Fanfics Brasil - Capitulo 2 Alguém Como Tu (Adaptação)

Fanfic: Alguém Como Tu (Adaptação) | Tema: Vondy


Capítulo: Capitulo 2

192 visualizações Denunciar


E usufruo deles porque, desde que deixei o idiota do Rodrigo, que foi o namorado com quem estive mais tempo, passaram pela minha vida diferentes tipos de idiotas que me fizeram me dar conta de que, no que toca a sexo, devo pensar primeiro em mim, a seguir em mim e depois outra vez em mim e, claro está, me esquecer do romantismo. Olhem... cada qual que aguente as suas. Eu, desde que tenha o meu coraçãozinho blindado, me divirta e cuida da minha filha, estou servida!
E digo que estou servida porque, depois da dose que levei com Paco, o pai da minha menina, Maria Paula, não quero voltar a sofrer. Me iludi, me abri a ele e, zás!, aterrei de cara no chão, embora reconheça que é um bom pai e, de certo modo, um bom amigo hoje em dia.
Por sorte, Paco e eu não chegamos a casar. Meu deus, as vezes que terei sonhado com o meu casamento desde que era adolescente... Mas sim, sonhar, tenho até uma fotografia guardada do vestido de noiva mais bonito que alguma vez vi na vida e que nunca usarei.
Me recordo que, quando conheci Paco, o pai da minha Gordincesa, no restaurante onde os dois trabalhavamos, ele me deixou KO.
E não me deixou KO por ser atraente, nem pelos biceps que tinha; pelo contrário, Paco é o «anti» todas essas coisas. Quer dizer, ainda me pergunto: o que me chamou a atenção nele? Porque, sejamos sinceros, eu não sou grande coisa, sou mais assim para o normal, mas gosto de tipos altos, grandalhões e sexy, e Paco é meio careca, baixinho e, se puxarem por mim, poderia até dizer que é gorducho. Ainda assim, reconheço que, até a nossa filha ter nascido, ele, absolutamente tudo nele, me enlouqueceu com as suas atenções e o seu carinho.
Mas, claro, devo ser um zero à esquerda no que toca ao amor e, mal nasceu Maria Paula, o Paco atento e carinhoso que me vazia gritar na cama «Viva o Mexico!» se esfumou e só restou entre nós uma bonita amizade, além de uma filha linda por que repeteria passo a passo a nossa relação. 
O meu mexicano passou de um homem que olhava deslumbrado para mim a um que não me olhava de todo. Passou a me beijar apaixonadamente a preferir dormir abraçado à sua almofada com paixão. Em suma, para ele deixei de ser a mulher da sua vida, o assumi, e fomos cada um para o seu lado. Era o melhor para os dois.


Uma coisa é certa, quando me separei, me aconteceu o mesmo que quando me separei de Rodrigo. Passei a ser a mulher mais fiel do mundo à mais louca no que diz respeito a relações sexuais, e dese então gritei «Viva ao Havai!», «Viva o Peru!», «Viva o Canada!» e muitos mais vivas, porque quis e porque, que diabos!, sou solteira e faço o que quero com o meu corpo!
Não tenho que prestar contas a ninguém, e admito que dá graça poder fazer sempre o que me apetece, ainda que, quando olho para as minhas amigas e as vejo com seus maridos, tão felizes e apaixonadas, uma pontada de inveja me corroa por dentro. 
Mas não quero namorados...
Não quero promessas...
Não quero que mais ninguém volte a me partir o meu maltratado coração...
E, por isso, decidi me virar para tipos como Pablo, que não ligam a nada, que se estão nas tintas para o que pensam deles e, em especial, que sabem tão bem como eu o que querem e...
- Ei! - protesto ao sentir um empurrão.

Ao me virar, vejo duas garotinhas de não mais de vinte anos com T-shirts da turne de Anahi a gritarem como histéricas. As observo divertida: a juventude é mesmo maluca!
Instantes depois aparece Christopher, o chefe da segurança, o vejo dar ordens a uns garotos para que reforcem a vigilância. Quando Anahi parte me turne, o contrata sempre como chefe de segurança, e eu, sempre que vou a algum concerto, o vejo e desfruto das vistas que me proporciona.


Sem tempo a perder, agarro nas duas garotas que vão saltar para o palco para se lançarem sobre a minha Anahi e uma delas tenta me dar um murro na cara para se libertar.  É mesmo...! Felizmente, me esquivo e a grande idiota rebenta o punho contra uma viga. Que se lixe!
Estou a lidar com as duas feras quando Christopher chega ao pé de nós seguido por dois gorilas. Santo Deus, por que gosto tanto desse homem?
Os dois gorilas se encarregam das garotas histéricas e as levam. A seguir, Christopher me levanta o queixo e, me olhando com profissionalismo, pergunta:
- Machucaram você?
- Não. - Sorrio ao mesmo tempo que me desfaço por dentro.

Christopher me excita. Me excita muito, mas disfarço. Não quero que se dê conta da fraqueza tonta que sinto por ele. 
- De certeza? - insiste.
Me rio. Ai, que querido!
- Sim, não se preocupe. - afirmo. - Estou bem.

Christopher olha para mim, procura alguma marca no meu rosto e, ao não a ver, sinto que respira aliviado. Sou a melhor amiga de Anahi, sua chefe, e não deve querer queixas da minha parte, quando na realidade a minha única queixa é que não me liga nenhuma e me deixa idiota.


Ainda me lembro da primeira vez que reparei nele.
Estavamos a escolher os vestidos de noiva das minhas amigas Maite e Angelique e ele vigiava a porta da loja. Me recordo que bastou olhar para ele e um estranho calafrio percorreu meu corpo, e não descansei enquanto não dormi com ele. 
Sou assim. Clara e direta.
Como estou sem parceiro, se um homem me agrada, me dou ao luxo de fazer o que me der na real gana, porque no meu corpo só mando eu. 
No entanto, dessa vez Christopher me deixou bem claro, mesmo antes de... que, uma vez terminada a noite, não repetiriamos, e eu aceitei. Nunca pensei que me fosse arrepender tanto de ter aceitado.
Mas, claro, está visto que o impossivel, o dificil e o inalcançavel é o que me dá mais pica e o que costumo gostar mais. Sou mesmo complicadinha.
Depois daquela gloriosa noite, nunca mais voltou a se aproximar de mim da maneira que eu gostaria. Se limita a ser simpatico comigo quando me vê e me respeita por ser a melhor amiga da sua chefe Anahi e de Maite, uma amiga em comum e cunhada de Anahi.



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): dricapentas

Este autor(a) escreve mais 4 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

De repente, várias bailarinas do espetaculo saem do palco e, no momento em que uma delas, a ruiva, passa por nós, Christopher olha para ela, lhe sorri com ar de safado e lhe pergunta:- E então?Ela também lhe sorri, pestaneja e, se aproximando dele como uma loba, afirma sem se importar com minha presença:- A resposta é sim.Christopher ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 3



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • hurrem Postado em 29/12/2021 - 22:06:13

    Voce vai atualizar? Pprfavor hazlo

  • binha1207 Postado em 01/12/2021 - 21:31:59

    Oiê! Você vai atualizar peça-me o que quiser? Tô louca pela continuação!

    • dricapentas Postado em 02/12/2021 - 21:53:44

      irei recomeçar apenas vai demorar mais um pouco porque terei que revisar os capitulos, porque me perdi na adaptação, com os nomes das personagens... já não sei quem é quem ahah.. sorry... e terei que encontrar o pdf




Nossas redes sociais