Fanfics Brasil - Capitulo 72 Um Amor de Cinema (TIVA)

Fanfic: Um Amor de Cinema (TIVA) | Tema: TIVA - NCIS


Capítulo: Capitulo 72



Elai: Pode ser, (repete) mas no coração não se manda. (levantando-se, indo até a sua mala, pega um envelope e entrega a ele) Aqui estão todos os papéis da libertação da Samira. Pode levar, é uma cópia, os originais estão em Israel


Gibbs: Sim, e pode ter certeza Elai, irei verificar todas essas informações, mas me responda a segunda pergunta, por que foi vê-la de madrugada e falou aquelas coisas?


Elai: Não encontrará nenhum erro, podem ter certeza. (respira fundo) E com relação a minha visita, eu precisava falar tudo que falei pra ela. Depois do que fez a Samira não podia deixar de vê-la antes de ir embora.


Gibbs: A sua amada esposa lhe contou em detalhes o que fez a Ziva e a Tali naquela maldita casa?(Elai o observa, porem não fala nada, o agente continua) ela falou que acabou com sua filha psicologicamente a torturando e matando a menina em sua frente? Tenho certeza que a Samira falou que fez tudo aquilo por raiva do que Ziva fez ao Ari não é? (rir debochado, Elai, assim como McGee observavam, Gibbs continuou) Antes de ir embora quero deixar algumas coisas claras para você: (McGee o observavam, os dois estavam sentados um frente ao outro, ambos se miravam, Gibbs tinha raiva no olhar e na voz), ela não é cão sem dono Elai, tem quem a defenda. Eu ouvi tudo o que falou e sei o quanto as suas malditas palavras a feriram, mas saiba que o nosso amor por ela é maior de tudo de ruim que você possa sentir. Quando você falou (faz aspas com os dedos, enfatizando a frase) “aquela criança não merecia o tipo de mãe como você” (McGee se assusta) na verdade está se definindo, por que ela foi uma mãe exemplar enquanto você é um pai asqueroso (ele ouvia atentamente a tudo que Gibbs falava sem esboçar reação) e quando você a chamou de lixo (respira fundo) o único lixo é você por ser esse tipo de homem


Elai: Só falei o que senti


McGee: (finalmente fala, levantando-se) Você não tem ideia do tesouro que a Ziva é, quem está perdendo pode ter certeza que não é ela e sim você por ser assim, (rir debochado) um lixo, por que você sim é um verdadeiro lixo como homem e como pai, chefe te spero lá fora. (saindo)


Gibbs: (observando a porta ser fechada por McGee) Está entendendo que ao mexer com ela, está mexendo com todos?


Elai: E onde está o Tony que também não veio defendê-la?


Gibbs: Ela pediu que não falasse nada daquela conversa com ninguém, principalmente com o Tony, por que Elai, sabiamos, que ele poderia sair machudado, mas ia arrebentar sua cara antes se soubesse um terço do que você falou.


Elai: Acho que me enganei quando falei que não a amam


Gibbs: Errou, e não só nisso. (levantando-se) Bom, agora já vou. Tenha um bom retorno Elai e espero que de uma próxima vez que quiser aparecer, se for para fazer algum mal a minha filha nem pense em procurá-la, aliás, se faça um favor, e principalmente nos faça esse mesmo favor, não aparecendo mais em nossas vidas. (respirando fundo) Já aguentei demais, não por você, mas por ela, por que sei que mesmo sendo esse lixo de pai ela te ama, então pense bem antes de tentar fazê-la mal mais uma vez...


Elai: Nunca foi minha intenção causar mal a ela


Gibbs rir, que idiota, não fala mais nada sai, ao entrar no carro, respira fundo dá mais uma olhada rápida nos documentos e segundos depois os coloca no banco de trás.


McGee: Chefe, acha que esses documentos são legais?


Gibbs: São sim, mas não custa nada verificar (volta a pegar os documentos) quero que faça isso McGee mas em off, não quero que o Vance saiba ainda


McGee: Você acha que o Diretor... (ele o interrompe)


Gibbs: Ajudou o Elai nesse caso. (respira fundo) McGee...


McGee: (o interrompe) O que foi aquela história de visita de madrugada?


Gibbs: Ele apareceu ontem de madrugada para falar com ela


McGee: O Tony já sabe?


Gibbs: Não e nem vai saber, (o mirando) foi um pedido da Ziva McGee então, por favor, faça isso não por mim mas por ela, mantenha isso em segredo, (respira fundo) de todos.


McGee: Esse homem é um monstro


Gibbs: É por que você não o ouviu falando (espira fundo, mirando a frente) foi dolorido vê-la ouvir aquelas palavras, não teve força nem para se defender.


McGee: Ela não precisa se defender, por que nós faremos isso por ela, sempre e para sempre.


Gibbs rir, que faz o mesmo, ligando o carro e seguindo para o NCIS.


Enquanto isso em Paris, era inicio da noite, Tony se mexe na cama e percebe que Ziva não estava ali, levanta-se e a procura pelo quarto não a encontrando, então levanta-se e segue até a sala encontrando-a na varanda, ele volta ao quarto pega uma manta e segue até ela, que estava distraída olhando para a rua que aquele horário estava movimentada, chega por trás a abraçando e a cobrindopor estarem em época de inverno e lá estar muito frio, ficam alguns longos segundos assim, um sentindo o outro através do abraço.


Ziva: Sabe, eu acreditei que nunca mais fosse sentir seu abraço outra vez (ele beija sua cabeça), já estava conformada (rir torto).


Tony: Nunca, nem se quer um segundo deixei de te amar, até quando te odiei eu te amei (ela vira-se, ficam frente a frente, ele agora coloca as mãos no bolso do moleton e ela envolve a manta em seu corpo cruzando os braços, mas em nenhum momento tiravam os olhos um do outro) a todo momento senti sua dor, queria estar do teu lado sempre, mas a minha dor não deixava, e a todo momento eu lembrava de tudo o que tínhamos conversado, o que eu te falava, essa raiva estava acima de tudo.


Ziva: Tony, não quero que tente algo comigo por pena, ou por que meu pai me traiu você se acha no direito de querer me fazer sentir bem, por favor, não faz isso comigo (ela toca uma das mãos no peito dele, o encarava) eu amo você e isso nunca vai mudar, indepentende de estarmos juntos ou não.


Tony: Não, eu amo você e quero estar com você Ziva. (ele mais uma vez a abraça) Esses meses foram um tormento sem sentir teu cheiro, sem sentir sua presença na nossa cama, você é a pessoa que escolhi para viver todos os dias da minha vida (se solta dela e mais uma vez coloca as mãos nos bolsos, sai da varanda indo em direção a sala, ela o acompanha) eu não posso ser hipocrita (se aproxima dela) e não quero que se sinta mal pelo que vou dizer, por que, temos que ser honestos um com o outro como sempre fomos, não consigo te perdoar ainda (ela baixa a mirada) mas isso não significa que não te ame e que não quero estar com você (ele levanta o rosto dela que se encaram) também não te perdoei quando mentiu pra mim com relação a seu pai (rir torto, ela faz o mesmo) nem por isso deixamos de nos amar e sermos felizes.


Os dois se encaravam, agora o silêncio fazia parte daquele lugar, os olhos dela estavam inundados, assim como os dele. Ela sai de perto dele, andando pela sala, vê que tinha um porta-retrato com a foto dos quatro, ela rir


Tony: Da última vez que meu pai veio trouxe, Ziva meu pai te ama muito, como amou a Tali.


Ela coloca o porta-retrato no lugar e volta a caminhar pela sala, Tony sabia que eles precisavam ter aquela conversa antes de começarem uma nova história e esse era o momento, a deixaria falar, assim como falaria quando fosse necessário, ela volta a mirá-lo, ambos agora sentados.


Ziva: Quando tudo aconteceu, eu queria ter morrido também, não achava justo a Tali ter ido no meu lugar, mas também não achava justo te deixar sozinho, você tinha que ter ficado com uma de nós duas, infelizmente a Tali teve que ir. Tony eu sofri muito, ainda sofro mas agora sei controlar um pouco (rir torto), mas ainda tenho pesadelos, ainda ouço a Tali me chamar...


Tony: Eu ouço os seus gritos (rir torto) Ziva essas coisas não são tão simples esquecer, mas infelizmente ou felizmente não sei, mas temos que seguir em frente. A Tali (ele levanta-se pegando o mesmo porta-retraro que ela segurou a pouco tempo e rir terno olhando a foto da menina rindo) a Tali foi o grande amor da minha vida, um amor que nunca pensei em sentir (a mirava) você me fez sentir esse amor me dando a Tali de presente e Deus foi generoso em permitir que você ficasse aqui por que Ziva, (coloca o porta-retraro no lugar e volta até ela sentando-se) se você também tivesse ido não sei o que faria, acredito que teria ficado louco.


Ziva: Eu amo você Tony e me perdoa por ter causado tanta dor.


Tony: Te amo e prometo te fazer feliz, prometo sermos o que erámos antes de tudo, a Tali estará sempre conosco em nossas lembranças e em nossos corações. Ziva ela veio para nos unirmos ainda mais, agora, eu acredito que era necessário essa vinda dela tão repentina, ela veio para nos ensinarmos ou mostrarmos algo (rir torto) só temos que decifrar (levanta-se, dando a mão pra ela) Agora vem, vamos voltar para a cama ainda é madrugada, e amanhã temos que aproveitar nosso dia.



Compartilhe este capítulo:

Autor(a): priscilinhah

Este autor(a) escreve mais 5 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)



Loading...

Autor(a) ainda não publicou o próximo capítulo



Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 5



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • binha1207 Postado em 23/08/2023 - 19:19:26

    Segundo capítulo que não sai nada! Estou em abstinência do Tony

    • priscilinhah Postado em 24/08/2023 - 16:45:34

      Consertei o erro, boa leitura :)

  • binha1207 Postado em 03/08/2023 - 19:32:37

    Tony está sendo um idiota... E estou muito curiosa pelo resto... Posta mais...

  • binha1207 Postado em 01/08/2023 - 19:03:59

    Amooo o Tony e a Ziva... Tenho dificuldade de achar fanfic deles... Só pela continuação

    • priscilinhah Postado em 02/08/2023 - 15:34:34

      Ebaaa que bom, vou postar muitooooooooo. Obg :)


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais