Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro

Fanfic: Este Corazón | Tema: Rebelde Ponny


Capítulo: CAPITULO 3 – POV ANAHÍ

139 visualizações Denunciar


Aquela foi com certeza a pior noite que já passei na minha vida, olhava o relógio passando as horas a devagar. Minha mente não conseguia dormir, não conseguia tirar da cabeça a cena em que vi o Alex e a Savannah, como ele teve coragem de fazer isso comigo? principalmente dessa forma, principalmente com ela, não tinha explicação, quais as razões que eu teria dado ao Alex para que ele fizesse isso? Tentava de alguma forma arrumar uma justificativa.


Diana, a minha irmã, ficou o tempo inteiro falando que havia me avisado e aquilo não estava ajudando em nada, mas sei que ela estava tão desesperada quanto eu estava, conhecia os nossos pais.


Estava perdida e sem chão.


Consegui dormir já passava das cinco da manhã, mas despertei duas horas depois com Enrique, meu pai, gritando no quarto.


— Você é uma vaga/bunda!


— O que foi Enrique? – minha mãe abria porta do quarto desesperada.


Sentei-me rápido na cama e vi o teste que estava dentro da minha bolsa no chão. Marichelo, minha mãe, chorava copiosamente balançando a cabeça com a mão na boca. Diana correu para abraça-la, estava com medo. Nunca tinha visto o meu pai tão possuído de raiva como estava agora.


— Você não terá um lugar no reino de Deus.


Enrique andava de um lado para o outro.


— Estamos com o demônio dentro da nossa casa, o que fiz para merecer isso senhor.


— Se acalme meu marido, Anahí Giovanna deve ter uma explicação...


— Cale-se! – esbravejou Enrique, puxando a coberta que me cobria. — Levante-se sua vagab/unda, você não merece o nome que carrega, a partir de agora seu nome é Anahí a prostituta.


As lagrimas vieram de imediato. Enrique pegou as malas que guardávamos em cima do guarda-roupa e começou a jogar todas as minhas roupas no chão.


— Quem é o pai? – gritava ainda retirando minhas roupas.


— Anda Annie, acaba logo com isso. – pedia Diana aos prantos.


— Não sei. – sussurrei.


Marichelo abraçava Diana.


— Claro que não sabe. – disse Enrique, depois de tirar todas as minhas roupas do armário. — Quero você fora da minha casa, quando voltar não quero vê-la aqui.


— Enrique, por favor.


— E você calada Marichelo, você deveria ter tido mais cuidado, sabia que esse novo colégio, esse afastamento da igreja não nos renderia bons frutos, veja só a miserável que você colocou no mundo.


Enrique saiu do quarto transtornado, bateu a porta principal com força que estremeceu as paredes. Diana e Marichelo deitaram-se comigo na cama me abraçando e choramos juntas. Pedi perdão a minha mãe de todas as formas possíveis, mas nada adiantaria, não podia deixar que o papai fosse atrás do Alex, que me fizesse passar essa vergonha.


 Vi a minha vida desmoronar aquela manhã.


Marichelo, minha mãe, nunca a vi tão desesperada olhando para o celular, precisava buscar ajuda, mas a quem? Não podíamos pedir ajuda ao pastor ou ninguém da igreja, aquilo só pioraria das coisas.


Então, mamãe não teve outra alternativa a não ser ligar para tia Mariana, sua única irmã, que morava do outro lado da cidade. Marichelo e tia Mariana, eram afastadas porque o papai odiava a tia Mariana, por não ser convertida então nunca conseguimos viver como uma família feliz.


— Me desculpa por isso. – dizia, ao ver Diana me ajudando arrumar as malas. — Deveria ter te escutado, deveria ter seguido os teus conselhos.


— Não precisa pedir desculpas, só não queria perder você.


Nunca vi Diana chorar tanto, nem mesmo quando bolinha seu cachorro de estimação morreu.


— Sua tia aceitou lhe receber. – Marichelo entrou no quarto, minha mãe estava desolada, era como se tivesse morrido alguém. — Mas ela está na Europa com a família, então, os caseiros irão te receber.


— Espero que um dia a senhora possa me perdoar.



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): raissasampaio

Este autor(a) escreve mais 2 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Depois de quase duas horas e meias de táxi, finalmente chegamos ao bairro que tia Mariana morava, literalmente do outro lado da cidade e completamente diferente do bairro em que estava acostumada. Tudo aqui era mais parecido como as novelas, até mesmo as pessoas. A casa era a maior de todo quarteirão, branca com palmeiras que chamavam atençã ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 11



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • beatris_ponny Postado em 14/05/2021 - 23:06:06

    Aguardando maissss

  • beatris_ponny Postado em 14/05/2021 - 23:05:41

    Menina pela amor de deus posta mais, any teimosa dems quero que ela conte logo que tá grávida pra ficarem juntos ❤️

  • beatris_ponny Postado em 09/05/2021 - 11:07:33

    Posta mais

    • raissasampaio Postado em 10/05/2021 - 13:50:11

      Recompensei o sumiço com 2 caps. Aproveitaaaa!

  • andresarbd Postado em 07/05/2021 - 03:10:56

    Estou adorando 😍😍😍 volta logo ☺️

    • raissasampaio Postado em 10/05/2021 - 13:50:55

      VOOOOLTEI e já poooostei.

  • Srª Von Uckermann Postado em 30/04/2021 - 03:27:29

    ele confessoooooou <3

  • Srª Von Uckermann Postado em 30/04/2021 - 03:25:15

    EU TO BERRANDOOOOOOOOO COM O FRANCISCO GAAAAAAAY

  • Srª Von Uckermann Postado em 29/04/2021 - 01:48:38

    &quot;Minha Julieta&quot; affz amooo E que nomes feios, Poncho deixa isso não kkkk

  • Srª Von Uckermann Postado em 11/04/2021 - 23:45:17

    Que filha da puta ele... Pqp, ela está muito ferrada!

  • Srª Von Uckermann Postado em 10/04/2021 - 22:40:19

    Chegueeei! Já estou amando, pelo pouco podemos ver que ele é um babaca, tadinha da minha Annie...


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais