Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro

Fanfic: A Conquista (adaptação Vondy) | Tema: Vondy


Capítulo: Capitulo 17

80 visualizações Denunciar


DULCE



Encontrei uma amiga do tempo do colégio. É lésbica. Ela me falou q homem nenhum pode fazer o q uma mulher faz. Dei um porre d sangria nela e forcei a me revelar os segredos. Se prepara. Vou acabar c/ vc.



A mensagem de Ucker chega durante meu intervalo na boate. Enquanto tiro os sapatos de salto quinze, digito: Quero só ver.
Como ele não responde imediatamente, guardo o telefone e tento não ficar decepcionada. Deve estar ocupado com a mãe e os amigos de infância.
O nó que se instalou hoje na minha barriga quando ele foi embora aumenta um pouco. Estou com saudade. Pra falar a verdade, acho que estou me apaixonando. Christopher Uckermann entrou na minha vida com tudo, preenchendo espaços que eu não sabia
que existiam.
E ele não é a distração que achei que seria. Quando preciso de paz, é isso que me dá. Quando preciso de diversão, ele está lá com um sorriso fácil. E quando todo o meu corpo dói de desejo
ele não tem o menor problema em me comer até eu perder os sentidos. Ele gosta de ficar comigo. E eu gosto de ficar com ele.
Aperto a nuca. Será que deixei isso ir longe demais? Melhor pular fora agora? Posso continuar sem que alguém se machuque?


Ucker pressentiu que eu tinha a vida toda planejada e eu tinha mesmo. Meu objetivo de cursar quatro anos de faculdade, entrar no curso de direito, conseguir um estágio de verão bem
remunerado e depois o emprego perfeito num escritório de advocacia de primeira, fechando com uma aposentadoria numa praia paradisíaca… é um plano que jamais incluiu um homem.
Não sei por quê. Simplesmente nunca pensei nisso.
Homens foram feitos para… sexo. E isso é fácil de conseguir e fácil de largar. Ou, pelo menos, era fácil de largar. Agora, não tanto, porque a ideia de não ter Ucker faz o nó na minha
barriga parecer uma pedra. Na verdade, esse nó está me dando enjoo. Inspiro fundo algumas vezes e tento me lembrar da última vez que comi alguma coisa.
 — Tá se sentindo bem, querida? — pergunta Kitty Thompson, preocupada. Kitty é uma das donas do Boots & Chutes. Ela toca a boate com outras três ex-strippers, e este é um dos melhores lugares em que já trabalhei.
Esfrego a têmpora antes de responder. —É só cansaço.
 —Só faltam mais umas horinhas. — Ela faz um barulhinho de simpatia. — E a noite tá meio devagar. Acho que posso te liberar mais cedo.
Nós duas avaliamos o punhado de mesas ocupadas.
Com um aceno decisivo, ela diz: — É, melhor você ir embora. Você não vai ganhar muito mais do que vinte dólares. Vai pra casa e descansa um pouco.
Ela não precisa falar duas vezes. Ter algumas horas de sono a mais antes de ir para o correio separar correspondências parece um sonho. Então corro para casa e caio na cama sem conferir o
celular de novo. Ele ainda vai estar lá de manhã.



Às três e quarenta, meu alarme toca. Quando sento na cama, quase desmaio de tontura. O lanche que engoli às pressas ontem na boate ameaça voltar.
Fecho os olhos e inspiro fundo várias vezes. Quando acho que vou conseguir levantar sem vomitar, abaixo para pegar o telefone. O que é um grande erro.
Meu estômago se revolta. Estou com vômito na boca antes de alcançar o banheiro, e já despejo tudo antes de conseguir levantar a tampa do vaso sanitário. Caio de joelhos, e parece que
tudo que comi na última semana jorra de dentro de mim.
Nossa. Eu me sinto péssima.
Tenho ânsias até não sair mais nada além de uma bile aguada e clara. Ainda de joelhos, pego uma toalha e limpo o rosto. Percebo que estou suando. Estou tremendo, suando e enjoada
até não aguentar mais. Fraca, dou descarga duas vezes antes de me levantar.
Na pia, enxáguo a boca e encaro meu reflexo pálido. Tenho que ir para o trabalho. No fim de ano sempre falta mão de obra no correio, e os funcionários recebem hora extra. Não posso me
dar ao luxo de ficar em casa.
Volto meio trôpega até o meu quarto, mas paro na porta. Ai, não. A água que engoli não caiu bem. Minha testa começa a suar, obrigando-me a correr de novo para o banheiro.
Ao dar descarga, a ficha começa a cair.
Vou ter que avisar no trabalho que estou doente. Não tenho condições de ir hoje.
O relógio na cabeceira me diz que são 4:05. Já estou atrasada.
Pego o telefone e ligo. Kam, meu supervisor, atende na mesma hora.



