Fanfics Brasil - Nostálgicas preliminares! A reaparição de um veterano! Dragon Ball GT Kai

Fanfic: Dragon Ball GT Kai | Tema: Dragon Ball


Capítulo: Nostálgicas preliminares! A reaparição de um veterano!

98 visualizações Denunciar



— Kakarotto, Uub, o Kyabe e eu iremos acabar com vocês!
— Nós não vamos deixar! Não é mesmo Uub?
— Sim!
Goku e Vegeta se encaravam com um sorriso, convidando seus discípulos a sentir a excitação. Kyabe contudo, preferiu apaziguar as coisas.
— Mestre, eu sei que você tem uma certa rivalidade com o Senhor Goku, mas acho que não precisamos ser tão duros hoje, diferente do Torneio do Poder, aqui nós todos poderemos competir amigavelmente, não concorda comigo Uub?
— Aah... - ele ficou sem saber o que responder, era certa surpresa para ele que Kyabe, mesmo sendo um saiyajin e discípulo do Vegeta, fosse muito amigável e tranquilo, ainda que gostasse de lutar.
Aquele comentário porém, desagradou ao Príncipe dos Saiyajins, que olhou seu pupilo com repúdio.
— Mestre...? - Kyabe viu Vegeta se afastar dele e se isolar sem dizer sequer uma palavra, se encostando na parede com os braços cruzados.
— O que aconteceu? - perplexo, Goten perguntou enquanto Trunks olhava a situação, intrigado.
— (O que está tentando fazer pai?) - ele se questionava mentalmente.
— Eu já vou indo, talvez eu encontre a Caulifla e a Kale por aí. - ainda confuso, Kyabe se voltou para os demais. - Vejo vocês no torneio!
— Tá, até mais Kyabe! - Uub se despediu enquanto se juntou aos olhares curiosos de todos ao vê-lo sair, se perguntando o que estaria acontecendo entre ele e Vegeta.
— Bem, acho melhor nos trocarmos não é? - Marron falou sorrindo, para quebrar o clima de tensão. - A preliminares vão começar daqui a pouco!
— Oh, é uma boa ideia Marron! - Trunks concordou. - Vamos lá pessoal!
Os jovens lutadores se encaminharam rumo aos vestiários, deixando Goku ali, afinal, ele já estava pronto para competir com o seu costumeiro gi azul e amarelo. Nisso ele foi até Vegeta e perguntou:
— E você Vegeta? Não vai trocar de roupa também? - o Príncipe dos Saiyajins começou a ficar incomodado e corar-se de vergonha, mas mesmo assim, Goku não conseguiu parar. - Ou vai lutar com essa aí mesmo?
— Cala a boca Kakarotto! Vai querer controlar o que eu visto agora é?! Grr!
Ele saiu dali bufando, deixando Goku com cara de bobo.
— Nossa, como o Vegeta é xarope! - ele sorriu e entrelaçou as mãos atrás da cabeça. - Parece que a Bra fez ele gostar de vestir essas roupas desconfortáveis, tomara que elas não atrapalhem quando estiver lutando, heheheh...
Nosso grupo de jovens heróis tinha novas vestimentas especialmente para o evento!
Trunks se vestiu com uma calça larga verde escura que era ajustada na cintura com a ajuda de uma faixa laranja que se amarrava na frente, enquanto que seus pés estavam dentro de um par de botas amarelas das quais já estava acostumado a usar. Seu tronco era vestido por uma regata preta e seus braços por um par de braceletes laranja, enfim, aquele traje parecia uma combinação entre o gi que ele usava na infância e o traje clássico de seu eu do futuro.
O novo traje de Goten era muito especial, um gi laranja com o símbolo "Go" na frente e nas costas. Era um pouco diferente do gi de Uub, pois além das botas e do par de braceletes azuis, havia também uma camiseta de mangas curtas desta mesma cor para ser usada por baixo e o cinturão também era diferente, amarrado na frente, deixando as duas pontas soltas. Era idêntico ao traje que Goku usou quando enfrentou Broly, pois o laranja do gi dele era levemente mais claro em relação ao do gi de Uub.
Marron calçou seus pés em um par de tênis brancos e vestiu-se de uma legging preta com listras laterais em rosa. Sua bela cintura estava à mostra, pois usava um top esportivo rosa com detalhes em preto a contrastar com a legging, enquanto que em suas mãos havia um par de luvas pretas sem dedos. Seus cabelos mantinham-se amarrados em duas chiquinhas como de costume.
O traje de Uub contudo, não era nada estranho, apenas aconteceu que depois de tantos meses, estava vestindo novamente o gi laranja que Goku lhe deu, guardando o uniforme de #17 na trouxa de pano que carregava, amarrando também ali o seu Bastão Mágico, já que ele não iria utilizá-lo no torneio obviamente.
— Certo, vamos lá! - ele disse ao terminar de amarrar o cordão da bota direita e se colocar de pé.
O quarteto então saiu de volta para os corredores, onde Goku os esperava.
— Você ficou muito bem Goten!
— Obrigado papai, agora entendo porque o Uub tem tanto orgulho de vestir essas cores!
— Bem vindo ao time! - Uub o cumprimentou, tocando os punhos.
— Como eu estou? - Marron perguntou, chamando a atenção de seu namorado que lhe olhou dos pés a cabeça com os olhos brilhando.
— A minha lutadora... está linda! - ele se aproximou ainda mais, ficando diante ela. - Aliás, você é linda de qualquer jeito, não importa o que vista!
— Obrigada Goten! - ela desviou o olhar com vergonha.
— Você é a minha inspiração para que eu derrote todo mundo, nós dois nos encontraremos nas finais!
— Sim! - Marron respondeu com um sorriso no rosto.
— Com licença, mas vocês vão ter que passar pela gente antes! - Trunks chamou a atenção do casal para ele, Uub e Goku e então Goten abraçou sua namorada ao voltar-se para eles.
— É verdade, mas eu vou dar o meu melhor!
— Eu também! - disse Marron.
— É assim que se fala Goten, Marron! - disse Uub.
— Sabe Trunks, eu estava pensando: Você tem a Mai e eu tenho a Marron, o que você acha da gente arrumar uma namorada para o Uub? Ele também precisa de inspiração!
— Como pode dizer essas coisas...? - com vergonha alheia, Trunks levou a mão até a testa.
— Eu não entendi, o que uma namorada tem a ver com inspiração?
— Ah Uub, é que você é mais jovem e ainda sabe pouco sobre as garotas, eu era assim também, mas não se preocupe! - ele deixou Marron e foi até Uub, enganchando-o pelo pescoço com o braço direito. - O seu amigo Goten vai te ensinar a paquerar, aí quando você encontrar alguém especial, vai entender o que eu quero dizer, não é papai?
— O que? - Goku estava boiando na conversa, o que fez com que desta vez, fosse Goten a ficar com cara de bobo, fazendo todo mundo rir.
— Acho melhor irmos, pois pelo horário, as inscrições já devem ter fechado. - comentou Trunks.
— É verdade garotos, anunciaram agora a pouco que todos os lutadores deveriam se reunir no pátio principal. - disse Goku. - Não podemos ser desclassificados antes do torneio começar, não é? Principalmente depois de termos treinado tanto!
— É verdade Mestre Goku! - disse Uub. - Vamos lá pessoal, vamos lutar com todas as nossas forças!
— Sim! - disseram todos com exceção de Goku, que diferente, respondeu depois com um sinal positivo com o polegar e Uub concordou acenando com a cabeça.
No caminho, o grupo se encontrou com duas outras competidoras entre os favoritos.
— Uub!
— Caulifla? - Uub reconheceu a sua voz. - E a Kale também!
— Pensei que não vinha mais! - com as mãos na cintura, a saiyajin aproximou o rosto e encarou Uub nos olhos, o fazendo recuar a face, confuso como da outra vez. Goten começou a rir ali atrás, achando tudo muito divertido e nisso ela continuou. - Hoje você não vai escapar, nós vamos lutar e se você não for forte, eu vou limpar o chão da arena com a sua cara!
A expressão de Uub mudou e ele respondeu ao sorriso excitado dela de igual modo.
— É melhor não me subestimar só porque não sou um saiyajin como você, eu posso estar ainda mais forte do que te contaram!
— Hmm... Gostei da resposta! - ela afastou o rosto e sorriu mais serenamente. - Deve ter treinado muito para estar com essa confiança.
— Sim e você também, não é?
— Claro, a Kale e eu vamos vencer e levar o prêmio para casa!
— Mas irmã, a moeda da Terra não tem valor nenhum no nosso planeta.
— Eu sei Kale, mas antes de irmos, a gente pode trocar tudo por ouro, que é tão valioso aqui como é no Planeta Sadala.
— A propósito, o Kyabe foi procurar vocês. - comentou Trunks.
— Hmpf, aquele lá é outro que é bom que mostre ter valido a pena o isolamento, já que ele não quis treinar com a gente. Enfim, nós vamos beber um pouco de água e nos encontramos depois!
Caulifla foi se retirando na direção oposta e Kale, tímida, reverenciou a todos antes de segui-la.
— Pelo visto, a Caulifla quer muito lutar com você Uub! - comentou Goku.
— Parecia até que nós estávamos invisíveis! - Marron comentou e Goten riu outra vez.

Chegando ao pátio, o grupo ficou boquiaberto, ao invés da máquina que media a potência dos socos, haviam oito pequenos ringues espalhados pelo local e uma quantia de competidores tão grande que era até difícil de transitar.
— Toda essa gente vai competir no torneio? - Trunks comentou impressionado.
Passando por entre os lutadores, em sua maioria homens grandes e fortes, a presença dos jovens junto a Goku não passou despercebida e Marron foi o maior alvo dos olhares, já que seu jeito delicado não transmitia nenhuma imponência. Insegura, ela se agarrou no braço esquerdo de seu namorado.
— O que foi Marron? - Goten perguntou.
— Esses caras me dão medo...
— Não se preocupe! - disse Goku que ia adiante deles. - Eu lembro quando seu pai e eu participamos pela primeira vez, ele também estava bem preocupado, mas depois a gente viu que não tinha motivo para isso, já que a gente era bem forte. A verdade é que eles podem ser grandes e fazer cara feia, mas a maioria não é tão forte quanto parece, vai por mim, não precisa ter medo, até porque você é bem forte também, não é?
— Ouça o meu pai, ele sabe das coisas! - comentou Goten.
— Obrigada Senhor Goku.
— Vovô! - a voz de uma menina os chamou ao longe e Goku logo viu Pan acenando para ele a poucos metros dali, ao lado de Buu.
— Pan! - Goku foi caminhando até ela, que correu e saltou para abraçar o avô. - Que surpresa, você também vai participar?
— Claro que vou! Eu não poderia ficar de fora sabendo que vocês todos participariam, então pedi permissão para a mamãe e o papai e eles deixaram!
— Que legal Pan!
— Tomara que o papai consiga terminar seu trabalho a tempo, quero muito que ele me veja lutando!
— Ah Gohan, sempre ocupado, mesmo em dias como hoje, seria legal se ele participasse também. Mas não se preocupe, ele vai dar um jeito de vir te ver, tenho certeza!
— É vovô, eu também acho! - com seu avô a soltando, ela se atentou aos outros. - E vocês, como estão?
— Nós estamos bem Pan! - afirmou Trunks.
— Fico feliz que também vá participar, tomara que possamos lutar como nos velhos tempos em que o Mestre Goku te levava para treinar conosco! - disse Uub.
— É! - ela se voltou para Goten e Marron. - E vocês, como vai o namoro?
— Vai muito bem, hehehe! - Goten ria sem jeito, coçando a nuca, com Marron ainda agarrada no seu braço esquerdo.
— Marron, se o tio Goten magoar você algum dia, pode me chamar que eu dou uma surra nele!
— Como é que é? - ele questionou perplexo, com os braços caídos e uma gota de suor na testa enquanto Marron ria discretamente.
Pan vestia um gi laranja com uma camiseta azul de mangas curtas e braceletes largos. A calça e o kimono eram separados, de modo que este último se acomodava no tronco com o lado esquerdo sobreposto em relação ao direito, descendo até abaixo da cintura e amarrado com um cinturão azul do lado esquerdo. As botas azuis eram modernas como as do Trunks, possuindo detalhes em preto de igual modo. Seu lenço característico ainda estava amarrado em sua cabeça e fazia contraste com o gi, que era de um laranja mais escuro.
— Onde conseguiu essa roupa Pan? - perguntou Goku, curioso.
— Oh, é que o Uub já usava um traje igual ao que você usava e agora vejo que o tio Goten também está usando um. Eu também queria poder homenagear o senhor de alguma forma durante o torneio, sabe, até o dia em que a vovó deixar o senhor me treinar de verdade para poder me dar um gi desses. - ela ficou um pouco cabisbaixa. - Eu me esforcei para ficar igual, mas só consegui essas botas e os braceletes são muito largos!
— Está brincando? Essa roupa é igualzinha a que o Senhor Whis me deu quando eu fui treinar com ele no Planeta do Senhor Bills!
— Jura?
— É verdade Pan, eu me lembro daquele traje. - disse Trunks. - O do Senhor Goku não tinha a camiseta, mas o resto é idêntico e ele ficou muito bem em você!
— Obrigada Trunks!
Nisso Buu se aproximou de Uub para cumprimentá-lo com um aperto de mão.
— Oi Uub, tudo legal?
— Buu! Como você está?
— Eu vou bem e você?
— Eu também! Tomara que o torneio seja muito divertido!
— Sim!
— Há quanto tempo Buu?
— Goku!
— Parece que as eliminatórias vão ser disputadas nesses ringues não é?
— Sim, o Satan me disse que esse ano vai ser uma edição comemorativa e por isso eles decidiram misturar tudo de bom que já teve nos torneios passados. Parece que as eliminatórias eram disputadas assim antes.
— Sim, elas eram, dá até uma certa nostalgia! - Goku olhou em volta. - Eu estou muito animado, vai ser como nos velhos tempos!
Os minutos seguintes se passaram com eles batendo papo até os lutadores restantes se reunirem e nisso, alguns organizadores do torneio se ajuntaram e um deles, um homem mais velho, começou a falar em um microfone.
— Queremos dar as boas vindas a todos os lutadores que se inscreveram esse ano, um total de trezentos e trinta e oito competidores de todo o mundo se reúne aqui agora, dado o período de inscrições desde as nove horas da manhã de ontem até as nove horas da manhã do dia de hoje, um número recorde que nos deixa muito feliz. Realizado a cada três anos, o Torneio de Artes Marciais chega a sua trigésima edição e para comemorarmos essa data tão especial, nos empenhamos para organizar aquele que acreditamos que será o melhor torneio de todos os tempos. As preliminares serão disputadas em um formato semelhante ao que era utilizado até a vigésima terceira edição, cada um de vocês virá até esta urna e pegará um número e desta forma vocês serão divididos em oito grupos de acordo com os números correspondentes. Os lutadores lutarão entre si e os dois melhores de cada grupo passarão para a fase seguinte. As regras são simples, cada luta terá um minuto de limite de tempo e em caso de empate, o vencedor será decidido por pontos. Se cair fora da arena, se render ou for nocauteado e não se levantar na contagem de dez, o participante em questão estará automaticamente eliminado e vale lembrar que não deverão dar golpes ilegais ou matar o adversário, sob pena de desclassificação. Isso é tudo, desejo a todos boa sorte!
Dito isso, o grupo de Uub, Goku e seus amigos foi pegar seus números como todo mundo, Uub tinha sido o último e deste modo, também foi o último a abrir o papel dobrado.
— Eu peguei o número 128 e vocês?
— O meu é o 162! - disse Goku.
— 162? - Uub olhou curioso para o quadro com as chaves das lutas. - Olha, nós dois caímos no Grupo 4!
— Sim, mas nós não vamos nos enfrentar, estamos em chaves diferentes.
— Ainda bem, pois ia ser muito chato ter de lutar com o senhor logo aqui. - os olhos de Uub brilharam. - Eu quero te enfrentar lá na arena, onde poderemos usar todas as nossas forças!
— Então vamos ser os melhores do nosso grupo e fazer isso acontecer!
— Sim!
— O Goten e eu estamos em uma situação semelhante no Grupo 2.
— É mesmo, eu peguei o número 56 e o Trunks pegou o 72. Que número você pegou Marron?
— 18.
— Então você está no Grupo 1, vou poder estar perto para torcer por você! - Goten disse animado e ela sorriu.
— E vocês Uub e vovô, vão torcer por mim também? Eu estou no Grupo 5! - Pan mostrou seu papel com o número 170.
— Claro Pan, nós vamos te apoiar! - disse Uub.
— O meu número esse. - Buu mostrou seu papel, que tinha o número 297. - Qual é o meu grupo?
— É o Grupo 8! - respondeu Trunks.
— A gente se vê depois na arena, irmão mais velho!
— Oh... - Buu sorriu com as palavras de Uub. - Aham!
E assim, cada um se dirigiu aos seus respectivos grupos. Uub e Goku aguardavam junto ao ringue do Grupo 4, quando o árbitro, um homem gordo com uma camisa verde clara listrada anunciou:
— Números 127 e 128, queiram subir ao ringue, por favor!
— Legal, eu vou ser o primeiro a lutar!
— Boa sorte Uub!
Uub acenou com a cabeça, agradecendo. Ele então foi subindo os degraus e seu oponente do outro lado fez o mesmo, cara a cara no ringue, o jovem guerreiro foi tomado pela surpresa.
— O senhor?!
— Há quanto tempo Uub? Você cresceu desde a última vez que te vi.
O homem diante de Uub era negro como ele, descalço em um traje indiano amarelo. Seu cabelo encaracolado e sua barba já estavam bem tomados pelo grisalho, dava para ver que era um homem de certa idade, mas com um físico atlético de um jovem.
— Rei Chappa!
— Bom saber que não se esqueceu de mim.
— E como eu poderia esquecer depois daquela luta?
— Verdade, mas não pense que vai ser como da última vez. - Rei Chappa se colocou em sua posição de combate, com as mãos arqueadas. - Hoje você não irá me vencer!
Uub apenas sorriu e se colocou em sua posição de combate, com o braço direito flexionado e a mão esquerda na frente do rosto. O árbitro anunciou:
— Podem começar!
Rei Chappa não perdeu tempo e foi com tudo na direção de seu adversário.
— Hasshuken! - ele utilizou sua técnica especial, que fazia com que seus braços se movessem tão rapidamente que pareciam ser oito ao invés de dois.
Os golpes rápidos de mão aberta eram bloqueados por Uub sem esforço e na mais leve abertura, revidou girando para uma rasteira com a perna direita, deixando Rei Chappa com as costas no chão.
— Isso não vai funcionar, eu estou muito mais rápido do que daquela vez!
— Estou vendo. - Rei Chappa começou a se levantar. - Não esperava ir com tudo na primeira luta das preliminares, mas não posso me dar ao luxo de subestimar alguém como você. - com as mãos estendidas, viradas uma para a outra, ele foi abaixando os braços arqueados ao respirar fundo e depois os flexionou ao posicioná-los junto aos lados do corpo com as mãos fechadas. - Shin Hasshuken!
Rei Chappa atacou de novo, seu golpes estavam mais rápidos, parecia que haviam dezesseis braços, oito de cada lado, tentando golpear Uub e mesmo assim ele conseguia bloquear os ataques sem problema. Contudo, sem perceber, estava sendo pouco a pouco empurrado para trás e dado o tamanho do pequeno ringue, já se encontrava próximo a borda.
— Uub, você não pode sair arena! - alertou Goku.
— É mesmo! Eu estou no torneio, quase me esqueci disso!
— Já é tarde demais! - ele ergueu a perna para o chute final, mas não contava que, sorrindo, Uub fosse dar um salto mortal por cima dele, girando o corpo para um chute de direita. Rei Chappa teve tempo de levar o braço direito para se defender, mas foi inútil, o impacto do golpe o lançou com força para fora da plataforma e ele caiu de costas, próximo de onde Goku estava.
— Acabou! O número 128 é o vencedor! - anunciou o árbitro.
Todos ao redor estavam impressionados e Uub desceu para ajudar seu adversário a se levantar.
— Você está bem Senhor Rei Chappa?
— Você quase quebrou o meu braço, mas está tudo bem.
— Me desculpe, acho que eu devia ter segurado a minha força um pouco mais!
— Segurado a sua força um pouco mais? Hmpf, eu já imaginava... Pelo menos foi divertido, tenho de admitir.
— A propósito, Mestre Goku, esse daqui é o Rei Chappa, um velho conhecido meu. E Rei Chappa, esse daqui é o meu mestre, o nome dele é Son Goku.
— Nós já nos conhecemos.
— Já? - Goku indagou confuso.
— Você me derrotou nas preliminares do 22º e do 23º Torneio de Artes Marciais, não se lembra?
Goku pensou um pouco e quando conseguiu lembrar, sorriu e disse:
— É verdade, mas isso faz tanto tempo! Quer dizer que você era aquele cara? Você está bem diferente!
— E você parece que não envelheceu. Quando soube que havia um garotinho muito forte em um vilarejo distante da região, eu me lembrei de você e fui para lá, esperando poder encontrar alguém com uma força semelhante. Quem diria que esse garotinho se tornaria seu discípulo?
— E eu meio que devo isso ao senhor, pois se depois da nossa luta, o senhor não tivesse me aconselhado a participar do torneio para poder resolver os problemas de fome que meu vilarejo passava, eu jamais teria conhecido o Mestre Goku!
— Vejo que conseguiu extrair muito do potencial do Uub nestes anos.
— Sim! - afirmou Goku. - Mas tenho certeza que ele pode ficar ainda muito mais forte!
— Sempre soube que o potencial desse garoto era grande e agora vejo que era ainda maior do que eu pensava. Estou feliz por fazer parte da história de vocês de alguma forma.
— Vovô! - Pan chamou a atenção, acenando no ringue do Grupo 5, ela havia acabado de vencer seu oponente na primeira luta, um tigre antropomórfico grandalhão com um macacão azul de luta livre.
— Sua neta? - perguntou Rei Chappa.
— Sim.
— Vejo que o Uub não é o único que carrega o seu legado. Apesar de eu também possuir uma família e discípulos, te invejo, você se tornou um grande homem Son Goku. Estarei esperando para ver um de vocês ganhando o torneio principal. Adeus Son Goku, adeus Uub.
— Adeus Senhor Rei Chappa, espero que possamos lutar de novo outra hora!
Ele sorriu para Uub e então se encaminhou para a saída do pátio.
— Esse cara não era tão gentil antes pelo que eu me lembrava. - comentou Goku.
— Talvez ele tenha amadurecido, pois parece que ele te admira muito mestre!
— É, foi bom vê-lo de novo e poder conversar com ele fora de uma luta, esse Rei Chappa é um cara legal.
Quem serão os 16 classificados para o torneio principal? As preliminares continuam...




Compartilhe este capítulo:

Autor(a): fagnerlsantos

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

Prévia do próximo capítulo

As preliminares do 30º Torneio de Artes Marciais prosseguiam a todo o vapor, Uub e Goku iam abrindo caminho com facilidade entre seus rivais do Grupo 4. Goten e Trunks também eram os campeões indisputáveis no Grupo 2 e Marron, se soltando aos poucos, ia tendo destaque no Grupo 1, que aliás, era meio que um "grupo da morte" no torneio, pois na ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 0



Para comentar, você deve estar logado no site.


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais