Fanfics Brasil - Um continente devastado The world's last hope

Fanfic: The world's last hope | Tema: Apocalipse Zumbi


Capítulo: Um continente devastado

125 visualizações Denunciar



[Ano 2033] [Cidade de São Paulo]


Em uma delegacia destruída que estava cheia de corpos de zumbis mortos de todas formas possíveis,todos os corredores estavam cheios de sangue armas brancas munição e corpos completamente trucidados, no fim de um corredor avia apenas um garoto de 16 anos com uma roupa militar escura coberto de sangue, ele possuía um olhar vazio um rosto sem emoções como ele estivesse morrido por dentro seu nome, sua origem e seu destino são desconhecidos o garoto mexe na roupa de um policial e encontra um isqueiro e uma caixa de cigarro e começa a fumar e fala algumas coisas para si mesmo-como as coisas terminaram assim, como esse vírus maldito surgiu? Falava o garoto com uma rouca e baixa para não chamar a atenção dos monstros que ainda poderiam estar ali com ele sem nem mesmo saber. Até que aparece um zumbi especial e vai pra cima do mesmo, o garoto pega um machado coberto de sangue que estava no crânio de outro morto-vivo e se prepara para matar o zumbi especial que estava tentando o atacar.


[Quebra de tempo: Ano 2023]


Cidade de São Paulo


Jack: Caramba que cosseira chata essa viu. Reclamava o que o garoto de 12 anos que tinha varia manchas vermelhas em seu corpo todo que lhe causava uma cosseira insuportável além dele ficar com gripe e dor de cabeça frequentemente.


Entra uma mulher de cabelos pretos e olhos azuis essa era a sua mãe que foi até seu quarto lhe dar o remédio que o medico tinha o recomendado para tomar todo dia


Elisabete: Aqui filho toma esse remédio e vai se arrumar porque você tem que ir pra escola hoje.


Jack: Quando é que essa cosseira vai embora hein mãe?


Elisabete: Na próxima semana o medico disse qual é essa doença e o tratamento que você vai ter que fazer para melhorar entendeu. A mulher dava um sorriso para confortar o filho- agora vá se arrumar ok.


Jack: Tudo bem ahh.


Jack trocou de roupa como ele tinha vergonha das marcas vermelhas que ficavam em seu corpo que na maioria se localizavam noto tronco e nas pernas, o mesmo sempre colocava uma camiseta mais longa e uma calça para esconde-las das pessoas da sua escola que ele não confiava muito por causa de alguns problemas que ocorriam por lá e também Jack odiava ficar naquele e as pessoas sempre olhando pra ele, como se não gostassem da sua presença naquela escola que era bem prestigiada e famosa, pelo seu alto nível de educação que ela proporcionava. Então o garoto trocou de roupa tomou o seu remédio e seu café-da-manhã e foi com sua mãe de carro até a escola do mesmo, quando chegaram os dois se despediram e Elisabete deu um beijo na testa do seu filho- em breve você melhorar certo, tenha uma boa aula- Jack saiu do carro de sua mãe e estrou na escola e já foi direto pra sua sala e sentou na última cadeira na outra ponto do cômodo, Jack foi o primeiro a chegar e já foi conferindo se não tinha amassado alguns trabalhos que eram pra ser entre no dia, que eram pra fazer em grupo ou individual como ele não muito popular na sua classe por causa da sua condição e sempre fazia os seus trabalhos sozinho para não depender de ninguém da sua sala, os colegas de sua classe foi chegando junto do professor que o mesmo iniciou a aula.


Professor: Certos alunos bom dia quero saber que fez o trabalho que falei pra vocês fazerem semana passado? Ninguém tinha feito o trabalho e os professores sabiam que Jack sempre entregava as suas tarefas no fim do dia por causa do bullying que ele sofria de seus colegas de classe- muito bom ninguém fez tudo bem então como punição por não terem feito o trabalho eu quero que vocês façam uma redação sobre a primeira e segunda guerra com no mínimo 60 linhas cada uma delas e é pra entregarem no fim do dia pra mim entenderam.


Aluno: Como assim professor é muita coisa pra fazer em um dia só nos temos as outras matérias também o senhor sabia. Falava o garoto com indignação para o seu professor.


Professor: Eu sei disso então quando mais sedo começarem mais cedo terminam, e pra dar uma colher de chá ora vocês essa tarefa será feita em dupla.


Todos os alunos formaram as suas duplas para começarem a fazer a redação menos Jack que ficou sozinho, mas ele não deu tanta importância pra isso porque ele tinha feito o trabalho o mesmo só fingia que fazia essas atividades pra não ficarem o incomodando pedindo para colocar o nomes deles no seu trabalho, as aulas foram passando até que chegou o intervalo e Jack esperou todo mundo sair da sala, quando todos saíram da sala Jack foi até a sala dos professores para entregar os trabalhos que eram pra serem feitos ele bate na porta.


Jack: Posso entrar?


Professor: Ahh pode sim Jack, veio entregar os trabalhos?


Jack: Sim aqui estão eles, eu fiz todos sozinho eu sei que era pra ser feito em dupla, mas eu prefiro fazer sozinho dai eu tenho certeza que eu não irei entregar esses trabalhos atrasados. Jack confiava muito no seu professor História que também era de português o mesmo se sentia pelo menos um pouco confortável quando conversava com ele sobre o seu problema e sobre as suas dúvidas que ele tinha nas matérias.


Professor: Então com está indo o seu tratamento? Falava o professor de Jack que estava ansioso pela resposta do seu aluno.


Jack: O resultado final vai sair semana que vem eles irão falar qual doença eu tenho e qual tratamento eu terei que seguir.


Professor: A certo sente-se comigo e come alguma enquanto conversamos ok.


Jack se senta na frente de seu professor para conversar sobre algumas coisas que os dois gostavam era uma conversa que os dois achavam agradável, depois do intervalo Jack volta pra sua sala para terminar o que tinha que fazer e ir embora logo daquele lugar que o mesmo odiava.


[Timeskip 1 semana depois]


Hospital Albert Einstein.


Elisabete: Então doutor qual é a doença do meu filho? Elisabete estava ansiosa e nervosa esperando pela resposta do medico


Doutor: Então as noticias não são muito boas, mas ainda a esperança que o seu filho seja curado que esse procedimento- mãe soltou um suspiro de alivio porque sabia que seu filho iria melhorar- bem a doença que o seu filho contraiu é nova e rara ela se chama XC-35, mas ela ainda está nos estágios inicias.


Elisabete então qual vai ser o tratamento doutor e vai levar quanto tempo?


Doutor: O irá passar pelo tratamento de criogenia, ele irá passar um tempo congelado irá ficar recebendo medicamentos diariamente durante 4,5 anos e isso custara 250 mil reais para ser feito.


Elisabete: Tudo bem se só existe esse método eu irei pagar esse valor.


Então a mãe de Jack paga o seu tratamento e os dois se despende antes de Jack ser congelado- Nos vemos daqui a 4,5 anos tudo bem- Jack confirma com a cabeça e recebe um beijo de sua mãe na testa e entra na capsula e dorme depois de 2 minutos que estava dentro da capsula.


[Timeskip 4,5 anos depois]


A capsula de Jack se abre e o mesmo acorda e sai dela, mas fica confuso porque não tinha não ali o esperando acordar, ele imaginou que os médicos estavam fora da sala então ele vai até e porta e sai e tudo que vê era destruição e sangue para todo lado ele entra de novo na sala e se veste com as suas roupas que estava na prateleira e vai caminhando pelos corredores vendo só corpos e sangue jogado no chão e nas paredes. Jack chega na entrada principal e sai do hospital e tudo o que ele vê e uma cidade devasta.


Jack: O que aconteceu com a cidade? Falava Jack apavorado e se perguntando o que acontecou e o que ocasionou tudo isso. 


 



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): on1samurai

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

Prévia do próximo capítulo

Jack estava assustado ao ver a cidade, ele desceu as escadas do hospital e foi andando pela rua sem rumo algum com o objetivo de encontrar alguma pessoa e pedir ajudar, até que perto de uma loja de material de construção Jack viu um homem de joelhos no chão perto de alguém que estava deitado no asfalto, quando Jack ia pedir ajuda para aquel ...



Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 0



Para comentar, você deve estar logado no site.


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais