Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Namorado Por Acaso - Vondy (Adaptada) | Tema: Vondy


Capítulo: Capítulo 46

145 visualizações Denunciar


Vamos continuar? 



A onda veio escorregando por mim como um líquido quente, atingindo um ponto inteiro, de forma tão bruta que me deixou ser ar. Meus dedos dos pés flexionaram, enquanto cada parte minha tremia, sendo envolvida por ele, que me puxou para ele, soltando minhas pernas e me abraçando. Meu quadril se remexeu cegamente em cima dele, suas mãos em todos os lugares, até a ponta de seus dedos escorregarem para o meu clitóris, girando gentilmente, prolongando ainda mais o orgasmo. Devo ter gritado de prazer, devo ter convulsionado no seu colo, com aquele imenso sexo dentro de mim, mas ele cuidou, me adulou, sorrindo contra a minha orelha, sentindo meus músculos internos apertarem o ponto que nos conectava.


— Ah, Cariño. Você goza tão gostoso... — Ele pegou meu lóbulo, chupando, seu quadril subindo e descendo com calma.


 Então, de repente, se ajoelhou na cama, colado comigo, sem nos desconectar. Meus joelhos tocaram o colchão, e eu gemi quando ele entrou e saiu de dentro de mim. Minhas pernas estavam trêmulas demais para se manterem, mas suas mãos me agarraram como se nunca quisessem me deixar ir.


— Oh, Mi Vida..


— Isso, geme gostoso — pediu, me curvando para ele. A lateral do meu rosto tocou o colchão e estiquei os braços acima da cabeça, a bunda empinada, tão entregue que...


Ele se afundou dentro de mim, profundamente, me fazendo gritar de prazer. Suas mãos agarraram cada nádega, separando-as e juntando-as, moendo-as com seus dedos. Arfei quando Ele começou se mover e agarrei os lençóis. Encarei-nos através do espelho, ardendo e latejando, precisando vê-lo. Ele ficava parado, o corpo inteiro, só estocando com o movimentar da bunda.


Ai, Deus.


Era quente como o inferno.


Os cabelos bagunçados, os olhos semicerrados, atentos. Ele se afastou e levou uma de suas mãos ao membro, descendo e subindo com ele, me molhando inteira, da vagina ao fim da bunda, para depois escorregar no lugar certo e entrar de novo, gemendo de satisfação.


Empinei ainda mais e ele me olhou através do espelho.


E começou a estocar duro, firme, os dedos enterrando-se na minha bunda. O som estalado do sexo forte de Alexander dentro de mim voltou e uma onda começou a girar, quente e lasciva, como se o orgasmo alucinante que tive não fosse o bastante. Ainda com os olhos fixos nele pelo espelho, vi uma gotinha de suor escorregar do seu pescoço para o peito, descendo pela barriga, se perdendo em seus pelos.


Meus dedos doeram quando apertei ainda mais os lençóis, arfando e gemendo pela certeza de um novo orgasmo. Ele se afundou uma, duas, três vezes e... Saiu de mim de repente.


— Mi Vi... — ofeguei.


— O quê? — Sorriu malicioso e me virou de frente para ele, minhas costas no colchão. — Vai reclamar que eu parei no meio?


Umedeci a boca.


— Eu estava...


— Quase? — Alexander foi se deitando sobre mim, meus mamilos roçaram em seu peito e eu gemi quando o longo sexo bateu nas minhas coxas. — Acredite, Cariño. Eu sei.


Abri as pernas, tonta de prazer, me oferecendo. Ele apoiou um braço na cama para não pesar sobre mim, e o outro deixou livre. Ele deu um curto espaço entre nós, seus dedos caminharam por meu pescoço, o vale entre os seios, estômago, barriga, umbigo, cintura, pélvis e... ele dançou com as pontas dos dedos por ali, me mostrando o quanto estava molhada por ele, inchada, excitada e, para minha surpresa, querendo mais.


— Por que parou, então? — gemi, conforme ele brincava com a minha sanidade.


— Porque quero olhar para o seu lindo rosto, de perto, enquanto você goza e chama por mim.


Ele brincou com meus lábios e, quando rodou o polegar no clitóris, enfiando outro dedo dentro da minha vagina pingando por ele, eu agarrei seus ombros, abri os lábios e soltei seu nome com um lamento. Porque o orgasmo veio sem aviso prévio.


— Mi Vida...


Como uma nota musical aguda demais, ensurdecendo meus tímpanos, me fazendo tremer inteira, agitando cada veia do meu corpo. Me contorci embaixo dele, vibrando, sentindo mil fogos de artifício explodirem sob a pele. Não sei quanto tempo passou até Alexander sorrir contra a minha boca, e seus dedos serem substituídos por seu quadril, se ajeitando para entrar em mim.


Beijei-o, como se esse fosse o último beijo das nossas vidas, a língua rodando em torno da sua, veloz e sexual, a barba dele arranhando minha pele. Ele grunhiu e meu coração acelerou, além do orgasmo que senti há pouco, quando ele fechou as pálpebras e enroscou nossas línguas profundamente, alucinado. Foi um beijo de entrega, exigência, de posse. Envolvi seus ombros com meus braços, e isso deu liberdade para Alexander entrar.


Nós dois gememos, nossas línguas na boca um do outro, quando a cabeça inchada do seu sexo, em seu tamanho máximo, deslizou para dentro de mim, até bater lá no fundo. Quase me perdi do beijo. Mas ele não permitiu.


Ele segurou carinhosamente meus cabelos, um cotovelo ao lado do meu corpo e sua mão livre correndo por mim. Acariciei sua nuca, e nossas línguas voltaram a brincar, tomando todas as direções possíveis, enquanto ele ditava o ritmo do sexo. Ele vinha, a sua língua girava, tocando até o céu da minha boca, como se quisesse estar em todos os lugares possíveis do meu corpo.


Subi os dedos e os afundei em seus cabelos, ele exalou, suas bolas me tocando quando ele se afundava, sua pélvis batendo no ponto túrgido entre minhas pernas. Abri as pálpebras, os olhos dele fixos em mim, as pálpebras tão dilatadas que havia apenas um pequeno círculo de mel naquela escuridão.


O sexo mudou de ritmo.


A força que ele aplicou no começo não veio mais. No instante em que ficamos cara a cara assim, nos tornamos um movimento lento e profundo, como as ondas do mar. A pressa deu lugar à calma. Nossos lábios febris e inchados se tocaram, a ponta da língua dele passando em volta dos meus, seu sexo afundando em mim, os quadris dele rebolando, como na dança, para me darem tudo o que eu queria, para me levarem lá, mais uma vez.


 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Primasvondy

Este autor(a) escreve mais 14 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Estão vendo como eu estou boazinha? Me valorizeeeem — Porra, você é tão linda, Dulce — ele sussurrou, os olhos... marejados. Eu peguei seu rosto, e dei um beijo em sua boca, fechando as minhas pálpebras. — E você é perfeito — murmurei de volta. Ele lamentou com um grunhido, como se o que eu disse o que ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 1069



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • binha1207 Postado em 24/01/2021 - 01:36:22

    Aaahhh...já está acabando? Já tens alguma para substituir? Diz que sim... Pq menina...não tem uma fanfic sua que eu não me apaixone

  • anne_mx Postado em 23/01/2021 - 20:45:31

    E aí véi...AAAAAAAAAA Será que não dá pra postar uns 10 ou 20 capítulos de uma vez só pq assim eu tô curiosa até o último fio de cabelo e desde quando a Dul falou com a Any sobre alugar o apê eu tive CERTEZA ABSOLUTA que não era vizinha mas sim vizinhO e um bem gato que ia esquentar bastante a cama dela KKKKKKKKKKKKKKKK continuaaaa <3

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:53:34

      Falta tão pouquinho pra acabar que eu estou ficando pão dura de capítulos hahaha. Também tive a sensação que eles seriam vizinhos de novo quando li a primeira vez. hahaha

  • ana_vondy03 Postado em 23/01/2021 - 19:38:06

    Aaaaaaa manooo, hahaha tão perfeito!! Quero só ver a surpresa dela! Continuaaa amoreee S2

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:26:23

      Amanhãaaaaa

  • binha1207 Postado em 23/01/2021 - 19:25:14

    Nananinão você não foi soberana....você parou na melhor parte...não faça isso com suas leitoras...pq é feio....Deus não gosta...kkkkk.... Quase infartei com a Dul... Volta aqui e mostra pro Brasil que és realmente soberana...

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:26:11

      Ahhh que isso! Eu fui SUPER SOBERANA. postei capítulos imensos!!!

  • taianetcn1992 Postado em 23/01/2021 - 19:24:29

    mulher de deus to ansiosa para essa surpresa da dulceeee, posta mais por favor

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 20:25:45

      Hahahah. Amanhãaaaaa

  • aucker Postado em 23/01/2021 - 19:03:20

    E esse reencontro, sai ou não sai?

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 19:21:01

      Tá bem próximo

  • binha1207 Postado em 23/01/2021 - 13:28:15

    Diz que vc vai postar mais hoje? Eu preciso do reencontro....

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:14:27

      Posteeeeei

  • alicia_moura Postado em 23/01/2021 - 12:30:23

    Pelo amor de Deus, me diga q tem mais hj! Por favorrrrr &#128151;&#128151;&#128151; Necessito do encontro vondy.

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:14:20

      Posteeei

  • rt1508 Postado em 23/01/2021 - 12:29:10

    Contínuaa, quero ver a reação dele

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:14:03

      Siiim

  • anne_mx Postado em 23/01/2021 - 12:19:32

    Essa fanfic é tão gostosinha de se ler, eu PRECISO do meu reencontro vondy, pelo amor de Deus, poste ainda hoje vá, continuaaaaa <3

    • Primasvondy Postado em 23/01/2021 - 18:13:55

      Essa história é muito estilo cotação quentinho ne?



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...