Fanfics Brasil - Capítulo 21 (II) ❤O Visconde Que Me Amava❤

Fanfic: ❤O Visconde Que Me Amava❤ | Tema: Romance


Capítulo: Capítulo 21 (II)

54 visualizações Denunciar


Rachel observou-o piscar para clarear a visão e ele enfim focou nela.
– Rachel – falou, com a voz rouca de sono e de mais alguma coisa... álcool, talvez. – O que você está fazendo aqui?
– O que você está fazendo aqui? – retrucou ela. – Da última vez que verifiquei, você morava a quase um quilômetro daqui.
– Eu não queria incomodar você – resmungou ele.
Ela não acreditou nisso nem por um segundo, mas decidiu que não queria discutir. Então, optou pela abordagem direta e perguntou:
– Por que você saiu ontem à noite?
Um longo silêncio pairou no cômodo, seguido de um suspiro desanimado e cansado.
Depois, enfim, Alexander respondeu:
– É complicado.
Rachel combateu a vontade de cruzar os braços.
– Sou uma mulher inteligente – disse ela resolutamente. – Em geral, sou capaz de compreender conceitos complexos.
Alexander não pareceu satisfeito com a ironia.
– Não quero discutir isso agora.
– Quando você quer discutir isso?
– Vá para casa, Rachel – retrucou ele, em voz baixa.
– Você está planejando ir comigo?
Alexander deu um suspiro e passou a mão pelos cabelos. Por Deus, ela era como um cachorro que não largava o osso. A cabeça dele latejava, a boca tinha gosto de cabo de guarda-chuva, tudo o que ele queria era jogar um pouco de água no rosto e escovar os
dentes e sua esposa não parava de interrogá-lo...
– Alexander? – insistiu ela.
Era o bastante. Ele se levantou de forma tão abrupta que a cadeira virou para trás e bateu no chão com um estrondo.
– Você vai parar de fazer perguntas agora mesmo.
Rachel contraiu os lábios em uma expressão furiosa. Mas seus olhos...
Alexander engoliu mais uma vez o gosto amargo da culpa.
Porque os olhos dela estavam cheios de dor.
E a angústia do próprio coração aumentou dez vezes.
Ele não estava pronto. Não ainda. Não sabia o que fazer com ela. Não tinha ideia nem do que fazer consigo mesmo. Durante toda a sua vida – ou, pelo menos, desde que o pai
falecera –, ele soubera que certas coisas eram verdade, que certas coisas tinham que ser verdade. E agora Rachel virara seu mundo de cabeça para baixo.
Ele não queria amá-la. Droga, não queria amar ninguém. Isso era a única coisa que tinha o poder de fazê-lo temer a própria mortalidade. E quanto a Rachel? Ele prometera amá-la e protegê-la. Como conseguiria fazer isso sabendo, durante todo o tempo, que a abandonaria?
Com certeza, não poderia contar-lhe sobre suas estranhas convicções. Ela o consideraria louco, e além disso só ficaria sujeita à mesma dor e ao mesmo medo que o estavam destruindo. Seria melhor deixá-la viver numa ignorância feliz.
Ou seria melhor que ela simplesmente não o amasse?
Alexander não sabia a resposta. Precisava de mais tempo. Não conseguia pensar com Rachel
diante de si, com os olhos cheios de dor sondando seu rosto. E...
– Vá embora – falou com a voz abafada. – Só vá embora.
– Não – disse ela com uma determinação tranquila que o fez amá-la ainda mais. – Não até você me dizer o que o está incomodando.
Ele saiu de trás da escrivaninha e pegou o braço dela.
– Não posso ficar com você agora – falou com a voz rouca, evitando encará-la. – Amanhã.
Vejo você amanhã. Ou depois de amanhã.
– Alexander...
– Preciso de tempo para pensar.
– Sobre o quê? – gritou ela.
– Não torne as coisas mais difíceis do que...
– Como poderiam ficar mais difíceis? – indagou ela. – Nem mesmo sei sobre o que você está falando!
– Só preciso de alguns dias – disse ele.
Tinha que pensar para descobrir o que faria, como viveria sua vida.
Mas ela se aproximou dele, encarou-o e tocou seu rosto com tanta ternura que seu coração doeu.
– Alexander – murmurou ela –, por favor...
Ele não conseguia dizer uma palavra nem emitir qualquer som.
Rachel deslizou a mão para a nuca dele, puxou-o para mais perto e... ele não conseguiu se controlar. Desejava-a tanto, queria tanto sentir o corpo dela contra o seu, encostar a boca em sua pele salgada... Queria sentir seu cheiro, tocá-la, ouvir o som de sua respiração perto de seu ouvido.
Ela encostou os lábios nos dele, macios e carentes, e sua língua tocou o canto da boca. Seria
tão fácil perder-se nela, deitar no tapete e...
– Não! – gritou Alexander.
A palavra saiu do fundo de sua garganta e, por Deus, ele não tinha ideia de que ela estava ali até irromper de sua boca.
– Não! – disse mais uma vez, afastando-a. – Não agora.
– Mas...
Ele não a merecia. Não naquele momento. Não ainda. Não até compreender como viveria o restante de sua vida. E, se isso significava que teria que negar a si mesmo a única coisa que poderia salvá-lo, que fosse.
– Vá embora! – ordenou, e sua voz soou mais ríspida do que ele pretendia. – Vá! Falo com você depois. E, desta vez, ela foi.
Saiu sem olhar para trás.
Alexander, que acabara de descobrir o que era amar, aprendeu o que era morrer por dentro.
Na manhã seguinte, Alexander estava bêbado. À tarde, estava de ressaca.
Sua cabeça latejava, os ouvidos zumbiam e seus irmãos, surpresos ao encontrá-lo naquele estado no clube, falavam alto demais.
Alexander tapou os ouvidos e gemeu. Todos falavam alto demais.
– Rachel o expulsou de casa? – indagou Christopher, pegando uma noz de um grande prato de estanho no centro da mesa e partindo-a com um som terrível.
Alexander ergueu a cabeça apenas o suficiente para fitá-lo com ar severo.
Benjamim observava o irmão mais velho com as sobrancelhas franzidas e um leve sorriso.
– Com certeza ela o expulsou de casa – disse a Christopher. – E me passe uma dessas nozes, sim?
Christopher jogou uma para ele e perguntou:
– Quer o quebra-nozes também?
Benjamim balançou a cabeça e sorriu ao erguer um livro grosso, com capa de couro.
– É muito mais satisfatório esmagá-las assim.
– Nem pense nisso – ameaçou Alexander, esticando o braço para agarrar o livro.
– Pelo jeito seus ouvidos estão sensíveis hoje, não é?
Se Alexander tivesse uma pistola, teria atirado nos dois para silenciá-los.
– Posso lhe dar um conselho? – falou Christopher, mastigando a noz.
– Não – retrucou Alexander. Ergueu os olhos e viu Christopher mastigando de boca aberta. Como
esse era um hábito estritamente proibido na casa dos Bridgertons, Alexander imaginou que o irmão só estava fazendo isso para produzir mais barulho. – Feche sua maldita boca – resmungou ele.
Christopher engoliu, estalou os lábios e tomou um gole de chá.
– O que quer que tenha feito, peça desculpas. Eu conheço você, e estou começando a conhecer Rachel, e sabendo o que sei...
– De que diabo você está falando? – resmungou Alexander.
– Creio – disse Benjamim, recostando-se à cadeira – que ele está dizendo que você é um imbecil.
– Exatamente! – exclamou Christopher.
Alexander balançou a cabeça, com um ar cansado.
– É mais complicado do que vocês pensam.
– Sempre é – atalhou Benjamim, com uma sinceridade fingida.
– Quando os dois idiotas encontrarem mulheres estúpidas o bastante para se casarem com vocês – interrompeu Alexander –, então vão poder me oferecer algum conselho. Mas até lá...
calem a boca.



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): zellmagn

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

 Christopher olhou para Benjamim.– Você acha que ele está irritado?Benjamim ergueu uma sobrancelha.– Ou talvez esteja bêbado.Christopher balançou a cabeça.– Não, bêbado, não. Não mais, ao menos. Pelo jeito, está de ressaca.– O que explicaria por que está com tanta raiva &nd ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 15



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • nathalia_muoz Postado em 17/05/2021 - 18:34:59

    Hola pon más por favor

    • zellmagn Postado em 10/11/2021 - 13:41:18

      Estou voltando a postar

  • nathalia_muoz Postado em 07/05/2021 - 22:34:41

    Hola a vas a continuar la historia?

  • nathalia_muoz Postado em 08/04/2021 - 21:44:20

    Holaaa Continúaaa adoro esta historia

  • nathalia_muoz Postado em 10/03/2021 - 20:24:16

    Donde estas??? Vuelve

    • zellmagn Postado em 30/03/2021 - 14:31:05

      Voltei 😍😍

  • nathalia_muoz Postado em 27/02/2021 - 00:00:47

    O salto un capítulo creo

  • nathalia_muoz Postado em 27/02/2021 - 00:00:13

    Hola creo que le 4 capítulo y el 5 se repite

    • zellmagn Postado em 27/02/2021 - 00:17:15

      Já corrigi. Obrigada

  • nathalia_muoz Postado em 25/02/2021 - 01:36:12

    Nueva lectora, me encanta la historia

  • nathalia_muoz Postado em 25/02/2021 - 01:35:42

    Continúa por favor

  • lariiidevonne Postado em 20/02/2021 - 22:12:21

    Continua por favor

    • zellmagn Postado em 22/02/2021 - 18:16:20

      Postei Bem-vinda

  • lariiidevonne Postado em 20/02/2021 - 22:12:05

    Amando!


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais