Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: Namorado Por Acaso - Vondy (Adaptada) | Tema: Vondy


Capítulo: Capítulo 49

991 visualizações Denunciar


— ... e foi isso — finalizei, analisando os quatro caras na minha frente. Poncho e Christian cruzaram os braços, quase como se estivessem sincronizados. Tomás deu um impulso e se sentou sobre a mesa de madeira, e Geovani enfiou as mãos no bolso da calça.


— Então, vocês passaram a noite juntos. — Poncho abriu um largo e vitorioso sorriso. Se ele cismasse, ainda jogaria um: eu te disse.


 — Calma, espera aí. Eu ainda estou processando que era uma mentira. Você e a americana gostosa... — Christian murmurou, indignado. — Mierda, Christopher. Você mentiu até pra tia Hilda.


— Eu poderia ter beijado Dulce antes de você — Tomás pensou alto.


Fuzilei-o com o olhar.


— Se você fizesse isso, seria um homem morto.


Tomás riu.


—  Mas  Dulce  não  era  sua  — Geovani acrescentou.


— Isso, teoricamente, faz com que...


— Ela sempre foi minha. — Calei a boca dos primos.


 Os quatro Uckermann ficaram em silêncio, sem saberem o que responder. Até mesmo eu, para processar a força com que aquelas palavras saíram e o jeito nada sutil de empurrá-los para bem longe de Dul. O problema é que eu já estava reivindicando uma mulher que eu nem sabia se queria, de fato, ser minha.


— Eu quero Dulce — adicionei. Ou, melhor, corrigi. — Ainda não oficializamos nada, e nem sei se tem algo para oficializar, mas eu só... a quero. Contei para vocês a verdade, primos, porque são meus hermanos, e sei que vão guardar segredo. Pelo menos, espero que esse acordo acabe se tornando verdade e, no fim, ninguém vai precisar mais mentir.


— Mentir, hum? — Tomás saiu da mesa e ficou em pé ao meu lado, recostando-se. Estávamos à distância da reunião familiar que acontecia em uma das áreas externas do resort. Todos os nossos parentes, que ficaram depois do casamento de Annie e Poncho, estavam ali. Meus olhos pousaram em Annie, que estava entretendo todo mundo, rindo com os parentes e amigos, lançando olhares carinhosos para Poncho.


— Então, por que você e Dulce, dois estranhos no começo, precisaram mentir? — Tomás bebeu um gole de cerveja e virou o rosto para mim. Seus olhos verdes se estreitaram.


Em cerca de vinte minutos, contei tudo que aconteceu, especialmente o lance da Belinda foder a minha paciência. Achei que Tomás ia rir como Geovani e Christian, especialmente por ser o primo que adorava um malfeito, mas havia um vinco entre as sobrancelhas de Tomás, como se estivesse ainda tentando compreender alguma coisa.


— Sim. Belinda. Toda vez que tem algum evento e venho para a América, ela está lá — Tomás murmurou, buscando-a com o olhar até encontrá-la.


— Engraçado você dizer que ela só te persegue nesses ambientes, especialmente quando está na presença do marido. Não parece... esquisito para você, primo?


— O que quer dizer, Tomás?


Ele arrematou a cerveja. Poncho se aproximou, Christian e Geovani pararam de rir. Tomás era psicólogo; a profissão dele o permitia estudar e compreender as pessoas como ninguém. Eu estava interessado no ponto de vista dele.


— Ela não te liga ou te envia mensagens aleatoriamente durante o ano? É só quando vocês se reencontram? — respondeu uma pergunta com outra.


— Bem, às vezes, ela tenta ligar, insiste um pouco.


— Mas nada de ir na sua casa ou te perseguir no trabalho? Tentar enviar mensagens, falar contigo a qualquer custo?


— Não. — Tentei lembrar de alguma vez que Belinda me procurou verdadeiramente depois do término. — No começo, quando acabou, ela quis se explicar, mas, quando entendeu que eu não queria ouvir, desistiu.


— Interessante. E a proposta dela, quando vem, é sempre a mesma? Sexo?


— Belinda alega que seria só uma vez.


Tomás assentiu.


— Eu poderia interpretar isso como um fechamento de ciclo, hermano. Como uma mulher que quer dar um ponto final em algo que ela sente que não terminou. E não, sentimentalmente, Belinda não está mesmo apaixonada por você, seria só... o fim. Se você estivesse me contando isso agora, e eu não estivesse observando-a à distância, essa seria a conclusão óbvia a chegar.


— Porra! — Eu ri. — Quer um ponto final melhor do que casando com outro cara e usando a decoração de um casamento que seria comigo? Para mim, isso é bem definitivo.


— Aí é que está. Observe Belinda — Tomás pediu, apontando com o queixo para nossa frente. Olhei para a minha ex, vestida em um biquíni minúsculo azul-marinho, do outro lado da piscina, sozinha, com os braços cruzados na frente do corpo, encarando fixamente um ponto à sua esquerda. — Primeiro: se ela estivesse cismada com você, vendo- o agora desacompanhado, se aproximaria.


— O marido está nesta reunião. Não que isso a tenha impedido antes, mas...


— Hum, bem observado, Christopher. Segure esse pensamento aí, porque ela vai se aproximar, sim. — Tomás sorriu.


— Segundo: se ela realmente estivesse interessada em sexo com o ex-noivo, em um sentido de tesão mesmo ou até um ponto final em sua vida, ela se esforçaria mais, especialmente longe dos olhos dos outros.


Arqueei as sobrancelhas. Fazia sentido.


— Acho que você está certo, Tomás. Mas não entendi bem onde você quer chegar.


— A questão é: por que Belinda só quer você com o marido ou o público por perto? Não fisicamente perto, mas quando ele está no mesmo lugar. Já se perguntou isso? Ela não arrisca que ele veja, mas arrisca que o marido apenas esteja em algum lugar próximo demais para pegá-la conversando ou fazendo Deus sabe o que com você. Talvez, acabe ouvindo burburinhos que o levariam a crer no caso. — Tomás umedeceu os lábios e tirou a atenção de Belinda, para virá-la para mim. — Ela busca agir como se ainda se importasse, o que merece algumas palmas. Demonstrou ciúmes de Dulce, até falou com a sua atual namorada. Muito convincente para uma ex psicótica, exceto por uma coisa: se ela quisesse, se esforçaria mais. Não quando as pessoas estão presentes, muito menos quando o marido está no mesmo resort. Então, te afirmo: Belinda não quer você. Não de verdade. Ela pode achar que quer, fazer isso inconscientemente, mas... não. Sua ex tem problemas maiores para lidar.


Senti um peso sair das minhas costas e quis tanto acreditar em Tomás, que só precisei deixá-lo falar. Então, Tomás continuou.


— Os braços cruzados no peito simbolizam proteção. Belinda está se protegendo. De quê? — Tomás olhou para Belinda mais uma vez. Depois, para o marido de Belinda. — Observe o marido dela agora, hermano. O cara tem cinco mulheres ao redor dele, que não são convidadas do casamento de Annie e Poncho, e são novas. Devem ter... uns vinte e dois, vinte e três anos. O suficiente para quererem viver a vida intensamente e entrarem de penetra na festa de outra pessoa. Agora, veja como o marido dela está sorrindo, olhando todas, mas se esquecendo de uma pessoa... a própria esposa. As mulheres fecharam um círculo na frente da visão dele, protegendo-o instintivamente. E cadê Belinda nesta roda? Ela está à distância, com os olhos cheios de lágrimas, odiando tanto ver aquilo que até se esqueceu de você.


Tomás estava certo. Belinda parecia devastada, encarando o marido como se não aguentasse mais uma decepção.


— Belinda não quer você por você, Alexander Christopher — Tomás arrematou. — Ela quer você porque, talvez, a única coisa que pode ferir o marido é o ex dela, e Belinda deseja provocar uma reação, nem que seja a raiva. O sentimento é corrosivo, mas é melhor do que a indiferença. Você disse que o casamento em que ela se enfiou não foi por amor, e sim negócios? Que ela não o amava quando o escolheu? Bem, não foi bem assim que aconteceu, não. Certamente ela, nesse instante, está bem apaixonada.


— Caralho, Tomás — Poncho murmurou.


— Faz todo sentido — Geovani acrescentou.


— Porra... — Christian sussurrou.


Pisquei, chocado com aquela realidade, aliviado pela perspectiva de Tomás.


— O marido dela parecia apaixonado quando fez várias surpresas para ela, no começo... então, o sentimento existiu, mas morreu? — questionei.


— Não sei se morreu, hermano. Mas ele está determinado a esquecer a própria esposa. Eu não sei o que aconteceu entre eles, mas definitivamente... você pode ficar tranquilo e viver a sua vida. Talvez falar umas verdades para Belinda, fazê-la entender que ela não o quer de verdade. Se eu pudesse dar um conselho para a sua ex, diria que ela precisa parar de agir com o coração e começar a agir com o cérebro.


— Tomás, eu nem sei como te agradecer. Isso vai dar um basta nessa situação e também não vai prejudicar a posição de Annie como advogada de Belinda.


Ele estalou a língua, negando, e, em seguida, abriu um largo sorriso.


— Me agradeça fazendo o contrário com Dulce. Use o coração, e não o seu cérebro. — Tomás se dispersou quando viu alguma coisa. — Ah, porra. Olha a minha premonição chegando. Prepare-se, hermano. Eu disse que ela viria.


Mudei a atenção para onde Tomás estava olhando. Belinda estava caminhando até nós, a passos largos, os olhos vermelhos pelas lágrimas contidas e fixos em mim. Mas não por mim.


— Eu vou conversar com ela — avisei-os.


— Boa sorte. — Tomás deu duas batidinhas no meu ombro. Poncho só me lançou um olhar, enquanto Geovani e Christian assentiam para mim. Os quatro saíram ao mesmo tempo em que Belinda se aproximava.


Ela abriu um sorriso, que foi a coisa mais falsa que já vi em toda a porra da minha vida. Inspirei fundo, disposto a dar um ponto final naquilo e fazer Belinda enxergar a verdade, contando a versão do Tomás dos fatos, para que ela também tivesse um pouco de paz.


— Tem um minuto, Belinda? — perguntei, e ela arregalou os olhos. — Precisamos conversar.


— O quê?


— Acho melhor você sentar.


Compartilhe este capítulo:

Autor(a): Primasvondy

Este autor(a) escreve mais 14 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Boa Tarde minhas amorinhaaaas!   Dulce Por mais que eu quisesse ficar o último dia com Alexander e as famílias de Annie e dos meninos, sabendo que iam se reunir, eu simplesmente não pude. O que me deixou bastante angustiada. Eu e Alexander estávamos no mesmo lugar, mas eu já sentia... falta dele. Além disso, havia um diabinho ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 858



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • Srª Von Uckermann Postado em 15/01/2021 - 17:42:40

    Aaaaaaa nossa senhora do coraçãozinho acelerado, ele é tãoooooooo romântico! Tô apaixonadaaa ❤

  • Srª Von Uckermann Postado em 15/01/2021 - 17:33:39

    Conselho de amiga ariana: vai transar. Lidamos com o coração partido depois. || Como ariana digo que é realmente um conselho que eu daria hahhahaa

  • ana_vondy03 Postado em 15/01/2021 - 15:25:16

    Aiii cara, tão perfeito! Continuaaa amoreee S2

  • aucker Postado em 15/01/2021 - 14:10:03

    Essa conversa vai render muitas coisas ...

  • retobias2121 Postado em 15/01/2021 - 11:34:56

    Continuaaaa

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 13:29:22

      Siiim

  • _vondy Postado em 14/01/2021 - 20:22:07

    fogo*

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 11:04:52

      Esse fogo deles... aí ai

  • _vondy Postado em 14/01/2021 - 20:21:46

    volteeeeei... mas minha gente que fofo foi aqueles dois? ADOREEEEI. agora espero que ucker dê um basta na berlinda, dios!! tô amando, posta maaaais

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 11:04:38

      Belinda precisa urgente de um freio

  • binha1207 Postado em 14/01/2021 - 19:53:24

    Espero que essa conversa...não seja um desastre pro nosso casal.... Posta mais... Seja soberana e nos presentei com mais uns capítulos....

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 11:04:19

      Serei soberana hahaha

  • Srª Von Uckermann Postado em 14/01/2021 - 18:14:42

    Finalmente ele vai conversar com a múmia... Espero de coração que a Dulce não veja e dê em merda... Posta mais!!!!

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 11:04:02

      Ele precisa dar um ponto final nessa bruacaaaa

  • aucker Postado em 14/01/2021 - 17:32:27

    Essa conversa com Belinda ...

    • Primasvondy Postado em 15/01/2021 - 11:03:29

      Ela tá precisando de um freio



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...