terminar de falar?


— Não.


Respirei fundo e comecei a rir.


Porra!


Ela deu um tapa no meu braço que sinceramente nem senti.


— Você fica linda quando está com ciúmes. — Enfiei meu indicador no passador de sua calça e trouxe seu corpo para perto. Dulce apoiou suas mãos no meu peito, os olhos ainda vermelhos de raiva, mas sua aproximação física foi um bom sinal.


— Eu não estou com ciúmes. Que ideia!


— Não mesmo?


— A culpa é toda daquela mulher...


 — Shhh. Vamos fazer o seguinte? Eu falo, você escuta e depois você me xinga se quiser.


Dulce exalou alto.


— Eu quero ver você sair dessa.


— Vou falar a verdade, não tem truque.


— E como vou acreditar em você? Pensei por um segundo.


— Vai precisar me dar um voto de confiança, Dulce. Por tudo o que passamos nesses dias e, da mesma forma que estava errada sobre eu ser um noivo traidor, precisa entender que nem tudo é o que parece. Quando você ouvir o que tenho a dizer, nunca mais vai cogitar sequer a possibilidade de eu querer alguma coisa com a Belinda.


— Droga, eu preciso de uma bebida.


— São dez da manhã, Cariño. E vou te levar para um lugar para a gente conversar, ok? Aqui nem é o ambiente pra isso.


— Parece que você quer terminar comigo.


Eu ri.


— Vem, Dulce.


— Eu quero te bater de novo.


— Não faz diferença, eu nem sinto.


Ela prendeu os lábios, puta da vida, e me deixou guiá-la para longe dali. Não sei por qual motivo, mas meu coração ficou leve quando minha mão apoiou suas costas. Talvez, porque eu fosse dizer em voz alta o que passei. Talvez, porque Dulce entenderia o que diabos aconteceu no meu passado. Especialmente, porque aquilo não me perturbava mais há um tempo. Agora, era como a finalização de um processo de 365 dias. Eu finalmente estava livre. Eu finalmente estava em paz.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Primasvondy

Este autor(a) escreve mais 14 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Oi sumidas? Cadê Vcs? Estão vendo como sou uma alma SUPER caridosa? Me valorizem!   O barman nos entregou o pedido. Cosmopolitan para Dulce e dose dupla de uísque 18 anos para mim. Dulce bebeu um gole, inspirando fundo e relaxando. Seus cabelos estavam soltos, destacando os olhos lindos. Cara, ela ficava linda maquiada, mas, sem nada no rosto, era ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 1069



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • binha1207 Postado em 24/01/2021 - 01:36:22

    Aaahhh...já está acabando? Já tens alguma para substituir? Diz que sim... Pq menina...não tem uma fanfic sua que eu não me apaixone

  • anne_mx Postado em 23/01/2021 - 20:45:31

    E aí véi...AAAAAAAAAA Será que não dá pra postar uns 10 ou 20 capítulos de uma vez só pq assim eu tô curiosa até o último fio de cabelo e desde quando a Dul falou com a Any sobre alugar o apê eu tive CERTEZA ABSOLUTA que não era vizinha mas sim vizinhO e um bem gato que ia esquentar bastante a cama dela KKKKKKKKKKKKKKKK continuaaaa <3

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:53:34

      Falta tão pouquinho pra acabar que eu estou ficando pão dura de capítulos hahaha. Também tive a sensação que eles seriam vizinhos de novo quando li a primeira vez. hahaha

  • ana_vondy03 Postado em 23/01/2021 - 19:38:06

    Aaaaaaa manooo, hahaha tão perfeito!! Quero só ver a surpresa dela! Continuaaa amoreee S2

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:26:23

      Amanhãaaaaa

  • binha1207 Postado em 23/01/2021 - 19:25:14

    Nananinão você não foi soberana....você parou na melhor parte...não faça isso com suas leitoras...pq é feio....Deus não gosta...kkkkk.... Quase infartei com a Dul... Volta aqui e mostra pro Brasil que és realmente soberana...

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:26:11

      Ahhh que isso! Eu fui SUPER SOBERANA. postei capítulos imensos!!!

  • taianetcn1992 Postado em 23/01/2021 - 19:24:29

    mulher de deus to ansiosa para essa surpresa da dulceeee, posta mais por favor

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:25:45

      Hahahah. Amanhãaaaaa

  • aucker Postado em 23/01/2021 - 19:03:20

    E esse reencontro, sai ou não sai?

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 19:21:01

      Tá bem próximo

  • binha1207 Postado em 23/01/2021 - 13:28:15

    Diz que vc vai postar mais hoje? Eu preciso do reencontro....

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:14:27

      Posteeeeei

  • alicia_moura Postado em 23/01/2021 - 12:30:23

    Pelo amor de Deus, me diga q tem mais hj! Por favorrrrr &#128151;&#128151;&#128151; Necessito do encontro vondy.

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:14:20

      Posteeei

  • rt1508 Postado em 23/01/2021 - 12:29:10

    Contínuaa, quero ver a reação dele

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:14:03

      Siiim

  • anne_mx Postado em 23/01/2021 - 12:19:32

    Essa fanfic é tão gostosinha de se ler, eu PRECISO do meu reencontro vondy, pelo amor de Deus, poste ainda hoje vá, continuaaaaa <3

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:13:55

      Essa história é muito estilo cotação quentinho ne?



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...