Fanfics Brasil - Uub descobre seu passado! Motivações renovadas para o grande torneio! Dragon Ball GT Kai

Fanfic: Dragon Ball GT Kai | Tema: Dragon Ball


Capítulo: Uub descobre seu passado! Motivações renovadas para o grande torneio!

44 visualizações Denunciar



DEZESSEIS ANOS ANTES...


— Você é um ser incrível, eu te admiro muito porque deu o melhor de si, passou por várias transformações, foi tão poderoso que todos odiamos você. Espero que renasça como uma boa pessoa, estarei te esperando para lutarmos, eu também vou treinar, vou treinar bastante para ficar mais forte! - Goku fechou o punho esquerdo enquanto o demônio lhe olhava lá no alto ao segurar a Genkidama como a face da própria morte, seus olhos pareciam responder as palavras do saiyajin em seus últimos momentos de vida. - Adeus Majin Buu!
Com os gritos de apoio de todos, Goku empurrou seu ataque com a mão direita, Kid Buu foi engolido pela Genkidama e desintegrado aos poucos enquanto a grande esfera varreu o chão em uma explosão, dando fim ao longo combate.


AGORA...


— Eu não sabia, mas horas depois, no mesmo dia, você estava nascendo na Terra.
— Está dizendo que eu sou a reencarnação de um demônio?
— Isso mesmo Uub, você é a reencarnação do Majin Buu malvado.
— Buu, você sabia disso?
— Mais ou menos, o Goku me contou no Torneio de Artes Marciais quando te conhecemos, mas eu não sabia o que era uma reencarnação, então só fui entender mesmo quando aquele Kaioshin colocou a mão na minha cabeça, lá no Cemitério Sagrado.
— Mas mestre, por que não me contou isso antes?
— Foi ideia do Vegeta.


SEIS ANOS ANTES...


Era o dia seguinte ao 28º Torneio de Artes Marciais.
— HA! - o ataque do pequeno Uub foi capaz de despedaçar uma grande rocha.
— Nossa, é só o primeiro dia do seu treinamento e esse Kamehameha foi perfeito, você é demais Uub!
— Obrigado Senhor Goku, digo, Mestre Goku!
— Me chamou de mestre?
— É, agora o senhor é meu mestre, não é?
— Acho que sim. - Goku coçou a nuca. - É que não estou acostumado a me chamarem assim, acho que vou ter de me acostumar!
— Kakarotto! - a voz de Vegeta ao aterrissar ali lhe chamou a atenção, o saiyajin vestia o mesmo traje de calça e jaqueta preta com o qual foi visitar Goku nas vésperas do torneio.
— Vegeta?
O príncipe olhou para o menino, que pareceu intimidado com sua presença, logo se voltou para o seu rival e disse:
— Nós precisamos conversar.
Goku deixou Uub a praticar sozinho e se retirou com Vegeta até a beira da colina a poucos passos dali.
— Estou ouvindo Vegeta.
— Kakarotto, quem mais sabe que esse garotinho é a reencarnação de Majin Buu?
— Além de você e eu, tem o Buu e o Senhor Enma Daioh e se o reconheceu o durante o torneio, o Dendê talvez saiba também e tem o Piccolo, que é muito esperto e pode ter concluído isso sozinho. Fora esses, acho que mais ninguém sabe porque eu não contei para mais ninguém, apenas disse que o Uub era especial e nada mais.
— Ótimo, eu te aconselho a manter isso em segredo.
— Como assim?
— Não conte a esse garoto que ele é a reencarnação de Majin Buu, pelo menos, não até que ele esteja pronto para saber disso.
— E por quê?
— Seu estúpido, ele é apenas uma criança inocente, se você contar que ele é a reencarnação de um demônio, ele pode sofrer algum trauma e isso vai prejudicar o seu desenvolvimento. O ideal é que ele amadureça primeiro antes de saber disso.
— Hmm... Talvez você tenha razão, eu pessoalmente ficaria muito confuso se eu descobrisse que era um saiyajin na época em que morava com o meu avô. Agradeço por se preocupar com o Uub.
— Não me entenda errado Kakarotto, eu só estou curioso para ver o quão forte esse pirralho vai ficar! - Vegeta se mascarava depois de sua boa ação.
— Heheh, mesmo assim eu agradeço, você já é mestre antes de mim e deve entender mais disso do que eu. Confesso que me lembrei do truque que você usou com o Kyabe na hora em que eu estava tentando fazer o Uub liberar o seu poder no torneio, então te devo essa Vegeta!
— Hmpf!


AGORA...


— O Senhor Vegeta tem um discípulo?
— Hum?
— Desculpe mestre, eu desviei o assunto, mas é que é muita coisa para processar.
— O potencial que você tem deve ser ainda maior que o meu, certamente está longe do seu limite, se é que você possui um, tenho certeza de que pode ficar muito mais forte!
— É. - Uub olhava sorridente para sua mão ao fechar o punho. - Eu tenho a alma de um demônio, esperando que eu desperte cada vez mais os seus poderes!
— Você vai ficar bem agora que sabe disso?
— Claro mestre, são apenas respostas para perguntas que eu nunca fiz. Eu sei quem eu sou e continuo sendo o mesmo Uub de sempre, um terráqueo que tem orgulho de ser ensinado pelo melhor mestre que existe! - Goku ria ao coçar a nuca depois do elogio de seu pupilo, que se voltou para Buu do outro lado. - Além disso, eu ganhei mais um irmão!
— Irmão? - perguntou Buu.
— Sim, eu meio que nasci a partir do seu lado malvado, então você e eu somos como irmãos, por isso nos damos tão bem e por isso os Kaioshins disseram aquelas coisas no Cemitério Sagrado. Eu sempre quis ter um irmão mais velho, já que todos os meus irmãos são mais novos que eu, você quer ser meu irmão mais velho Buu?
Um tanto confuso, Buu demorou alguns segundos para processar e responder sorrindo:
— Eu quero sim!
— Então é isso, vamos sempre cuidar um do outro!
— Isso!
Eles se cumprimentaram com o dedo polegar da mão de um entre o polegar e o indicador da mão do outro e vice-versa. Uub então se voltou para Goku outra vez:
— Eu vou me esforçar para ser o mais forte!
— É assim que se fala Uub! Venha, me dê um abraço! - Goku abriu os braços e ele assim o fez.
— Eu senti sua falta mestre.
— Eu também Uub. - assim que ele o largou, Goku continuou. - Oh, mais uma coisa! - Goku levou os dedos até a testa e se teleportou, segundos depois retornou do mesmo modo, com algo novo em mãos. - Acho que isso aqui é seu!
Ele jogou o objeto e Uub o agarrou com uma das mãos.
— O Bastão Mágico!
— Eu guardei ele para você, para te dar de volta quando você retornasse!
— Obrigado Mestre Goku! - Uub agradeceu ao colocar o bastão em suas costas.
— Bom, agora já podemos descer, eu estou com fome de novo. - comentou Buu.
— Eu também. - disse Goku. - Vamos logo então, antes que o Senhor Bills coma tudo sozinho!
O trio voltou ao pátio dos fundos, onde estava ocorrendo a festa, Uub então pôde notar melhor quem havia vindo, as famílias de Bulma, de Chi-Chi, de Gohan, de Kuririn e do próprio Uub estavam presentes, além de Bills e Whis, que experimentavam as guloseimas como Goku havia previsto. Vegeta também estava lá, isolado em um canto qualquer, Yajirobe, Dendê, Yamcha, Pual, Tenshinhan, Chaos, Mestre Kame, Oolong e até mesmo Jaco arranjaram tempo para vir, todos fizeram questão de cumprimentá-lo, era quase como se fosse seu aniversário.
— Ora, ora, então esse é o famoso Uub de quem tanto falam? - aquela voz feminina e forte chamou a atenção e a dona dela, uma jovem de cabelos negros e espetados trajando uma calça larga roxa e uma minúscula blusa rosa que cobria apenas os seios, se aproximou curiosa a olhá-lo olho no olho, deixando-o levemente nervoso.
— Sou eu mesmo. - Uub respondeu com o rosto recuado e ela colocou o dedo no queixo dele.
— Hmm, não parece ser tão forte quanto dizem.
— E quem é você?
— Oh, que rude, esqueci de me apresentar. - ela disse ao se afastar. - Eu sou Caulifla, é um prazer conhecê-lo!
— Ah, igualmente. - Uub sorriu, já que ela havia parado de agir estranho.
— Ei Kale, venha até aqui, é falta de educação não cumprimentar o homenageado da festa!
— S-sim, irmã! - a outra jovem que a acompanhava, muito tímida, tinha cabelos negros como a outra, presos por um rabo de cavalo e vestia-se em vermelho com uma blusa e uma saia sobre um shorts preto. Ela se aproximou e o reverenciou curvando seu tronco. - Ah, não precisa desse formalismo! - Uub pegou a mão direita dela com as duas mãos para sacudi-la, o que a deixou corada de vergonha. - É um prazer conhecê-la Kale!
Ela puxou a mão bruscamente e se afastou, deixando o jovem terráqueo confuso.
— Kale! - Caulifla lhe chamou a atenção ao vê-la praticamente se esconder atrás de si.
— O que foi? Eu fiz alguma coisa errada?
— Não, não se preocupe, a Kale é assim mesmo.
— Entendi, ela é tímida não é? Parece a minha irmã mais nova, eu sei como é isso, com o tempo nós seremos bons amigos.
Uub sorriu de novo, Kale escondeu o rosto atrás de Caulifla e nisso Goku chegou:
— Vejo que já conheceu a Caulifla e a Kale!
— Sim, elas acabaram de se apresentar!
— Elas são do Universo 6 e estão passando um tempo aqui na Terra.
— Universo 6?
— Sim, nós conhecemos o Son Goku durante o Torneio do Poder. - disse Caulifla.
— Mas isso já faz uns dez anos e vocês duas são tão jovens quanto eu!
— Agradeço por ter reparado, é que nós duas somos saiyajins e envelhecemos mais lentamente do que os habitantes do seu planeta.
— Então é por isso, olha só o Mestre Goku, ninguém diz que ele já passou dos cinquenta!
Goku riu do comentário com as mãos entrelaçadas atrás da cabeça. Caulifla e Kale não mudaram quase nada, mesmo depois de tantos anos, assim como Kyabe.
— Onde está o Kyabe?
— Não sei irmã. - respondeu Kale.
— Certamente deve estar com o Vegeta por aí. - Goku teorizou.
— Com o Senhor Vegeta? - perguntou Uub.
— É que o Kyabe considera o Vegeta como o seu mentor.
— É sério? Então quer dizer que ele é o discípulo do Senhor Vegeta? Ele deve ser alguém muito forte! Onde ele está? Eu quero muito conhecê-lo!
— O Kyabe teve a mesma reação quando soube que você era aprendiz do Son Goku. - comentou Caulifla.
— Caulifla, Kale, tem muita gente aqui, finalmente encontrei vocês!
— Chegou bem na hora Kyabe. - disse Caulifla. - Aqui está o homenageado da festa!
Kyabe olhou Uub de baixo a cima e Uub fez o mesmo, aquele rapaz magro de cabelos negros e de estatura menor que a dele não parecia grande coisa a simples vista, mas a expressão e a armadura cinza sobre a malha azul que vestia diziam muito sobre ele. Olhando-se face a face, eles se cumprimentaram com um aperto de mão.
— Uub.
— Kyabe.
— Eu ouvi falar muito a seu respeito.
— A Caulifla e a Kale também estavam me falando sobre você.
— (O discípulo do Senhor Goku...) - Kyabe pensava. - (Não é um saiyajin como ele, será que é forte?)
— (O aperto de mão dele é firme para alguém com esse aspecto físico.) - Uub pensava. - (Com certeza esconde um grande poder!)
— Okay, okay. - Caulifla se colocou entre eles, os interrompendo. - Agora que já se conheceram, vamos ao que interessa!
— Ao que interessa? - Uub perguntou e Caulifla o abraçou por trás do pescoço com o braço esquerdo, o tirando de lado.
— Você vai lutar comigo aqui e agora, quero ver se você é forte mesmo! - ela o provocou empurrando-lhe a bochecha direita com punho fechado.
— Tá bom! - ele disse animado.
— Irmã, espere! - preocupada, Kale chamou-lhe a atenção. - Aquela senhora, a Bulma, disse que não era para ninguém lutar aqui.
— Hmm, é mesmo. Que pena, parece que vamos ter de adiar isso para outra hora então, afinal, não posso te tirar dessa festa quando fizeram ela para você. - Caulifla o largou, deu meia volta e foi se retirando. - Até mais ver Uub! Vem Kale!
— Os saiyajins do Universo 6... - Uub viu que Kyabe ficou ali parado alguns segundos a olhá-lo enquanto fazia o mesmo, até que ele também saiu, seguindo as garotas. - Eles parecem ser bem fortes!
— E são mesmo, você vai poder comprovar no torneio.
— Torneio?
— Eu não te contei?
— Não mestre, de que torneio o senhor está falando?
— O Kyabe, a Caulifla e a Kale nos ajudaram a reunir as Super Esferas do Dragão que estavam no Universo 6 e assim que restauramos a Terra, eles vieram para cá com todo mundo. Empolgado por tudo estar bem, o Mister Satan anunciou que ia patrocinar novamente o Torneio de Artes Marciais desse ano, todos se animaram em participar! A razão de estarem aqui é porque estão esperando para participar do torneio, que acontecerá daqui a alguns meses e como o Senhor Champa, o Deus da Destruição do Universo 6, disse que não ia ficar transportando eles de lá para cá o tempo todo, para eles foi mais fácil então esperar aqui do que voltar para o universo deles.
— Parece que a presença deles fará com que esse Torneio de Artes Marciais seja emocionante!
— E não serão só eles, muitos caras que você conheceu na sua viagem e que nos ajudaram, voltaram para casa, mas prometeram voltar para participar. Não imaginava que você tivesse conhecido gente tão forte, aquele trio de Regnum é incrível, aquele tal Rejick lembra muito o Freeza e também não imaginava que você tinha ficado amigo do Soba, aquele cara é tão rude quanto o Vegeta!
— Que incrível! Então todo mundo vai participar?
— Eu fiquei muito empolgado, fazia tempo que não participava de um Torneio de Artes Marciais e nesse vai ter muita gente incrível, por isso, nem o Vegeta e nem eu ficaremos de fora e imagino que você também vá participar não é?
— Claro que sim mestre e eu vou treinar muito para vencer!
— Heheh, eu tinha certeza que você ia gostar da ideia!
O estômago de Uub ronca:
— Mas antes acho que eu vou comer um pouquinho, estou aqui há um tempão e não provei nada dos doces que me prepararam! Vamos lá Mestre Goku!
Ele saiu correndo e deixou o saiyajin ali, com um sorriso no rosto a pensar:
— (Tomara que o Uub e eu possamos nos enfrentar nesse torneio, ele está muito mais forte do que quando o conheci e há muito tempo espero para podermos lutar de novo, mal posso esperar!)
Goku também saiu e seguiu seu pupilo, ninguém havia notado, mas Vegeta havia observado tudo a distância e seu sorriso deixava evidente, o encontro de Kyabe e Uub lhe pareceu muito interessante.


Era o início de uma nova jornada para os Guerreiros Z, com o Universo 7 em paz, todos começavam seus preparativos para aquele que seria o melhor Torneio de Artes Marciais depois de tantos anos já no dia seguinte e alguns já estavam se preparando muito antes disso. Era o caso de Rejick, treinando arduamente em um pátio amplo do antigo castelo de Don Kia.
— Grande Rejick, não aguentamos mais!
— Nos deixe descansar um pouco, por favor! - Gel implorava deitado no chão ao lado de Sheela, ambos exaustos.
— Deixem de agir como fracos e levantem-se, vocês já não são mais aqueles palhaços moles que trabalhavam para o imbecil do Don Kia, são membros de elite do Exército de Rejick, portanto hajam como tal!
— Sim senhor! - eles disseram em uníssono, levantando-se devagar.
— Assim é que eu gosto.
Depois da derrota e da prisão de Don Kia, Rejick assumiu o Planeta Imegga e seu poderio militar, dando origem ao Exército de Rejick e a uma melhor condição de vida para os habitantes. Sua identidade visual permanecia a mesma dos tempos de Don Kia, com os mesmos trajes e armaduras. Por outro lado, seu poder cresceu, nas mãos de Rejick, aqueles soldados que lutavam escondidos atrás de armas se tornaram grandes guerreiros, os próprios Gel e Sheela evoluíram muito e tinham posições comparáveis as que Zarbon e Dodoria possuíam no antigo Exército de Freeza. Rejick estava seguindo os passos de seu mestre.
— Grande Rejick, se me permite perguntar, por que estamos treinando tanto? - perguntou Sheela.
— Não é óbvio? Treinamos para ficarmos mais fortes.
— Nós sabemos disso senhor, o que Sheela quer dizer é se não há um motivo especial a mais para isso. - explicou Gel.
— Bem, eu vou participar daquele torneio que vão organizar no Planeta Terra, será uma excelente oportunidade para testar minhas habilidades. Não se esqueçam de que o Uub e o mestre dele vão estar lá, preciso estar preparado.
— Grande Rejick, o senhor não teme um dia ter de enfrentar o Uub? - perguntou Gel.
— Se eu quero ser Imperador do Universo algum dia, pode ser que ele e eu nos esbarremos como inimigos, mas até lá, quero tê-lo apenas como um rival a quem superar. Agora chega de papo, vamos continuar!
— Sim Grande Rejick! - disseram Gel e Sheela antes de avançarem com tudo para cima dele.


Em Regnum, uma grande espada jazia a descansar, encostada no canto da arena do castelo do Rei Monera. Animalia enfrentava seus companheiros do Time Eucaryota com as mãos limpas.
— Buster Arrow! - Plantae disparou sua flecha carregada em ki de eletricidade, Animalia bloqueou a explosão com os braços, mas foi lançado para trás e nisso Fungi grunhiu, socando o chão, uma onda de energia verde ascendeu do solo, atingindo-o em cheio, o homem alado foi jogado para o alto, caindo de bruços no chão.
— Animalia! - Plantae correu para ajudá-lo. - Você está bem?
— Heheh. - ele começou a se reerguer com a ajuda de seu amigo. - Esse torneio é um pouco diferente do Senhor dos Guerreiros, não se pode usar armas ou armaduras e não se pode ceifar a vida do oponente. Por isso, preciso melhorar meu combate desarmado para ter alguma chance contra o Sir Uub e os amigos dele!
— Só um louco por combates como você para mudar seu estilo de luta só para ter a chance de enfrentá-los de novo... - Plantae comentou por trás de seu olhar frio. - Nesse caso, acho que vou aderir a ideia também.
O arqueiro jogou seu arco e sua aljava de flechas para longe, disposto também a lutar apenas com as mãos. Animalia, Plantae e Fungi retomaram o treinamento, avançando uns contra os outros enquanto o mago Protista os observava da arquibancada:
— Fazia tempo que não os via tão animados, parece que meus pupilos estão dispostos a trabalhar duro para vencer e cabe a mim ajudá-los a honrar ao Rei Monera e a Regnum nesse Torneio de Artes Marciais da Terra.


De volta a Terra, Vegeta estava a trocar golpes com um oponente na Sala de Gravidade.
— O que deu em você para resolver treinar comigo?
— Porque eu preciso ficar mais forte pai. - Trunks respondeu. - Durante a viagem, me dei conta de que estava ficando para trás, o Goten agora consegue se transformar em Super Saiyajin Dois.
— É mesmo? O filho de Kakarotto superou você?
— Sim e é por isso que estou aqui, eu tenho que superá-lo de volta para voltar a ser o mais forte! Por isso deixei a Mai cuidando de tudo e vim aqui para me dedicar a isso!
— Hmpf. - Vegeta deu um sorriso discreto. - Nesse caso, quero que se esforce e supere não só a ele como também a todos, eu fui claro?!
— Sim!


Kyabe estava sozinho em uma região deserta, meditando consigo mesmo ao olhar para o céu.
— (Mestre, não entendo porque me mandou treinar sozinho... O que eu tenho que superar afinal? E como isso vai me tornar mais forte? Não sei o que devo fazer, mas eu confio no seu conselho.) - ele se transformou em Super Saiyajin 2. - Mestre Vegeta, assim como você, vou me esforçar ao máximo para me tornar o melhor!
Kyabe elevou o seu ki com todo o ímpeto ao gritar, fazendo a terra tremer e se desprender do solo. Ele se explodiu em energia na sequência, deixando uma enorme cratera e ofegante, concentrou o seu ki novamente, tudo ao redor perecia diante do grande poder do jovem saiyajin.


Nas planícies próximas a Montanha Paozu, Uub e Goku trocavam golpes intensamente, até que o choque de seus Kamehamehas a queima-roupa explodiu no céu e os lançou para lados opostos, aterrissando ofegantes ao solo.
— Você melhorou muito Uub.
— Parece que o senhor também ficou mais forte.
— Mas o seu progresso foi bem mais significativo, estou orgulhoso de você.
— Obrigado, mas isso não é o suficiente, depois do que o senhor me contou, eu sei que posso ser ainda mais forte!
— Papai, Uub!
— Goten? - Uub reconheceu a voz do indivíduo que acenando no céu.
Ao descer, Goten surpreendeu-os com o motivo de sua vinda:
— Que? Você quer treinar comigo?
— Sim papai, mas não um treinamento qualquer, quero que me ensine o que o senhor sabe, quero ser seu discípulo, assim como o Uub! Só assim continuarei forte para poder proteger quem é importante para mim e além disso, durante a viagem eu lembrei como gosto de lutar, por isso estarei no torneio!
— Que legal Goten, isso quer dizer que treinaremos juntos! - exclamou Uub.
— Fico feliz que queira treinar comigo filho, só que agora eu fiquei confuso. - Goku coçou a testa com o dedo indicador.
— Confuso? - perguntou Goten.
— É que eu acho que não vou conseguir treinar os dois ao mesmo tempo, vocês estão em ritmos bem diferentes e o Senhor Kaioh tinha razão no que te disse Uub, ficar fazendo o mesmo treinamento não vai tirar mais nada do seu potencial, esse inclusive foi um dos motivos que me fez insistir que você fosse buscar novos desafios pelo universo.
— Tá, mas o que o senhor pensa em fazer? Eu também não quero tirar a oportunidade do Goten de ficar mais forte.
— Hmm... - Goku estava pensativo com a mão no queixo, até que encontrou a solução. - Já sei! Vou fazer o que o Mestre Kame fez quando o Yamcha pediu para treiná-lo depois que derrotamos os lutadores da Vovó Uranai!
— Papai, agora eu é quem fiquei confuso...
— Eu vou treinar você Goten, mas ao Uub eu vou dar uma tarefa diferente. Uub, quero que saia por aí e encontre o caminho para ficar mais forte!
— O senhor está me mandando treinar sozinho?
— Não, o que eu quero é que você encontre novos desafios, como você fez na sua viagem. O mundo é seu, conheça gente nova, encontre novos adversários, talvez um novo mestre!
— Um novo mestre?
— É, eu já tive vários mestres, por que você não poderia ter também? Eles podem te ensinar coisas novas que te farão muito mais forte!
— Um novo mestre... Isso parece empolgante! Eu aceito, vou procurar o caminho para ficar mais forte! - ele ergueu o punho para o céu.
Todos se preparavam para o vindouro torneio, a jornada para a intensa competição acaba de começar!




Compartilhe este capítulo:

Autor(a): fagnerlsantos

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

Prévia do próximo capítulo

"Lembre-se Uub, você não vai voar e não vai usar o teletransporte ou a Nuvem Voadora, deverá seguir viagem a pé, correndo, escalando e nadando. Pode parecer bobagem, mas isso vai exercitar seu corpo como você nem imagina!"Alguns dias haviam se passado e com todo o ímpeto, Uub cruzava o oceano em uma velocidade impressionante a ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 0



Para comentar, você deve estar logado no site.


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais