Fanfics Brasil - Aidan Dia 05 Criminal Holmes (+16, +18)

Fanfic: Criminal Holmes (+16, +18) | Tema: Romance, Policial, Drama, Suspense


Capítulo: Aidan Dia 05

351 visualizações Denunciar


Case 05         Criminal Profile


C.I.F.D 


ÚLTIMO NOME : Ivanov 


PRIMEIRO NOME : Masha


Na caminhada pouco longa o atalho serviria contra a penumbra da noite. A invernia interferindo na circulação das mãos, o bafejo aquecido estendeu uma paralisia rápida dos nervos. Próximo a curva, o encalço dos farelhos grudou em seus pés, dificultosos em se desprender na raspagem da terra. Um aspecto tão miúdo e reconhecível de carne procedia rastros para trás do prédio. Totalmente despovoado, o abandono da sacola não poderia ser negligência. A disposição do proveito das carnes para os cães findou com o complemento da abertura da sacola mixado couraça de peles e pelos. 


 


Aidan


A cafeína não era muito recomendada para mim, mas eu ainda precisava cortar o efeito da noite mal dormida. Eu tinha que encarar a sala de reunião com rigor e paciência, os conceitos totalmente extensos nos slides me fizeram cair o semblante, nas primeiras explanações eu escondi o meu bocejo de costas. Hoje não haveria mais trabalho fora da C.I.F.D. As técnicas forenses estavam designadas para o estágio conceitual. Examinando as etapas, o tópico de reconstituição facial envolveu profundamente os olhos de Petea, eu acho que deveria ser indispensável esclarecimentos na técnica do pó. 


A dispensão planejada foi imediata, Simon me beneficiou nas perícias digitais, minhas investigações rápidas no laboratório ainda continuavam sem erros técnicos de Heaven. Era a cria mais inteligente de Lennon, que até então ele não tinha tanto apreço demasiado. A exploração da proteína nos restos miúdos extenderia um bom tempo. 


A ocorrência pela manhã foi emitida pelo departamento de Ronald. A ausência de Kalel era o mais provável de acontecer. Toda cooperação estava sendo necessária no caso de Engla. A operação foi deslocada do centro comunitário para as imediações da escola de Engla. A busca com cem voluntários e a polícia dividida em dois grupos de investigação, respectivamente, Kalel tinha tomado autoridade do agrupamento de pistas. Entretanto, Ronald não se prontificou em seguir nenhum partido desta vez, a paciência dele estava dando indícios de designar arquivado o caso de Rocio. A localização do estranho percebido nas redondezas da casa de Rocio, somente precipitou mais uma vez o regresso com o falecimento a poucos dias. Porém, em novos debates de familiares e amigos, a nova suspeita se estabeleceu em Maria, a ex companheira da mãe de Rocio. Pelo apreendido, a extensão da inimizade entre ambas se dava pela separação e a briga judicial da casa que haviam comprado. Ronald considerou fazer bastante sentido uma suspeita no rumo de Maria. Prosseguindo para o caso de Samantha, a estratégia policial se deslocou para outra cidade na qual o ex marido havia se mudado com uma nova companheira. 


A passagem da tarde foi rápida. A verificação no spyware comprovou evidências na conversa de Breck, o registro impresso foi encaminhado para o décimo primeiro departamento. Em diante, eles se organizariam para um flagrante do encontro de Lewis. Meu turno foi suspenso mais cedo, a comunicação a diretoria geral tinha sido transmitida no início do dia. As funções na volta para casa seriam mínimas, me regar em baixo do chuveiro e abastecer a ração do Pietro. Tive muita dificuldade de decidir um par de roupas antes de completar a mochila. As minhas costas reclamaram do carregamento de concreto. Acendi apenas a luz do corredor, eu não quis ter uma despedida tão intensa com o Pietro após ver ele comprimindo o focinho e elastizando a coluna na caixa de areia. A última mensagem de Julie pela manhã me alertava a chegar depressa. Já se arrastava os quinze minutos no trânsito e ela me surpreendia com os atributos de paciência. Quase meia hora, eu estacionei em frente à mordomia. Imediatamente ela realocou a cabeça para fora da porta escura, minha condução seguiu para dentro da garagem. A minha lata iria descansar no lugar do cavalo prateado e corredor de Lennon. Eu não tive tanto cuidado em pisotear o gramado, uma enorme árvore era o principal sombreamento de uma janela aberta do primeiro andar e na mesma direção a porta de correr de vidro dando acesso a varanda. Meu descanso desconfortável aconteceu no sofá cinza e lateralizado de um encosto tão curto. Eu me esqueci de averiguar a sujeira dos tênis antes de pisotear o tapete branco e retangular de pelos. Ela esperou alguns minutos a chegada do táxi.


- Me avisa quando você chegar. - Particularmente, ela não deu ouvidos a isso, no mínimo eu a vi guardando dentro da bolsa o celular de Lennon. 


Subi às escadas com moderação e abri uma fenda na porta do quarto do Jens. Ainda se mantinha sobre ele a coberta marinho de bolinhas. Larguei a bolsa no quarto de hóspedes e retornei a sala. Provavelmente, foi um aviso levantar a minha cabeça na escuridão. Retirei o celular do bolso antes de acender a luz, faltava alguns minutos para as dezoito horas. A notificação me transferiu para o aplicativo. 


- Me arrependi de ter depositado tanta confiança em você. 


- Não é verdade que você arrumava as companhias para o Lennon?


- Isso eu não sei. 


- Você é amigo dele. 


Eu quis ignorar Julie de propósito, mas a tossida alcançada do quarto me apressou a subida. Encontrei Jens esfregando os olhos de imediato ele me reconheceu. Disparou outro alerta mais barulhento. Para a identificação de Lennon, eu escolhi algo estrondoso. 


- O que você falou pra Julie? 


- Nada, ela me viu com uma visita. 


- Agora ela acredita que eu sou o culpado de te arrastar para o lago de fogo. 


- Eu deixei ela em off.


- A Tasha agora é a minha amiga. 


- Você tem um problema muito sério com mulheres de diploma. 


- Como está o Jens?


- Acabei de ver ele. Julie me disse que ele toma mingau nessa hora, mas eu não sei como preparar isso.


- Estou sentindo uma pena antecipada pelos os seus filhos. 


- Segue a receita da embalagem. 


- Espera para uma última coisa, deixei um aviso na diretoria geral que segunda as suas crias ficarão sobre a supervisão de alguém. 


- Preciso chegar um pouco atrasado por causa de uns exames. 


- O que é que você tem?


- É só exame de rotina. 


Me intrometi na cozinha arregaçando as portas do armário basculante aéreo. A embalagem saco azul continha a farinha deliciosamente adocicada, eu fiquei em dúvida de acrescentar o açúcar. Com a borbulha no cooktop, me adiantei de arrumar uma tigela colorida na bancada da ilha. Permiti algumas horas de resfriamento. Em uma temperatura agradável a tigela azulada entreguei nas mãos do Jens, antes aprofundando uma coçada desajeitada na cabeça. 


- Você quer que eu te dê? - A balançada da cabeça foi a única linguagem disposta para ele. 


Me encostei na janela em frente ao arvoredo gigante, em sequência todas as residências iluminadas, um carro acabava de desembarcar alguém em frente e o cachorro guiado na coleira sofreu estéricamente. O resmungo do Jens foi a finalização, ainda sobrou uma grande quantia na tigela, eu preferi esperar alguns minutos antes de entregar o xarope. Desta vez, eu fui mais asseado com a limpeza na cozinha, nem deixei a louça escorrer, na secagem, guardei ainda mais organizado. Retornei para o meu encosto de pedra no sofá, a TV ficou no vácuo, a minha prioridade estava nas notificações do grupo, mas sem dúvidas a priorização das quimeras era perseguir. 


- Com quem você está falando?


- Com você. 


- Se eu fosse menos folgada não pensaria em te pedir print do meu nome. 


- Ainda está Quimera. 


- Só porquê eu sou magra. 


- 😂😂


Eu já pressentia que um dedo seria arqueado para mim. 


- ❤️


- ?


- Estou tentando espalhar o amor.


- Eu já vou dormir. 


- Está me dando o troco da última vez.


- Não. Estou criando coragem de chamar você pra sair. 


Realmente, eu não consegui confrontar com a recusa. Eu acho até que o meu coração tinha dentes e uma boca que não paravam de sorrir. 


- É pra você se acostumar de que eu sou real. 



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): merophe

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Aidan  Provavelmente, eu desaprendia o fluxo da caminhada. Numa decisão de iniciar a corrida, interrompi rapidamente com as câimbras. Eu enferrujei o meu corpo totalmente. Meu descanso continuou meio demorado no banco da praça, visualizei o horário no pulso, desgastaria mais calorias antes do meio dia. Eu tive mais pressa em entrar no banheir ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 14



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • tigremisma Postado em 07/06/2022 - 18:23:17

    O crush que eu quero ❤️❤️

  • rarinhabelha Postado em 07/06/2022 - 17:39:08

    Lennon as vezes chega a ser um porre. Viu.... Maxx, dio amo.

    • merophe Postado em 07/06/2022 - 19:12:42

      Kkkkkk

  • rarinhabelha Postado em 07/06/2022 - 15:59:55

    Linda amizadeeee desses doix

  • abacatiminha Postado em 07/06/2022 - 14:22:31

    Eu amo o japinha ^^

  • teleteti Postado em 07/06/2022 - 14:05:14

    Essa história é um novelo, todo mundo é enrolado um no outro. Não tem por onde correr pow. É a praga!

    • merophe Postado em 07/06/2022 - 19:11:46

      Gosto de enredo assim, todo mundo envolvido.

  • tigremisma Postado em 07/06/2022 - 13:17:25

    Eu gostei dessa mina. Ela é doidona demais.

  • rarinhabelha Postado em 20/05/2022 - 22:52:58

    Ooohh, mas o que é isso?! Maldade...

  • rebeccatwonty Postado em 14/05/2022 - 13:55:24

    Acidente do caramba!! Tô sentindo que as coisas vão ficar pior aqui.

  • mariandyn Postado em 13/05/2022 - 10:15:19

    A narrativa é perfeita.

  • mariandyn Postado em 13/05/2022 - 00:57:58

    É difícil de deixar de acompanhar a história, tem uma sequência de eventos muito boa.

    • merophe Postado em 14/05/2022 - 01:23:24

      Eu trabalho sempre duro pra isso.


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais