Fanfics Brasil - Velhos amigos de infância! Goku e Upa se reencontram na arena! Dragon Ball GT Kai

Fanfic: Dragon Ball GT Kai | Tema: Dragon Ball


Capítulo: Velhos amigos de infância! Goku e Upa se reencontram na arena!

48 visualizações Denunciar




ALGUNS MINUTOS ANTES...

— E... Está fora! - exclamou o Narrador. - O participante Uub é o vencedor!
Kyabe não conseguia acreditar no resultado daquela luta, pois apesar da inferioridade em termos de poder de luta bruto, o discípulo de Son Goku havia vencido Caulifla de maneira avassaladora.
— Isso foi incrível! - exclamou Marron.
— É verdade, eu nunca vi nada parecido. - Trunks comentou.
Vegeta, que estava próximo de seu discípulo, lhe chamou a atenção.
— Kyabe, você quer ser o mais forte para garantir a segurança do Planeta Sadala e da raça saiyajin do seu universo, não quer? Então não se esqueça do que acabou de ver, você ainda não é o mais forte.
As palavras de Vegeta o deixaram ainda mais confuso, ele viu Uub se achegando junto de seus amigos para comemorar depois da conversa que teve com Caulifla, pouco antes de deixar o estádio.
— Você foi demais Uub!
— Valeu Pan!
— Você realmente está muito forte Uub, não esperava menos de você!
— Obrigado mestre, mas não foi grande coisa, eu nem cheguei a lutar com toda a minha força!
— Foi por isso que você não acompanhou a Caulifla no combate aéreo? - perguntou Goten.
— É que não havia necessidade, eu só ia desperdiçar energia. Durante todo o treinamento com o Senhor #17, eu não usei a técnica de voar como o Mestre Goku havia mandado e com isso aprendi a me mover sem precisar muito dela.
— Quer dizer que você venceu a Caulifla, que estava mais forte do que você, sem usar todo o seu poder e sem usar a técnica de voar?
— É isso aí Goten!
— Parece que está guardando o melhor para depois, mal posso esperar para lutarmos!
— Sim Mestre Goku, eu treinei muito e não pretendo deixar que o senhor me vença!
Kyabe então viu sua compatriota saiyajin entrando, passando ao lado de onde ele estava e resolveu falar com ela:
— Caulifla. - ele a fez parar e desviar o olhar para trás. - Você está bem?
Ela se voltou para ele com um sorriso no rosto.
— Sim, eu estou muito bem! - com as mãos na cintura, Caulifla suspirou. - Ah, esse tal de Uub é ainda mais incrível do que a gente pensava, dei tudo de mim e ele conseguiu me vencer mostrando só o mínimo do que sabe, foi humilhante.
— Caulifla...
— Se vocês chegarem a se enfrentar, eu no seu lugar, estaria me borrando de medo. - Caulifla riu ao ver que as palavras dela o incomodaram e então se virou novamente e foi se retirando. - Até mais Kyabe, estarei assistindo com a Kale lá da arquibancada a surra que você vai tomar.

AGORA...

Kyabe lembrava-se do que tinha acontecido enquanto observava Uub sorrindo ao assistir o torneio da porta de entrada para a arena.
— Esta se tornou uma grande batalha de resistência, Mister Buu é incrivelmente mais forte, mas o mais incrível é que ambos lutadores foram capazes de resistir aos ataques um do outro, em especial o participante Fungi, que se recusa a ser empurrado para fora. Quem vai ser o vencedor deste combate?
A plataforma estava em pedaços, Buu flutuava no ar, sério, com os olhos cerrados para seu adversário no chão, que parecia cansado.
— Não desista Fungi! - gritou Animalia, que o assistia da porta de entrada da arena.
— O Fungi melhorou muito!
— Sim Sir Uub, a Mushroom Defense melhorou muito a capacidade de ele resistir ataques. - ele viu as rochas do corpo de seu amigo tomarem o aspecto brilhante e esverdeado ao serem envoltas em musgo como na luta com Kale, sendo capaz de resistir ao ataque de energia lançado por Buu com as duas mãos. - O problema é que ele já usou isso uma porção de vezes, o seu amigo Buu é muito forte e o Fungi não consegue reagir infelizmente, seus contra-ataques não surtem efeito.
Ainda tancando o ataque, o golem abriu os braços e grunhindo, socou o chão, mais um pedaço da arena se despedaçou no ascender da onda de energia verde que acertou o majin em cheio em uma grande explosão, que no final não resultou em dano algum.
— Você já tá me irritando! - Buu abriu os olhos e posicionando as mãos ao lado do corpo, começou a preparar um Kamehameha de alta potência.
Sem poder se mover para evadir, dada as limitações da destruição da arena, seu tamanho e o fato de não saber voar, Fungi esperou pelo ataque. Ele conseguiu segurá-lo por alguns instantes, mas era muito poder, inevitavelmente foi lançado com violência para fora em uma explosão que mostrou o quão sortuda a plateia era por ter barreira de Whis para protegê-los.
— Está fora! Isso significa que o discípulo número um do Mister Satan, o participante Mister Buu, é o vencedor! - as palavras do Narrador fizeram o público ir ao delírio, pois Buu tinha muitos fãs.
Animalia saiu de onde estava e correu em direção ao seu amigo, que já se encontrava em seu estado normal, Uub o seguiu e Buu também se aproximou de onde ele havia caído.
— Fungi, você está bem? Eu vou te ajudar a se levantar! - o homem alado fez força para puxá-lo, Uub e Buu se entreolharam abobalhados ao vê-lo vermelho, batendo as asas, quase defecando de tanto fazer força de todo o jeito possível.
Plantae e Protista assistiam tudo da arquibancada, o arqueiro bateu a mão na testa e o mago sacudia a cabeça, até que ergueu seu cajado e magicamente os teleportou para a arena.
— Seu cabeça dura, esqueceu que o corpo do Fungi é muito mais denso do que katchin? Ele é muito pesado, você não vai conseguir levantá-lo desse jeito!
— Desculpe Mestre Protista... - Animalia coçou a nuca sem jeito.
O mago envolveu Fungi em um poder mágico que o ajudou a se levantar, o golem estava cabisbaixo.
— Parece que a Mushroom Defense precisa de alguns ajustes, pois ter uma defesa intransponível não é uma habilidade tão vantajosa se a força efetiva de combate diminui consideravelmente. - comentou Protista.
— Não fique assim Fungi, você deu tudo de si, o Rei Monera ficaria honrado! - disse Animalia. - Agora deixe o resto comigo!
— Acho que o Fungi e eu não somos tão impressionantes lutando individualmente, não é? - comentou Plantae. - Somos desbalanceados e tivemos sorte em chegar até onde chegamos nesse torneio.
— Não é culpa de vocês, vejo que mudaram sua forma de lutar para poderem competir sozinhos e sem suas armas, mesmo limitados, posso ver que estão mais fortes!
— Nós queríamos lutar com vocês de novo Sir Uub. - disse Animalia. - Sei que vencer aquele guerreiro chamado Kyabe não será fácil, mas vou dar o meu melhor para poder encontrar você ou o guerreiro rosa nas finais, tenho certeza que será um de vocês, pois depois desta luta, posso ver que ele é tão poderoso quanto você!
— Talvez seja só impressão minha, mas parece que há um tipo de conexão especial entre vocês. - comentou Protista, fazendo Uub e Buu se entreolharem sorrindo.
— É, mais ou menos! - respondeu Uub.
— Vocês não se parecem em nada fisicamente, mas suas auras emitem uma mesma essência, como se fossem a mesma pessoa, vocês são irmãos de alma. - Protista então se lembrou que tinha algo a dizer. - A propósito, falando em irmãos, Archaea e Eú pediram desculpas por não poderem vir, eles estão em treinamento de guerra com o Rei Monera.
— É sério?
— Sim, pode não acreditar, mas os príncipes eram grandes aspirantes a cavaleiros quando crianças, ambos acabaram abandonando tudo depois da morte da rainha e o rei, querendo protegê-los, achou que era melhor mesmo que se afastassem das batalhas. Foi desde que vocês estiveram lá que o espírito guerreiro deles reacendeu e nós somos eternamente gratos por isso, afinal, algum dia, um deles será o sucessor do Rei Monera e nós precisamos de um líder forte para que não aconteça o que aconteceu no passado, quando fui obrigado a fazer experiências com magia para que meus pupilos fossem fortes o suficiente para defender o nosso planeta, é uma longa história...
Buu e Fungi se cumprimentaram depois de tudo e então cada um saiu para o seu lado.

Devido aos ataques de terra do golem, a arena estava devastada, sem condições para um próximo combate. Ao analisar isso, o Narrador olhou para trás, na direção dos camarotes e Whis, entendendo a mensagem, acenou com a cabeça.
— Ahem! - o Narrador chamou a atenção para si. - E agora, antes da próxima luta, iremos fazer uma pequena pausa e enquanto isso, fiquem com o trailer de "Legião dos Heróis".
O dirigível laranja sobrevoou a arena novamente e no grande telão, teve início o trailer de um filme estrelado por Mr. Satan como ele mesmo e Barry Kahn como o Grande Saiyaman. Juntos, eles reúnem um grupo de lutadores que se tornam heróis que lutam pela justiça: Capitão Galinha, Mighty Mask e Grande Saiyaman #2 interpretada por Cocoa Amaguri! Participação especial de Mister Buu como ele mesmo.
— O Satan me deu muita comida para eu fazer uma ponta nesse filme! - comentou Buu.
— Blasfêmia! - disse Brave Yuki, falando sozinho. - Será que ninguém mais sabe quem eu sou? Eu deveria estar neste filme, mesmo sendo só um cara que é herói por diversão!
Enquanto todos estavam distraídos, Whis estendeu seu cajado e foi restaurando a plataforma. Neste meio tempo, o índio Upa veio até Goku e lhe tocou nas costas com o dedo, fazendo-o com que se virasse.
— Olá Goku!
— Oh, olá! - Goku respondeu ao sorriso dele sorrindo de igual modo.
— Parece que nós dois seremos os próximos, não é?
— É verdade! É você quem vai lutar comigo, certo?
— Sim, eu estou ansioso! Fazia tempo que não nos víamos, você cresceu tanto quanto eu!
Goku ficou confuso, pois aquele estranho o estava tratando com muita intimidade.
— Como é o seu nome mesmo?
— É Upa, eu sou o Upa!
— Perdão, mas nós nos conhecemos Upa?
O índio ficou em choque, pensando consigo mesmo:
— (Ele... não se lembra de mim?!)
— Bem, não importa, é um prazer te conhecer, tomara que possamos fazer uma boa luta!
Goku estendeu a mão para cumprimentá-lo, o espanto na face do índio se transformou em raiva e ele estapeou a mão do saiyajin para o lado com a mão esquerda.
— Esqueça, eu não cumprimento gente como você!
— Hein? - ele viu Upa lhe dar as costas.
— Vou acabar com o seu orgulho, Son Goku!
— O que deu nele mestre? - perguntou Uub enquanto Upa se afastava. - Parece até que ele se ofendeu com alguma coisa.
— Eu não sei Uub.
— Tem certeza de que não o conhece? Porque ele parecia conhecer o senhor!
— Eu não tenho certeza, o nome dele é familiar, mas mesmo assim, é um completo estranho para mim.
Ao fim do trailer, um alvoroço na plateia começou quando todos viram a plataforma inteira novamente depois de apenas um minuto e meio de distração e nisso o Narrador teve de acalmá-los, dizendo que era mais uma tecnologia, desenvolvida pela mesma equipe que projetou as barreiras de proteção. Com a situação tranquila, a próxima luta estava pronta para começar:
— Muito bem espectadores, vamos continuar com torneio! - disse o Narrador. - Que entrem os lutadores que competirão na quarta luta!
— Boa sorte mestre!
— Manda ver vovô!
— Não baixe a guarda papai!
— Obrigado Uub, Pan, Goten! - Goku agradeceu, olhando para Upa ao seu lado, que estava com a cara fechada, focado na direção da arena e logo eles saíram caminhando lado a lado na passarela.
— O participante Upa é um estreante, mas o participante Goku é um veterano, pois estamos falando de ninguém nada e ninguém menos que Son Goku, vice-campeão das 21ª e 22ª edições quando garoto e na 23ª, ele foi o grande campeão! É simplesmente o guerreiro lendário que foi o melhor antes do surgimento de Mister Satan!
Como um verdadeiro fã, o Narrador enalteceu o saiyajin ao mesmo tempo em que tentava não deturpar a imagem de Mr. Satan, foi o suficiente para chamar a atenção dos espectadores mais velhos.
— Eu me lembro dele, era aquele garotinho com rabo de macaco! - exclamou um espectador.
— Claro, também foi ele quem enfrentou o terrível Piccolo Junior na final do torneio, eu tenho certeza! - disse outra espectadora.
Uma pequena e discreta torcida pelo saiyajin começou a se agitar, o que chamou a atenção de Bulma, assistindo da arquibancada:
— Vejam só, parece que mesmo depois de tantos anos, o passado não foi totalmente esquecido.
— É verdade Bulma. - concordou Chi-Chi, que se levantou para gritar. - Acaba com ele Goku!
Visivelmente excitado, Goku parecia ignorar os gritos do público ao se colocar em sua posição de combate e Upa, sério, se preparava de igual modo, pensativo:
— (Essas pessoas se lembram de você, assim como eu e você não está nem aí. Como pôde se esquecer de mim e do que fez por meu pai? Achava que, pelo menos, você iria se lembrar quando me visse, mas pelo visto, eu nunca lhe fui importante o suficiente para isso acontecer. Eu juro que depois dessa luta, você nunca mais vai se esquecer de mim, seu orgulhoso! É bom que esteja pronto Goku!)
— Preparados? Comecem!
O comando foi dado e Upa gritou, avançando na direção de Goku em uma velocidade impressionante. Ninguém, nem mesmo o saiyajin, esperava que ele fosse começar daquela forma, seus olhos se arregalaram ao vê-lo se aproximar e golpeá-lo com força no rosto usando um cruzado de esquerda, deixando a todos espantados. Goku foi lançado para longe e caiu rolando próximo a borda da plataforma.
— Ah papai, eu disse para não abaixar a guarda! - disse Goten.
— Kakarotto, seu idiota! - disse Vegeta.
— Inacreditável! A luta mal começou e o participante Goku já está no chão! Será que terei de dar início a contagem?
— Vamos Goku, levante-se! Onde está aquele menino forte que eu conheci na época em que éramos crianças?
Ainda surpreso, Goku foi se levantando, passou a mão na boca e viu que havia um corte por onde saía um pouco de sangue. Imediatamente ele sorriu ao estar de pé novamente.
— Isso é incrível, você é muito mais forte do que eu pensava! - ele se colocou em posição de combate outra vez. - Estou muito excitado!
— Como esperado, o participante Goku está de pé outra vez, a luta vai recomeçar!
— (Eu golpeei com toda a minha força e ele se levantou como se nada tivesse acontecido!) - Upa sorriu ao pensar. - (Com certeza, esse é o Goku, apesar de tudo.)
Ele também se colocou em posição, ambos se encararam por alguns segundos e no menor movimento, um foi na direção do outro. O encontro mútuo deu início a uma troca de golpes em alta velocidade, Goku e Upa começaram a se movimentar pela arena desaparecendo e reaparecendo, como se estivessem se teleportando, de tão rápidos que estavam. O índio acertou o saiyajin com chute no queixo usando a sola do pé esquerdo, Goku rolou no ar e planou e eis que ele viu seu oponente saltar e partir ao seu encontro em um voo diagonal. Ele bloqueou seu chute com o joelho direito e com a perna esquerda, o acertou do lado esquerdo do corpo. Depois girou, acertando um segundo chute com a sola do pé direito no tórax que o afastou para longe, mas Upa usou o seu ki e pairou no ar, novamente estavam frente a frente à certa distância, só que no céu do estádio.
— Que legal! Você também consegue voar!
— Achou que era o único que sabia controlar o ki? - Upa ergueu os braços flexionados, carregando ki em suas mãos apontadas na direção do saiyajin. - Tome isso!
Ao movimentar as mãos, uma rápida barragem de esferas de energia dourada foi até Goku, que começou a esquivá-las com movimentos rápidos sem sair do lugar, deixando os ataques explodirem no céu.
— O participante Upa está tentando uma ofensiva com ataques de energia, mas o participante Goku não se deixa ser atingido, isso é que é luta senhoras e senhores! Como será que o campeão do 23º Torneio irá reagir? - Upa aumentou o ritmo dos ataques e Goku simplesmente parou e com um olhar confiante, deixou de desviar dos ataques para rebatê-los com tapas ao balançar a mão direita, fazendo com que o ki colidisse contra as barreiras de Whis. - Incrível! O participante Goku começou a repelir os ataques com as próprias mãos!
O saiyajin avançou enquanto tirava aquelas esferas do seu caminho e ao se aproximar de seu oponente, fechou o punho e desferiu o soco diagonal que o lançou em direção ao chão e apesar da violência do golpe, Upa conseguiu aterrissar de cócoras com a mão apoiada no solo, próximo à borda da plataforma. Goku já descia ao seu encontro para lhe atingir com uma voadora, mas Upa se moveu para frente, fazendo o saiyajin frear e acabar aterrissando no final da borda, quase se desequilibrando. Ao afastar-se, Upa se virou e apoiando-se apenas com a perna direita, tendo a esquerda flexionada a frente do corpo, abriu os braços, recuados para trás. O índio os envolveu em ki amarelo até a altura dos cotovelos e então os jogou para frente, os cruzando como em um abraço ao mesmo tempo em que apoiava a perna esquerda novamente no chão ao jogar o corpo para frente.
— Cross Typhoon!
Upa disparou um par de meteoros de energia, um de cada mão, que rodavam um em volta do outro como uma boleadeira, deixando rastros de ki curvo que formavam um círculo perfeito durante a rotação. Goku se surpreendeu ao ver e ouvir aquele ataque zunir ao percorrer a arena com tremenda velocidade, distorcendo o ar antes de atingi-lo em uma explosão que ressonou por todo o estádio.
— Goku! - Chi-Chi gritou, mas logo que a poeira abaixou, viu seu marido apoiado apenas com a ponta do pé direito na borda da plataforma, estava com os braços chamuscados depois de tê-los usado para conter a explosão, o que deixou o índio frustrado. - Ai que susto, me preocupei à toa, eu devia saber que meu Goku não seria derrotado por tão pouco!
— Uuff... - ele deu um pequeno pulo para frente a fim de se sustentar normalmente. - Quase que me joga para fora, esse seu golpe foi bem forte Upa! - ele se pôs a pensar por um momento. - Eh... Upa?
— Você... está se lembrando de quem eu sou? - ele perguntou esperançoso e o saiyajin coçou a nuca.
— Na verdade, não.
Aquela resposta o fez cair para trás, mas logo se recompôs para continuar.
— Pelo visto, você não vai se lembrar de mim tão facilmente, então vou falar logo.
— Hum?
— Há quarenta anos, um garotinho viu seu pai ser morto por um assassino. Ele ficou muito triste, só que havia um menino um pouco mais velho que era muito forte e esse menino derrotou aquele assassino e depois reviveu o pai do garotinho com as Esferas do Dragão.
Flashes de sua luta contra Tao Pai Pai vieram em sua mente, Goku finalmente estava se dando conta de quem era seu adversário.
— Aquele menino também se chamava Upa, não me diga que você é...
— Upa, filho de Bora da Tribo Karinga, guardiões da Terra Sagrada de Karin!
— Eu não imaginava, você está muito diferente!
— É claro que estou diferente, eu cresci.
— Não é isso, é que o Upa que eu conheci não sabia nem lutar, como foi que ficou tão forte?

QUARENTA ANOS ANTES...

— Até a próxima, tchau! - em cima da Nuvem Voadora, Goku, vestido com as roupas de Shu, se despedia.
— Adeus Goku, se cuida, eu espero que você volte logo! - sentado no ombro de seu pai, o pequeno Upa não conseguia conter as lágrimas. - Goku, tchau!
O pequeno saiyajin sorriu e se foi, sumindo como um brilho no céu.
— Upa, acha que pode viver com tanta energia e coragem, assim como Goku? - perguntou Bora.
— Sim papai, um dia vou subir no topo da Torre Karin. Agora é impossível, mas um dia eu vou ser como o Goku! Obrigado Goku!

AGORA...

— E foi isso que eu fiz quando fiquei mais velho, assim como você, eu subi até o topo da torre, treinei com o Mestre Karin e bebi da Água Sagrada, que no final era apenas água, mas o treinamento em si me fortaleceu. Depois, ele me enviou para buscar a verdadeira Água Sagrada, a Água Ultra Sagrada, quase morri depois que a bebi, mas sobrevivi e ela despertou em mim um potencial que não imaginava que tinha! Depois, eu busquei ir além desse potencial e treinei muito com o passar dos anos para ser forte como você, que derrotou o demônio Majin Buu e decidi vir a este torneio para testar minhas habilidades, não esperava te ver e fiquei feliz em te reencontrar, já que você nunca mais nos visitou.
— Eu só...
— Eu sei, você se esqueceu da gente. Foram muitas as vezes em que eu senti seu ki se encaminhando para o topo da Torre Karin, por mais ocupado que você estivesse, eu teria gostado que passasse ao menos para dizer um oi.
— Eu...
— Não diga nada Goku! Não é o momento de falarmos dessas coisas, no concorda comigo?
Upa se colocou em posição e o saiyajin, entendendo a mensagem, sorriu e também se colocou em posição de combate, a luta estava prestes a recomeçar!
Upa avançou contra Goku, que bloqueou seu chute usando o braço esquerdo e revidou com um soco que o índio amorteceu com o ombro. Ele foi levemente afastado e o saiyajin então se lançou para uma nova troca de golpes.
— Você é incrível Upa!
— Eu sei que você está se segurando desde o começo, não se contenha, lute com todas as suas forças, meu amigo Goku!
A força do saiyajin começou a se mostrar superior quando o índio se viu sendo empurrado até a outra borda da plataforma, sendo obrigado a fugir, voando por cima de Goku. Ele o perseguiu e disparou uma esfera de energia, Upa se virou e a repeliu para longe com um tapa de mão esquerda e então se envolveu em uma aura de ki branca, causando uma expansão de ar que afastou o saiyajin que se aproximava. Upa novamente ergueu seu joelho esquerdo e abriu os braços recuados para trás e do outro lado, Goku posicionou suas mãos juntas em forma de concha do lado direito do corpo.
— Ka... me...
— Lutar com você Goku, é tão emocionante... Eu sonhei com este dia desde que comecei a treinar para ser como você!
— Ha... me...
— Eu não vou perder sem ter dado tudo de mim! Cross Typhoon!
— HA!
Ambos dispararam suas técnicas, o Kamehameha de Goku era diferente do habitual, ele o lançou como um grande meteoro de energia azul. As energias se colidiram, ofuscando a todos, ambos gritaram, forçando seus ataques e então veio a explosão. Ouviu-se o silêncio e logo todos puderam ver, Goku estava parado no céu, na posição do Kamehameha e Upa fora lançado para longe pela explosão, terminando com as costas no gramado.
— Está fora! O vencedor é o participante Goku!
A plateia se exaltava, Chi-Chi comemorava, Uub e seus amigos estavam felizes. Upa sorriu ao ver seu amigo descendo ao seu encontro.
— Eu perdi... - Goku estendeu a mão e o ajudou a se levantar.
— Peço que me desculpe Upa, eu não deveria ter me esquecido de você.
— Está tudo bem, eu não consigo ficar bravo com você Goku. Se meu pai ainda é vivo, é porque devo isso a você.
— Eu prometo irei visitar vocês depois do torneio.
Goku e Upa trocaram um aperto de mão, Uub e Pan se aproximaram para se juntar a eles.
— Você é o maior vovô!
— Obrigado Pan! Você tinha razão Uub, eu realmente conheço ele, esse aqui é o Upa, um velho amigo. E Upa, essa é a minha neta Pan e meu aprendiz Uub, que também é como um filho para mim.
— É um prazer conhecê-lo Senhor Upa! - Uub o cumprimentou com um aperto de mão. - Aquele seu golpe com os dois braços é sensacional! Como é que se faz?
— Vejo você também é um rapaz cheio de energia, assim como o seu mestre! Hahahahahah...
Todos riam sorridentes e Goten, assistindo de longe, comentou:
— O meu pai e o Uub fazem muitos amigos por onde passam.
— Goten! - Trunks falou em um tom sério. - Está chegando o momento em que nós dois iremos lutar!
— Sim, falta apenas uma luta e depois disso decidiremos quem de nós dois é o melhor!




Compartilhe este capítulo:

Autor(a): fagnerlsantos

Esta é a unica Fanfic escrita por este autor(a).

- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

Os ânimos após a luta entre Goku e Upa se acalmaram e todos já se viam ansiosos pelo início das lutas da segunda chave.— Finalmente será a vez do Vegeta lutar! - disse Goku, já assistindo da porta de saída para a arena.— Sim, também estou ansioso pela luta do Senhor Vegeta! Das vezes em que o vi lutando, vi ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 0



Para comentar, você deve estar logado no site.


- Links Patrocinados -

Nossas redes sociais