Fanfics Brasil - Capítulo 77 Destinado (3ª temporada) (Adaptação - Vondy)

Fanfic: Destinado (3ª temporada) (Adaptação - Vondy) | Tema: Vondy, Romance, Adaptação


Capítulo: Capítulo 77

88 visualizações Denunciar


Isso seria possível? O que já foi vivido desaparecer como a chuva que apaga pegadas na estrada?


Dulce: O que foi, Christopher? — indagou Dulce, o olhar preocupado buscando o meu.


Era difícil tentar deduzir qualquer coisa que fosse com tantas lacunas em minha mente. E a pessoa que poderia me ajudar a entender era a única que eu não queria que soubesse os rumos que meus pensamentos tomavam.


No entanto, não era algo que dizia respeito apenas a mim.


Christopher: Como conseguiu esta máquina? — apontei para a peça em sua mão.


Dulce:: Ah... ganhei da minha fada madrinha.


Christopher: O quê?


Dulce revirou os olhos.


Dulce: Eu disse que só ia te confundir ainda mais.


Christopher: Não se preocupe com a minha sanidade. Prossiga.


Então ela me contou a história mais maluca e extraordinária. Ouvi tudo com atenção, mas, em determinado momento de sua narrativa, tive de me levantar, pois estava agitado demais para permanecer sentado. Comecei a andar de um lado para o outro tentando juntar os fatos. O olhar de Dulce me acompanhava, e tive a impressão de que ela ocultou algo importante. Relacionado a nós dois, talvez? Afinal, ela não disse uma palavra sobre a aliança que carregava no pescoço.


Dulce: Christopher, quer parar de andar de um lado para o outro e me dizer no que você está pensando?


Christopher: Sendo franco, senhorita?


Dulce: É claro!


Christopher: Estou pensando que esse anel em seu pescoço se encaixaria em meu dedo com perfeição.


Ela piscou algumas vezes antes de perguntar:


Dulce: O que te fez pensar nisso?


Christopher: A maneira como retribuiu meu beijo. A menos que esteja brincando comigo, e não acho que seja o caso, não me beijaria daquela maneira se seu coração pertencesse a outro homem. Além disso, há o relógio.


Dulce: Saco, esqueci dele. — Ela estalou a língua.


Christopher: Estou certo, senhorita? — Aproximei-me até ficar de frente para ela. — É o meu nome que está gravado nessa aliança?


Ela não disse nada, apenas ficou ali sentada, observando-me. Mas seus olhos estavam límpidos como uma fonte natural, e neles eu vi... Ah, Deus do céu, eu vi tudo o que ela não disse.


Lentamente, agachei-me até estar sobre os joelhos. Até meu rosto estar na altura do dela.


Christopher: Por que não me contou? — murmurei.


Dulce: Porque isso tudo é confuso! — Uma cortina de lágrimas anuviou seu olhar. — Deixei você aflito das outras vezes em que contei, então pensei que, se eu não dissesse nada... sei lá, te protegeria. Além disso, você acordou me chamando de “senhorita”. E você não me chama assim já tem muito tempo. Desde que me beijou pela primeira vez. Deduzi que você tinha esquecido que me ama. Como é que eu podia te contar que éramos casados?


Ali estava. A palavra que eu andava evitando com medo de assustá-la. No entanto, se ela já sabia...


Espere um momento.


Christopher: Nós nos casamos?


Dulce: Sim. Não foi o que você quis dizer? — E pareceu confusa.


Christopher: Não! Pensei que estivéssemos noivos!


Dulce: Ah...


Ergui a mão e toquei seu rosto. Ela inclinou a cabeça para o lado. Quando fechou os olhos, duas lágrimas silenciosas escorreram por suas bochechas. Inclinei-me e as sequei com os lábios.


Christopher: Você devia ter dito — murmurei contra sua pele. — Eu a amo, Dulce.


Ela segurou meus ombros e me empurrou de leve, apenas o suficiente para que pudesse ver meu rosto. Seu olhar cintilava.


Dulce: Você lembra?


Christopher: Eu sinto. Bem aqui. — Peguei sua mão esquerda de meu ombro e a reposicionei, apertando-a sobre meu peito. — Onde cada batida parece gritar seu nome. Eu a amo, Dulce.


Dulce: Ah, Christopher... — Ela se lançou sobre mim, abraçando-se a meu pescoço, a boca buscando a minha.


Aquele beijo foi diferente. Como se eu tivesse acabado de voltar para casa. A doçura dos lábios de Dulce era inebriante, assim como pensar que aquela mulher era minha. E me amava. Ela não havia dito isso, mas não era preciso. Dulce era inteligente e determinada. Mas, acima de tudo, era teimosa feito uma mula. Uma de suas mais desconcertantes qualidades, em minha opinião. Se ela aceitara minha mão, só podia haver uma razão.


Dulce: Eu te amo tanto, Christopher.


Ali estava. A emoção que me dominou deve ter sido a mesma que os grandes conquistadores sentiam ao avistar uma terra inexplorada. Mas ela rapidamente foi suprimida pelo medo. Segurei seu rosto entre as mãos, e com muito custo me afastei o bastante para poder olhar em seus olhos.


Christopher: Dulce, eu temo ter encontrado a resposta para as suas dúvidas. A respeito do que vimos na mansão.


Dulce: Você encontrou?


Assenti uma vez. Estávamos tão próximos que a ponta do meu nariz resvalou em sua bochecha.


Dulce: Então me fala, Christopher! Porque eu já estou ficando louca aqui.


Christopher: Acho que o que vimos vai acontecer. E o que vivemos, não.


Dulce: Hã?


Tive de concordar com ela. Inspirei fundo e então soltei:


Christopher A única maneira de eu me casar com alguém que não seja você seria se eu nunca a tivesse conhecido. E eu ando me esquecendo de um bocado de coisas.


Dulce: Sobre mim — completou.


Christopher: Sobre você. — Acariciei com o polegar a lateral de seu rosto. — A única explicação que me ocorre é que talvez... de algum modo, o passado está se apagando. Por isso não consigo me lembrar das coisas que você me contou.


Dulce: Como a carta que eu te mostrei e que tinha... — Ela engoliu em seco, os olhos dardejando conforme a compreensão a atingia. Enroscou os dedos em minha camisa. — Ai, meu Deus! Você pode ter razão! Como não percebi isso antes?


Christopher: O que eu não compreendo é como isso é possível. Por que está acontecendo e por que apenas um de nós está se esquecendo.


Dulce: Mas eu entendo, Christopher! — Ela se remexeu até ficar sobre os joelhos, a mão ainda agarrada à minha roupa. — Imagino que foi isso que ela quis dizer com perigoso. Ela nos avisou!


Christopher: Ela quem?


Dulce: A minha fada madrinha! — Dulce respondeu, impaciente. — Ela avisou que seria perigoso! Por quê? Por que seria perigoso para você e não para mim?


Abri a boca algumas vezes, piscando uma dezena delas.


Christopher: Não tenho certeza se ainda estou acompanhando tudo o que me diz, Dulce.


Dulce: Eu sei! Mas pensa comigo, Christopher. Eu pertenço a este tempo tanto quanto ao século dezenove. Para mim, ambos são o presente, mas para você não, ele acontece de maneira diferente. Seu presente é lá, e aqui é o futuro. Pra Anahí também deve ser assim! E neste exato momento a Anahí está sozinha aqui no futuro, mas não pode ficar por muito tempo. Vai acabar voltando pra casa de um jeito ou de outro, e você também, porque este tempo não é o de vocês. E quanto a mim... Ah, meu Deus!


Christopher: Você...?


Seu olhar se fixou no meu. Sua voz estava baixa e trêmula:


Dulce: Se a gente não fizer nada, eu serei deixada aqui! E... — Ela começou a tremer. — Não, não é isso. Eu não serei deixada para trás. Eu nunca terei ido ao seu encontro! Ah, meu Deus, é por isso que as suas memórias estão sumindo! Porque o que nós vivemos está se apagando, como aquela carta que você escreveu para mim! O acordo que eu fiz com a minha fada madrinha está sendo desfeito!


Eu a abracei, pois foi tudo o que pude fazer enquanto tentava acompanhar seu raciocínio.


************************************



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): delenavondy

Este autor(a) escreve mais 15 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Christopher: Por que teria sido desfeito? Dulce: Porque... Eu não sei. Acho que alguma coisa deu errado — ela murmurou em meu peito. — Temos que encontrar a Anahí, Christopher. É o único jeito de impedir que o que vimos naquela mansão aconteça... — O mais absoluto horror lhe contorceu as feições quand ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 108



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • vondy_dulcete Postado em 03/11/2021 - 15:06:00

    O Ucker é um verdadeiro príncipe ♥️ quase chorei com ele

    • delenavondy Postado em 04/11/2021 - 18:20:56

      <3

  • vondy_dulcete Postado em 03/11/2021 - 15:05:21

    AFF que perfeito sua fic&#9829;&#65039; amei amei amei

  • taianetcn1992 Postado em 02/11/2021 - 07:53:42

    Aí meu deus, ameiii essa maratona, já quero mais como sempre &#128584;

    • delenavondy Postado em 02/11/2021 - 21:13:50

      Que bom <3 Vou terminar hoje os últimos capítulos

  • mandinha.bb Postado em 29/10/2021 - 14:22:04

    Estou megamente ansiosa por mais, sinto que logo eles encontram a Any, ainda mais agora que o Ucker recobriu a memória e acho que o cara que estava preso com o Ucker tem algo no meio, esse amigo dele deve estar com a pessoa que está com a Any, muito estranho o comportamento dele... Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa plisssssssssssssssssssssssssssssssssss

    • delenavondy Postado em 30/10/2021 - 00:24:37

      já já posto mais...

  • taianetcn1992 Postado em 28/10/2021 - 05:32:47

    ansiosa pelos proximos

  • taianetcn1992 Postado em 28/10/2021 - 05:32:36

    quero mais

  • taianetcn1992 Postado em 28/10/2021 - 05:32:28

    voltaaaaaa

  • taianetcn1992 Postado em 28/10/2021 - 05:32:21

    kd vc ?

    • delenavondy Postado em 29/10/2021 - 00:17:17

      Desculpe, estou meio ocupada esses dias. Mas amanhã trago mais capítulo ok !

  • taianetcn1992 Postado em 28/10/2021 - 05:32:09

    pelo amor de deus

  • taianetcn1992 Postado em 28/10/2021 - 05:32:01

    mais mais mais


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais