Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro

Fanfic: A Conquista (adaptação Vondy) | Tema: Vondy


Capítulo: Capitulo 08 p 02

177 visualizações Denunciar



—Por aqui — murmura, em seguida se vira, fazendo o cabelo escuro voar à sua volta, mas não antes de me lançar um olhar de advertência.
Pode deixar. Ela não quer que eu diga aos caras que a gente se conhece. Não a culpo. Isto é no mínimo constrangedor pra caramba para ela.
— Que tipo de mulher trabalha nesta espelunca? — pergunta Hollis, babando na bunda incrível de Dulce, que o shortinho minúsculo mal consegue cobrir.
—Do tipo gostosa —responde Fitzy, seco.
É um eufemismo. As mulheres aqui são mais do que
gostosas. São simplesmente espetaculares. Fonte: meus globos oculares.
Altas, baixas, curvilíneas. Brancas, negras e todas as cores que existem entre uma coisa e outra. Mas meu olhar continua voltando para Dulce, como se ele estivesse preso a um barbante invisível que é controlado por sua bunda perfeita.
— Retiro todas as grosserias que falei sobre cowgirls no
estacionamento. Qualquer uma dessas meninas pode montar em mim.
Sinto um calor invadir minha barriga. Não gosto da ideia de Hollis nem nenhum dos caras aqui sendo montado por
Dulce. Ela é minha.



—Tudo bem? —pergunta Fitzy. —Você parece irritado.
Inspiro. —É, desculpa. Tava pensando no time. —
Ele engole a mentira. —Isso é de deixar qualquer um fervendo de raiva. Anda. Vamos pegar uma bebida e esquecer o hóquei.
Concordo com a cabeça, distraído, além de fascinado demais pelas costas de Dulce. Estão completamente expostas, exceto por uma tirinha desprezível que parece que vai se soltar se eu soprar o laço. Meu olhar desce, assimilando a curva elegante de sua coluna e indo até o alto do shortinho de cetim preto.
Quando chegamos ao palco, já estou meio duro, o que é
vergonhoso. Ficar com tesão assim só de ver a bunda de uma menina é uma coisa que não acontece comigo desde a época do colégio.
Me obrigo a olhar para cima bem a tempo de evitar uma
mesa cheia de garotos de fraternidade. Um deles estende a mão para dar um tapa na bunda de Dulce à medida que ela passa por eles.
Uma onda de raiva sobe por minha coluna. Abro caminho na direção do cara, mas um segurança sentado na frente do palco alcança o imbecil antes de mim.
—Nada de tocar as meninas, idiota.— Ele levanta o garoto pela camisa polo. —Anda.
—Ei, desculpa — protesta o babaca. —Foi reflexo.
Mas o segurança não dá ouvidos, e o cara é arrastado para fora. Seus amigos ficam só olhando.



Hollis sorri. —Eles são linha-dura por aqui.
—Precisamos daquele cara no time — comenta Fitzy.
—Não brinca.
Dulce estende a mão apontando a mesa. — O que posso fazer por vocês, rapazes? —A música ensurdecedora da boate torna sua voz quase inaudível.
—Um chope, qual você tiver. —Mantenho os olhos fixos acima do seu queixo, o que é um puta milagre.
Não deixo de notar a infelicidade no seu rosto. Não é preciso ser um gênio para desconfiar que ela está com vergonha, e não tenho nem como dizer que onde ela trabalha não faz a menor diferença para mim.
Brody ocupa a cadeira ao meu lado. Ele descansa os braços na mesa e se inclina para a frente, para observar uma mulher seminua dançando a um metro e meio de nós. A ruiva alta está tirando o fio dental, o que a deixa com nada além de um coldre de couro na cintura e duas armas de mentira.
—E você?
O irmão de Hollis desvia o olhar da cowgirl nua e se volta
para Dulce. —Uísque puro.
—É pra já.
—Obrigado, gatinha.
Com um sorriso forçado, Dulce desaparece, e, de alguma
forma, consigo conter a vontade de me jogar por cima da mesa para dar um murro em Brody. Dulce não é a gatinha dele. Se ele a chamar assim de novo, não sei se vou conseguir não dar uma surra no sujeito.



—Ela parece alguém que eu conheço — grita Hollis no meu
ouvido. —A garçonete. Não é?
Dou de ombros. —Não sei.
Fitzy se vira e a examina anotando um pedido debruçada em uma mesa perto da nossa. —Acho que parece um pouco a Olivia Munn.
—De jeito nenhum. É um milhão de vezes mais gostosa—
comenta Hollis. Então dá de ombros. —Sei lá, talvez não seja ninguém.
Seu irmão sorri. — Depois eu pergunto pra ela por que parece conhecida. Sabe como é, quando ela estiver de joelhos na minha frente.
Cerro os punhos junto das coxas. Preciso fazer isso ou vou esmurrar o irmão de Hollis, e aí Hollis vai ficar puto. Gosto do Hollis.
Por sorte, Brody decide parar de ser um babaca, como se, em algum nível inconsciente, soubesse que estou perto de acabar com a raça dele. Ele se vira para mim e comenta: —Mikey falou que você vai abrir o próprio negócio.
Faço que sim com a cabeça. —Esse é o plano.
—Já sabe o que vai ser?
—Tenho algumas ideias, mas não resolvi nada ainda. Tô me concentrando no hóquei.
—É, sei como é.
—Mas, quando sair da faculdade, vou avaliar as opções.
—Se precisar de ajuda, me fala. Tenho uns contatos aí numas oportunidades novas. Só coisa que tá indo bem no começo. Não sei quanto dinheiro você tem, mas esses investimentos não estão abertos pro público. Um dia você tem uns duzentos mil, e três anos depois você é um bilionário, depois que o Facebook vem te comprar. — Ele estala os dedos, como se fosse assim tão fácil.
—Parece interessante. Talvez eu te ligue quando estiver pronto pra decidir alguma coisa. —Aceno de novo com a cabeça, mas, sério, não tenho nenhum plano de ligar para Brody Hollis para pedir conselho de investimento. Obrigado, mas prefiro não ser enrolado por um esquema de pirâmide.


Dulce volta com uma bandeja na mão, e, na mesma hora,
toda a minha atenção pertence a ela. De pé junto ao meu
ombro, ela pousa nossas bebidas na mesa. Acho que é porque ofereço menos perigo de agarrar sua bunda, e não porque ela quer esfregar os peitos na minha bochecha.


Oiii voltei.  Continuo????



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): dayanerodrigues

Este autor(a) escreve mais 8 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

— Daqui a pouco eu volto pra ver se vocês precisam de mais alguma coisa — murmura, antes de desaparecer da nossa frente.Nossa. Olho para Dulce  admirado, desejando poder correratrás dela e abraçá-la. Servir um monte de caras da Briar para não falar de um com quem ela transou não deve ser confortável para e ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 141



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • isabellearruda Postado em 13/10/2021 - 14:35:27

    Saudadesss

  • taianetcn1992 Postado em 08/09/2021 - 05:30:01

    continuaaaaaa

  • taianetcn1992 Postado em 08/09/2021 - 05:29:52

    mais mais mais

  • taianetcn1992 Postado em 08/09/2021 - 05:29:44

    saudades

  • taianetcn1992 Postado em 08/09/2021 - 05:29:37

    cade vc ?

  • taianetcn1992 Postado em 08/09/2021 - 05:29:30

    volta saudades dessa historia

  • candyle Postado em 11/08/2021 - 16:17:26

    Continuaaaa

  • taianetcn1992 Postado em 14/07/2021 - 07:01:21

    nossa ela é tão baixo, que da nojo

    • dayanerodrigues Postado em 14/07/2021 - 10:07:50

      e o ranço vai só aumentar amiga

  • vondy.portinon Postado em 04/07/2021 - 14:50:36

    Continua

    • dayanerodrigues Postado em 05/07/2021 - 14:10:52

      postei mais capitulos hoje <3

  • taianetcn1992 Postado em 04/07/2021 - 08:03:18

    ai tenho uma paixão por essa historia

    • dayanerodrigues Postado em 04/07/2021 - 09:39:16

      Obg amor


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais