Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Namorado Por Acaso - Vondy (Adaptada) | Tema: Vondy


Capítulo: Capítulo 36

177 visualizações Denunciar


Bom diaaaaa!!!



Dulce


Aceitei a água de coco de um dos funcionários do resort e recostei-me confortavelmente na sombra. Não estava querendo me bronzear. Só tomar um ar fresco já seria tão bom e, quem sabe, eu poderia esquecer o segundo momento mais vergonhoso da minha vida: senti ciúmes do Alexander.


— Oi, Cariño. — A voz com sotaque espanhol, arrastada, rouca e sexy inebriou os meus sentidos. — Achei que você tinha subido para o quarto para colocar um biquíni e não só trocar de roupa. Não vai tomar sol?


Abaixei os óculos escuros e, ouvindo o coração nos tímpanos, prendi os lábios em uma linha fina. Materializado na minha frente estava o homem que, em pouco tempo, me fez sentir coisas que valeriam por uma vida inteira.


Raiva, mágoa, tesão, vergonha, encantamento, ciúmes e atração.


O que mais Alexander tiraria do baú dos meus sentimentos que eu nem sabia ser mais capaz de experimentar?


— Acho que é melhor não me bronzear.


Alexander sentou na espreguiçadeira ao lado da minha.


— Que pena. — Desceu os olhos por meu corpo. Ele abriu um sorriso e foi no que consegui focar, porque ele estava com óculos estilo aviador.


Ele ficava lindo de qualquer maneira.


E parecia aqueles modelos internacionais do Instagram que você sabe que nunca vai ter a chance de encontrar na vida real. Prendi a respiração quando me dei conta de que ele estava quase sem roupa. Se bem que não dava para reclamar... Eu me senti superforte, do tipo heroína da Marvel, quando consegui desviar o olhar. Ainda assim, pela visão periférica, eu soube que ele estava com uma sunga estilo boxer.


Branca.


O diabo não veste nada.


— Vou ficar bem no meu vestidinho.


— Antes de eu vir aqui, já dei um mergulho. Você tá perdendo de entrar, mais uma vez, numa piscina comigo, Cariño.


Olhei  para  ele.  Os  cabelos  negros estavam brilhando pela água da piscina, o sorriso estava em sua boca mais uma vez e seu corpo completamente molhado cheirava a sol e água de piscina, misturado ao fundo com seu perfume. A sunga encharcada era um atestado de insanidade mental. Aquele homem não tinha noção? Não, talvez ele tivesse, talvez ele soubesse exatamente o que fazia e por isso fazia.


— Não é aconselhável, né? — joguei.


— Depende.


— Você torna tudo tão difícil, Alexander.


Ele soltou uma risada.


— Eu? Você acaba comigo e sou eu quem torno as coisas difíceis?


— A discussão de hoje cedo...


— Não estou falando disso — garantiu.


— Do que você tá falando?


Ele tirou os óculos, colocando-os em cima dos seus cabelos negros. Os olhos cor de mel se estreitaram para mim.


Engoli em seco.


De repente, não estávamos mais sozinhos. Antes que ele pudesse responder, Annie se sentou ao meu lado e Poncho o puxou para irem até a piscina. Annie era exatamente quem eu queria ver. Havia algo que eu queria dar para ela.


 — Oi, querida — Annie me cumprimentou.


Alexander se jogou na água com Poncho e, logo em seguida, submergiu. Christian, Tomás e Geovani já estavam na piscina. Aqueles homens molhados mereciam virar capa de revista. Voltei a atenção para a nova senhora Uckermann, sorri.


— Oi! Na verdade, eu queria muito te ver. Pensei que fui ao seu casamento de mãos vazias e...


Annie arregalou os olhos e segurou em meu braço para me interromper.


— Mas, Dul, não precisava ter comprado nada. Eu jamais pensei em cobrar...


 — Shhhh — sussurrei, ainda sorrindo. — Eu pensei em uma coisa que você poderá aproveitar com seu marido.


Annie ficou curiosa enquanto eu pegava, ao meu lado, uma peça em especial e dourada: um cartãozinho que levava à área presidencial. Poncho e Annie poderiam fugir uma noite e curtir o início do casamento. Assim que o vi quando subi na suíte para me trocar, pensei nos dois.


Peguei o cartão e entreguei em suas mãos.


— Existe uma área presidencial...


Expliquei para Annie o que existia ali, onde era e o motivo de eu ter ganhado o acesso. E disse que ela poderia aproveitar com Poncho. Annie abriu um sorriso enorme, a surpresa fazendo seus olhos brilharem.


— Dul, nossa! Isso é tão lindo da sua parte. Muito obrigada por pensar em nós. Tem certeza de que não vai usar a suíte?


Balancei a cabeça, negando.


— Aproveitem, por favor.


Ela me envolveu em um abraço carinhoso e me deu um beijinho no rosto. Fiquei feliz em estar ali com ela, em ver o quanto algo tão simples pôde iluminar seu dia. Depois de um tempo, ficamos conversando, e entramos em um assunto sobre as rotinas fora desse paraíso.


— Estou arrumando algumas coisas em Nova York, como o novo lugar que eu e Poncho vamos morar. Estou fazendo tudo à distância e vou ter que continuar fazendo porque, depois daqui, vamos para a lua de mel.


— Muitas coisas para fazer?


Ela deu de ombros.


— Só burocracia, na verdade. Além de verificar a nossa nova casa. Poncho quer vender o apartamento de solteiro dele. É em Midtown Manhattan e está por um preço tão legal. Deve vender em um piscar de olhos. Ainda assim, você sabe, é um trabalho...


Isso acendeu uma luz no meu cérebro.


 — Vocês vão vender o apartamento do Poncho em Manhattan?


— Sim. — Annie sorriu. — Por quê? Conhece alguém interessado?


— Sim! — Ri. — Eu. Estou procurando faz um mês e não consigo encontrar. Eu queria algo luxuoso e com classe, mas que coubesse no meu orçamento.


— Ah, mentira! — Annie arregalou os olhos. — Nossa, Dul, que notícia boa. Nem cheguei a colocar as fotos profissionais na internet, mas tenho todas aqui. Você quer ver? É no trigésimo andar, um escândalo.


Até esqueci que Alexander estava de sunga branca a poucos metros, porque as fotos do apartamento me deixaram apaixonada. O lugar era amplo, sem divisórias entre os cômodos. A decoração, os móveis, tudo me agradava. As paredes eram quase todas de vidro, e havia uma varanda imensa,com uma vista ainda mais impressionante. Três quartos, sendo uma suíte, espaço para sala de estar, jantar... tinha tudo que eu queria.


— Quanto?


Annie disse um valor dentro do meu orçamento e eu quase pulei na espreguiçadeira, emocionada.


— É um por andar?


— Não. Dois. Mas a vizinha da frente um amorzinho. Você vai adorá-la.


Meu coração apertou em ansiedade.


— Ah, Annie... posso pegar o endereço para pedir à minha assistente para visitá-lo?


— Posso fazer melhor ainda. Me passa o contato da sua assistente que eu imediatamente conecto ela com o rapaz que cuida das coisas do Poncho. Ele está com a chave, e você não vai ter que me esperar voltar da lua de mel.


— Jesus, se me desse uma caneta, eu assinava agora.


— Dizem que a vida não inventa coincidências, tudo tem um porquê. Que bom que a família Uckermann te achou.


— Abriu um sorriso largo e doce.


Segurei em sua mão.


 — Você acaba de salvar a minha vida. Nunca serei grata o bastante.


— Ah, para com isso.


— É verdade.


— Acho que somos as pessoas certas no lugar certo — Annie concluiu.


Passei o contato para Annie, e a minha assistente, Bianca, muito maravilhosa, respondeu no mesmo minuto, pelo WhatsApp. Ela disse que no dia seguinte já verificaria para mim.


Um tempo depois, escutei as risadas masculinas e os palavrões em espanhol na piscina. Eu e Annie nos dispersarmos por uns minutos, admirando os Uckermann, até ela puxar assunto de novo.


 — Sabe, Dul, eu estava para te dizer uma coisa e sempre esqueço. É sobre você e Christopher.


— Ah, é?


— É sobre o namoro falso — cantarolou, enquanto eu inspirava fundo.


— Estava conversando com Poncho. Vocês estão no mesmo andar e a idiota da Belinda também. Não acha que ela pode pegá-los na mentira?


— Como assim?


— Você vai toda noite para um quarto, e ele, para o outro... o resort pode separar a cama de casal do quarto do Christopher. E aí vocês dividiram o quarto e não levantaria suspeitas.


Eu em um quarto,  sozinha,  fechada entre quatro paredes com Alexander?


— Não sei se é uma boa ideia.


— É só para a história ficar mais crível. Conversa com ele, tenho certeza de que vão chegar à mesma conclusão que eu.


— Faz muito sentido, mas...


— Mas o quê? — Annie instigou.


— É uma ótima ideia — desconversei.


Alexander empurrou Poncho, e eles começaram a rir de alguma piada particular dentro da piscina. Como se soubesse que estava sendo observado, seu olhar encontrou o meu, e ele passou a mão no cabelo molhado, jogando-o para trás do rosto. Em seguida, abriu um sorriso que derreteria qualquer calcinha.


Vamos aproveitar o dia, ele disse.


Suspirei e sorri de volta.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Primasvondy

Este autor(a) escreve mais 14 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Christopher — Então é isso, hermano? — Poncho secou os cabelos com a toalha. — Sexo sem compromisso uma só vez e acabou? — O que eu poderia fazer com Dulce no pouco tempo que nos resta? Pedir que ela se case comigo? — Não, mas você poderia fazer diferente. Dizer que, depois daqui, quer manter contato e que ia ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 1069



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • binha1207 Postado em 24/01/2021 - 01:36:22

    Aaahhh...já está acabando? Já tens alguma para substituir? Diz que sim... Pq menina...não tem uma fanfic sua que eu não me apaixone

  • anne_mx Postado em 23/01/2021 - 20:45:31

    E aí véi...AAAAAAAAAA Será que não dá pra postar uns 10 ou 20 capítulos de uma vez só pq assim eu tô curiosa até o último fio de cabelo e desde quando a Dul falou com a Any sobre alugar o apê eu tive CERTEZA ABSOLUTA que não era vizinha mas sim vizinhO e um bem gato que ia esquentar bastante a cama dela KKKKKKKKKKKKKKKK continuaaaa <3

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:53:34

      Falta tão pouquinho pra acabar que eu estou ficando pão dura de capítulos hahaha. Também tive a sensação que eles seriam vizinhos de novo quando li a primeira vez. hahaha

  • ana_vondy03 Postado em 23/01/2021 - 19:38:06

    Aaaaaaa manooo, hahaha tão perfeito!! Quero só ver a surpresa dela! Continuaaa amoreee S2

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:26:23

      Amanhãaaaaa

  • binha1207 Postado em 23/01/2021 - 19:25:14

    Nananinão você não foi soberana....você parou na melhor parte...não faça isso com suas leitoras...pq é feio....Deus não gosta...kkkkk.... Quase infartei com a Dul... Volta aqui e mostra pro Brasil que és realmente soberana...

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:26:11

      Ahhh que isso! Eu fui SUPER SOBERANA. postei capítulos imensos!!!

  • taianetcn1992 Postado em 23/01/2021 - 19:24:29

    mulher de deus to ansiosa para essa surpresa da dulceeee, posta mais por favor

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:25:45

      Hahahah. Amanhãaaaaa

  • aucker Postado em 23/01/2021 - 19:03:20

    E esse reencontro, sai ou não sai?

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 19:21:01

      Tá bem próximo

  • binha1207 Postado em 23/01/2021 - 13:28:15

    Diz que vc vai postar mais hoje? Eu preciso do reencontro....

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:14:27

      Posteeeeei

  • alicia_moura Postado em 23/01/2021 - 12:30:23

    Pelo amor de Deus, me diga q tem mais hj! Por favorrrrr &#128151;&#128151;&#128151; Necessito do encontro vondy.

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:14:20

      Posteeei

  • rt1508 Postado em 23/01/2021 - 12:29:10

    Contínuaa, quero ver a reação dele

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:14:03

      Siiim

  • anne_mx Postado em 23/01/2021 - 12:19:32

    Essa fanfic é tão gostosinha de se ler, eu PRECISO do meu reencontro vondy, pelo amor de Deus, poste ainda hoje vá, continuaaaaa <3

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:13:55

      Essa história é muito estilo cotação quentinho ne?



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...