Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Namorado Por Acaso - Vondy (Adaptada) | Tema: Vondy


Capítulo: Capítulo 47

182 visualizações Denunciar


Estão vendo como eu estou boazinha? Me valorizeeeem



— Porra, você é tão linda, Dulce — ele sussurrou, os olhos... marejados. Eu peguei seu rosto, e dei um beijo em sua boca, fechando as minhas pálpebras.


— E você é perfeito — murmurei de volta.


Ele lamentou com um grunhido, como se o que eu disse o quebrasse. Acelerou os movimentos, seu pau me estocando duro, afundando, alargando, devorando, me preenchendo. Cada parte.


Uma de suas mãos agarrou meu seio, pinçando o mamilo duro, e a outra se enroscou em meus cabelos, ao mesmo tempo em que sua língua circulava ao redor da minha, o quadril batendo duramente ali, nossas bocas abertas para respirar. O cheiro de sexo e do perfume dele misturavam-se ao meu, em cada centímetro de nossas peles e no ar.


Senti-me pulsar por dentro, e o prazer beliscou o meu clitóris, enviando ondas chamejantes e tremores por cada poro.


Eso, Cariño... ven conmigo.


Eu gemi seu nome, apertando e sugando seu sexo, sentindo minha vagina se alongar, como se o quisesse mais. Meus calcanhares quicaram em sua bunda dura conforme ele acelerava. De pálpebras fechadas, senti seu sorriso contra meus lábios, por ele já conhecer o meu corpo àquela altura.


Mal tive tempo de processar o meu próprio prazer, quando os ritmos frenéticos do meu coração enlouqueceram ao senti-lo latejar dentro de mim, escaldando nossas peles. Eu simplesmente precisei abrir os olhos, para ver seu rosto e nunca mais esquecê-lo.


Ele se enroscou, abrindo ainda mais suas pernas, montando. Semicerrou os olhos, rebolando lá dentro, tão fundo, o barulho estalado do seu pau entrando cada vez que descia com mais força. O som ficou alto, nossos gemidos também, ele não parou de afundar, e senti uma suave brisa de orgasmo me domar, como se essa fosse a última gota que ele poderia tirar de mim. Seus lábios se entreabriram, sentindo a pulsação, a respiração quente bateu na minha boca, e uma explosão de escuridão dominou suas íris à medida que as pupilas se alargaram.


Ele grunhiu, baixinho, delicioso, suado. E eu fui com meu quadril para cima, aumentando nosso prazer.


Ay, Dulce...


Ele abriu a boca, molhada dos nossos beijos, e levei minha mão à sua bunda deliciosa, sentindo-a se contrair várias e várias vezes conforme ele gozava na camisinha, se retesando. Suas sobrancelhas tensionaram e seus olhos ficaram em uma linha conforme ele curtia o prazer, batendo seu quadril com o meu, me fazendo...


Sua.


A testa molhada de suor tocou a minha, nós dois engolindo a respiração um do outro, tão ofegantes que eu não fazia ideia de como podia respirar; meus pulmões pareciam queimados e cansados. O coração batia tão descompassado, que precisei tocar seu peito, para sentir o seu ritmo... que era tão frenético quanto o meu.


Ficamos um tempo ali, em silêncio, só sentindo um ao outro. O sexo dele, ainda duro, permanecia dentro de mim. Ele passou os dedos pelos meus cabelos e, por mais cansado que estivesse, não deixou seu peso cair. Se manteve ali, me admirando, as respirações trocando, nossas mãos tocando um ao outro. Senti uma emoção colorir meu peito, subir como um jato de força para os meus olhos, que pinicaram.


Abri os lábios para dizer alguma coisa, mas ele me calou.


Beijando-me lentamente, a língua vagarosa vibrando na minha, rodando e circulando a minha boca. Ele se afastou quando a respiração ficou densa, nossos corpos aparentemente não saciados tanto assim um do outro. Ele deu um impulso para dentro de mim, seu membro ainda ereto, e praguejou.


Eu sorri em seus lábios.


— Meu Deus, hein? Como funciona isso? — sussurrei. — É o sangue Uckermann?


Ele soltou uma risada rouca, até o humor sair de seus olhos e seu semblante parecer surpreso.


— Não, Cariño. Eu acho que é você.


— Eu?


Sua boca desceu na minha.


— É — sussurrou.


Antes que pudesse perguntar, ele saiu de cima de mim e se ajoelhou na cama, no meio das minhas pernas ainda abertas para ele. Ele começou a puxar a camisinha, desenrolando-a com cuidado, prendendo o gozo com um nó na extremidade. Seus olhos me procuraram, e desci a atenção para o seu membro molhado, arroxeado, ainda pulsando.


Umedeci a boca, imaginando o que poderia fazer para aliviá-lo. Ele arqueou as sobrancelhas.


— O que foi? — sussurrei.


— Ele está assim, mas logo vai relaxar. E preciso cuidar de você agora, Cariño. — Ele escorregou a atenção para baixo também, demorando- se no ponto úmido entre minhas pernas. O olhar lânguido começou a passear por mim. — E por mais que a visão de você ainda molhada seja o suficiente para me deixar duro por uma semana, preciso te dar um banho e te fazer comer alguma coisa. Não sei se percebeu, mas já anoiteceu.


Olhei ao redor, estranhando a constatação dele. O oceano lá fora estava escuro como breu. Os peixes não eram mais vistos, nem os corais. Quantas horas ficamos perdidos um no outro?


— Eu vou ligar o chuveiro e esquentar a banheira para nós — sussurrou e se inclinou, me dando um beijo no joelho.


Ele se levantou, me dando uma boa visão da sua bunda dura, redondinha, perfeita e grande. Eu precisava mordê-la pelo menos uma vez. As coxas largas, as panturrilhas sexy, os pés grandes e magros. Subi, analisando suas costas, os músculos que existiam ali, os ombros largos, e desci de novo, para a cintura estreita. Relaxei na cama, puxando um travesseiro, só observando-o. Ele ficou de lado e se sentou na borda da banheira, ligando a água quente, misturando à fria. Analisei suas coxas musculosas e os pelos que haviam nela. Não era exagerado, era todo homem, mas seus pelos pareciam ter sido feitos sob medida.


Será que não havia um defeito naquele homem?


Continuei a dançar a atenção por ele, a obra de arte que era Alexander Christopher, cada traço do seu corpo desenhando com a certeza de que ele faria centenas de mulheres o desejarem.


Cheguei até o seu sexo já mais relaxado sobre a coxa direita, imenso mesmo desse jeito. Eu ia analisar mais um pouquinho, mas travei o olhar em seu rosto. Como se soubesse que estava sendo observado, seus olhos vieram para mim.


E ele abriu um sorriso lindo, que fez seus olhos sorrirem também.


 — Você vem?


Sim, havia um defeito nele. Era impossível não se apaixonar por esse homem. 


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Primasvondy

Este autor(a) escreve mais 14 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Boa Tardeeee! Amei muuuuito os comentários de Vcs! Christopher Estar com Dulce, cara, foi verdadeiro. Foi a experiência na pele, foi fogo líquido nas veias, foi porque nós dois quisemos viver isso. Sem bebidas para culparmos, sem nada além da atração enlouquecedora. Dios, como a primeira vez em muito tempo.  Nã ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 923



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Srª Von Uckermann Postado em 18/01/2021 - 14:06:15

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA QUE PERFEIÇÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO... O CHRISTOPHER É TÃO MARAVILHOSO QUE NEM SEI...

  • aucker Postado em 18/01/2021 - 13:36:35

    Quem quer 4 dias iguais a esse? Pq eu quero kkk

  • taianetcn1992 Postado em 18/01/2021 - 05:33:29

    historia

    • Primasvondy Postado em 18/01/2021 - 13:11:28

      Olha ela de voltaa. Tacando a mão nos comentários. Amooo

  • taianetcn1992 Postado em 18/01/2021 - 05:33:19

    a

    • Primasvondy Postado em 18/01/2021 - 13:10:56

      *-*

  • taianetcn1992 Postado em 18/01/2021 - 05:33:14

    maravilhosa

    • Primasvondy Postado em 18/01/2021 - 13:10:47

      Ainnnn

  • taianetcn1992 Postado em 18/01/2021 - 05:33:05

    ta

    • Primasvondy Postado em 18/01/2021 - 13:10:39

      Ounn

  • taianetcn1992 Postado em 18/01/2021 - 05:32:56

    capitulos

    • Primasvondy Postado em 18/01/2021 - 13:10:31

      Sim sinhoraaa

  • taianetcn1992 Postado em 18/01/2021 - 05:32:49

    mais

    • Primasvondy Postado em 18/01/2021 - 13:10:16

      Cheguei

  • taianetcn1992 Postado em 18/01/2021 - 05:32:43

    quero

    • Primasvondy Postado em 18/01/2021 - 13:10:08

      Sim

  • taianetcn1992 Postado em 18/01/2021 - 05:32:36

    ja

    • Primasvondy Postado em 18/01/2021 - 13:09:54

      "-"



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...