 — Kam, é Dulce. Tô vomitando muito…
 — Você tem um atestado médico? — interrompe ele.
 — Não, mas…
 — Desculpa, Dulce, você precisa vir. A gente precisa de toda mão de obra possível. Você pediu pra pegar esses turnos.
 — Eu sei, mas…
 — Nada de ‘mas’. Desculpa.
 — Eu não paro de vomitar…
 — Olha, tenho que ir, mas vou te fazer um favor, vou bater seu ponto, pra você não ser descontada nem levar advertência pelo atraso. Mas você precisa vir. Tem caixa pra cacete pra organizar, não dá nem pra ver a outra parede da sala. Ninguém faz compras no shopping mais?
Aparentemente foi uma pergunta retórica, porque ele desliga logo depois.
Olho para o telefone e fico de pé. Não tenho escolha a não ser ir para o trabalho, então.
 — Você tá um lixo — comenta uma das funcionárias temporárias quando entro no correio, vinte minutos depois.
 — Não chega nem perto. Não quero ficar doente.
Olho feio para ela e fico tentada a vomitar no seu uniforme engomado inteirinho. —Nem eu — respondo, seca.
Kam aparece com uma expressão emburrada e o iPad na mão.
 — Vai pra baia quatro e começa a separar os pacotes. Estamos atrasados pacas.
Resisto ao impulso de bater continência. Mas concordo com ele — a situação não tem a menor graça. Estou me sentindo péssima.


Oiii amores, queria convidar vocês pra ler também minha outra Fic "MEU ERRO FAVORITO", muito boa também. Olhem lá e comentem por favor.



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): dayanerodrigues

Este autor(a) escreve mais 8 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

A manhã se arrasta. É como se eu estivesse coberta de piche e cada movimento exigisse um esforço imenso. Devo ter pegado uma gripe. Estou exausta, exatamente como Hope avisou que ia acontecer, por causa dos dois empregos, a faculdade, o estresse com Harvard. Peguei pesado demais este semestre e agora estou pagando por isso.Quando o turno acaba, quase n&a ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 140



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • taianetcn1992 Postado em 08/09/2021 - 05:30:01

    continuaaaaaa

  • taianetcn1992 Postado em 08/09/2021 - 05:29:52

    mais mais mais

  • taianetcn1992 Postado em 08/09/2021 - 05:29:44

    saudades

  • taianetcn1992 Postado em 08/09/2021 - 05:29:37

    cade vc ?

  • taianetcn1992 Postado em 08/09/2021 - 05:29:30

    volta saudades dessa historia

  • candyle Postado em 11/08/2021 - 16:17:26

    Continuaaaa

  • taianetcn1992 Postado em 14/07/2021 - 07:01:21

    nossa ela é tão baixo, que da nojo

    • dayanerodrigues Postado em 14/07/2021 - 10:07:50

      e o ranço vai só aumentar amiga

  • vondy.portinon Postado em 04/07/2021 - 14:50:36

    Continua

    • dayanerodrigues Postado em 05/07/2021 - 14:10:52

      postei mais capitulos hoje <3

  • taianetcn1992 Postado em 04/07/2021 - 08:03:18

    ai tenho uma paixão por essa historia

    • dayanerodrigues Postado em 04/07/2021 - 09:39:16

      Obg amor

  • vondy.portinon Postado em 01/07/2021 - 22:53:31

    Tô amando. Continua

    • dayanerodrigues Postado em 04/07/2021 - 09:39:01

      Obg amor



Nossas redes sociais