Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Namorado Por Acaso - Vondy (Adaptada) | Tema: Vondy


Capítulo: Capítulo 38

193 visualizações Denunciar


Volteeeeeei!


Ela passeou e algo sobre a mesa a fez parar. Era o exame de sangue para doenças sexualmente transmissíveis, que imprimi no resort. Negativo. E aberto. Não propositalmente, mas Dulce leu; eu vi seus olhos percorrendo o papel. Ela ergueu o rosto, apenas para me encarar. Nada precisou ser dito. Dul sabia que eu estava bem, que a noite bêbada tinha me feito ter dúvidas. A conversa implícita aconteceu no silêncio daquele quarto e Dulce assentiu, como se garantisse que me preocupar com minha saúde não era nada além do correto. Pigarreou e caminhou até o banheiro. Depois, voltou para mim, com um sorriso no rosto.


— Eu vou tomar um banho e aí podemos dormir.


Ela estaria nua. A poucos passos de mim. E molhada.


— Também preciso de um banho. — Minha voz saiu rouca.


Dulce arregalou os olhos, as bochechas corando forte.


Ri.


— Porra, não estou me convidando para ir com você. É só... vai primeiro. Depois, eu vou.


— Ah, nossa... — Ela exalou, rindo de si mesma. — Por um segundo, pensei...


— Relaxa.


— Eu vou, hum, lá então...


— Certo.


Dulce abriu a mala e tirou algumas coisas bem rápido. Só soube que ela entrou no banheiro quando escutei a porta se fechando e o chuveiro ligado. Eu lhe dera privacidade e assisti TV enquanto ela pegava calcinha e essas coisas. É chato ter alguém olhando. Tentei ignorar os pensamentos de que


 Dulce estava nua, usando sabonete em suas curvas... Game Of Thrones, que passava na HBO, não foi capaz de me entreter. Respirei fundo quando a porta do banheiro abriu. Dulce apareceu, usando uma camisola rosa.


De seda. Sem sutiã. Secando os cabelos molhados com uma toalha.


Lembrei da promessa que fiz a ela.


Eu simplesmente tinha que falar a verdade... que queria Dulce. Embaixo. Em cima. De quatro. Do avesso. Que precisávamos calar essa atração com sexo, que era necessário para seguirmos nossas vidas e que, depois de tudo, a gente nem se lembraria disso. Né?


Inspirei fundo, confuso com meus sentimentos.


— Você vai lá? — perguntou, alheia aos meus pensamentos.


— Aham. — Fiz uma pausa, me dando conta de uma coisa. — Merda, Dul. Eu geralmente durmo pelado... não tenho pijama.


Ela abriu a boca uma seis vezes, sem saber o que dizer. Em seu rosto, vi todo o desejo que queria esconder.


— Mas, hum... eu vou colocar uma bermuda e uma cueca.


— Se você quiser, a gente divide a cama e...


— Não. Eu quero mesmo dormir com você. Abraçar você.


Ela abriu um sorriso e ficamos em silêncio por tempo demais. Era como se não quiséssemos quebrar o que estava acontecendo ali. Talvez, como se não tivéssemos forças para fazermos diferente. Observei Dulce, a camisola rosa, os cabelos molhados, os olhos muito lindos.


Por que ela tinha que ser tão linda?


— Vou pegar minhas coisas — finalmente quebrei o silêncio.


— Tudo bem.


Peguei uma bermuda de praia branca e uma boxer confortável da mesma cor. Entrei no chuveiro com o corpo aceso por ela, sem conseguir me conter. Não pude acreditar em mim mesmo quando minha mão foi para o meu pau, para frente e para trás, me fazendo colar a testa no azulejo e simplesmente sentir a vibe. Imagens de Dulce nua preencheram meu cérebro, a camisola dela sendo arrancada, seu corpo receptivo ao meu.


Longos minutos depois, gozei na minha mão, quase me xingando por ser tão filho da mãe. Tentei me confortar de que eu dormiria ao lado de Dulce e que não seria interessante ela lidar com meu corpo aceso desse jeito. Mas... o desejo por ela precisava ser vivido. Eu nunca teria paz se, ao menos, não tentasse.


Não hoje.


Limpo, vestido e com o coração pesado por algum motivo que não sabia nomear, encontrei Dulce deitada na cama, assistindo Game Of Thrones. Inspirei fundo quando a encontrei passando uma espécie de creme nos braços, o perfume de jasmim dominando cada canto do quarto. Ela deu um sorriso para mim quando deitei ao seu lado.


— Quer um pouco de creme? — Dul questionou, pegando uma gota dele e colocando na ponta do meu nariz.


Foi natural, cara.


O que rolou depois disso foi simplesmente... Eu a puxei para debaixo de mim, e comecei a fazer cócegas em sua cintura.


— Você caiu no vale das cócegas — sussurrei contra seus cabelos.


Dulce deixou o creme cair no chão, gargalhando alto e se contorcendo toda embaixo de mim, enquanto meus dedos freneticamente dançavam por sua camisola.


— Me solta, seu vigarista!


Meus dedos pararam e eu comecei a gargalhar.


— Que porra de xingamento é esse?


Ela riu quando voltei a fazer cócegas, subindo em suas costelas, fazendo-a tremer embaixo de mim. A gota do creme que ela passou no meu nariz caiu na sua testa, e quem começou a rir fui eu.


Ela pediu para eu parar.


Lágrimas saltaram dos seus olhos, e ela ficou vermelha. Foi o momento de eu simplesmente reduzir as cócegas até não haver mais nada. Saí de cima dela, Dulce arfando, a camisola no meio dos seus quadris, mostrando uma parte da calcinha branca e rendada. Meu corpo deveria responder àquilo, só que... não aconteceu.


Não por Dulce não ser sexy pra caralho. Ela era. Mas não aconteceu porque ela estava confortável demais ao meu lado para se importar que sua calcinha aparecia e a faria passar vergonha.


Isso era importante.


— Você está bem? — Tirei os cabelos do seu rosto e Dulce abriu um sorriso, ainda ofegante.


— Você vai me pagar por isso.


— Vou, é?


— Vai sim.


Puxei-a naturalmente para os meus braços, e Dulce deitou a cabeça no meu peito, provavelmente ouvindo as batidas insanas do meu coração. Fiz carinho em suas costas e nos cobri quando o vento lá fora começou a ficar mais fresco. Uma hora mais tarde, no meio da maratona de Game Of Thrones, Dulce começou a ressonar baixinho.


Do lado da cama, ainda com ela deitada em mim, encontrei o botão que apagava todas as luzes. Desliguei a TV e me ajeitei para dormir.


Dulce, como se já dormisse dessa forma comigo há uma vida, virou de lado, puxando-me para envolvê-la. Inspirei em seus cabelos, que cheiravam a rosas, e seu ombro, a jasmim. Acabei sorrindo no breu do quarto. Havia descoberto o perfume secreto de Dulce Saviñón. Creme e shampoo.


Apertei-a mais forte e Dulce se aconchegou. Enrosquei minha perna direita entre as suas e, antes que pudesse ter mais um pensamento, caí em um sono confortável, sem preocupação alguma, como se tivesse a vida inteira para viver com aquela mulher em meus braços.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Primasvondy

Este autor(a) escreve mais 14 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Boa Tarde lindaaaas! Tô tão feliz que Vcs estão amando esta fic tanto quanto eu! Dulce Senti alguma coisa quente e macia subir no meu ombro, e gostei da sensação. Era quente, suave e áspera ao mesmo tempo. Mãos fortes apertaram meu braço e minha cintura, e soltei o ar quando uma voz rouca e familiar disse no meu ouvido ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 858



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Srª Von Uckermann Postado em 15/01/2021 - 17:42:40

    Aaaaaaa nossa senhora do coraçãozinho acelerado, ele é tãoooooooo romântico! Tô apaixonadaaa ❤

  • Srª Von Uckermann Postado em 15/01/2021 - 17:33:39

    Conselho de amiga ariana: vai transar. Lidamos com o coração partido depois. || Como ariana digo que é realmente um conselho que eu daria hahhahaa

  • ana_vondy03 Postado em 15/01/2021 - 15:25:16

    Aiii cara, tão perfeito! Continuaaa amoreee S2

  • aucker Postado em 15/01/2021 - 14:10:03

    Essa conversa vai render muitas coisas ...

  • retobias2121 Postado em 15/01/2021 - 11:34:56

    Continuaaaa

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 13:29:22

      Siiim

  • _vondy Postado em 14/01/2021 - 20:22:07

    fogo*

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 11:04:52

      Esse fogo deles... aí ai

  • _vondy Postado em 14/01/2021 - 20:21:46

    volteeeeei... mas minha gente que fofo foi aqueles dois? ADOREEEEI. agora espero que ucker dê um basta na berlinda, dios!! tô amando, posta maaaais

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 11:04:38

      Belinda precisa urgente de um freio

  • binha1207 Postado em 14/01/2021 - 19:53:24

    Espero que essa conversa...não seja um desastre pro nosso casal.... Posta mais... Seja soberana e nos presentei com mais uns capítulos....

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 11:04:19

      Serei soberana hahaha

  • Srª Von Uckermann Postado em 14/01/2021 - 18:14:42

    Finalmente ele vai conversar com a múmia... Espero de coração que a Dulce não veja e dê em merda... Posta mais!!!!

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 11:04:02

      Ele precisa dar um ponto final nessa bruacaaaa

  • aucker Postado em 14/01/2021 - 17:32:27

    Essa conversa com Belinda ...

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 11:03:29

      Ela tá precisando de um freio



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...