Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: TARDE DEMAIS PARA ESQUECER VONDY 1ª E 2ª TEMPORADA TERMINADAAA


Capítulo: 486° Capítulo

1863 visualizações Denunciar


Christopher achou melhor levar Christian para casa, por causa do
avô do mesmo.

Chegou na casa de Christian, deixando o amigo apoiar no seu
ombro, enquanto continuava lamentando por Maite e se desculpando por toda aquela
situação. Não demorou muito para o avô de Christian abrir a porta e Christopher
pode ver a decepção misturada com o alivio de ter o neto de volta em casa no
olhar de José. Mas ele nada falou, apenas deu passagem para Christopher entrar
juntamente com Christian e logo depois batendo a porta.

Chris: Vou dar um
banho nele e depois ele dorme! *comunicou, olhando para José com compaixão*
Achei melhor trazê-lo para cá! Da ultima vez que ele dormiu lá em casa, ele
fugiu.
Christhian: Vô, me perdoa! *falou, indo até José e dando-lhe um
abraço* Eu não quis decepcioná-lo.
José: Você fede a bebida! *negou com a
cabeça, seco, separando-se de Christian* Vai tomar um banho,
vai!

Christian continuou a se lamentar, mas Christopher o pegou,
levando-o para tomar banho.

Depois de meia hora, Christopher saia do
quarto de Christian, tinha dado um banho gelado no amigo e depois o colocado na
cama, que não tardou em dormir. Saiu do quarto e passou por José, que estava
sentado no sofá da sala, observando os pés, pensativo.

José percebeu a
presença de Christopher e subiu o olhar, encarando-o. Christopher sentiu seu
peito comprimir, ao ver o mesclo de tristeza, preocupação e angustia que
habitava nos olhos de seu `tio`.

José: Ele está bem?


Chris: Sim, tio! Agora já está dormindo.
José: Eu não
acredito que tudo voltou! *passou as mãos pela careca, suspirando* Esse pesadelo
de novo, não.
Chris: Dessa vez vai ser diferente, eu não vou desistir! Você
vai ver, tio, essa vai ser a ultima noite do Christian nesse mundinho.
José:
Eu quero acreditar nisso, meu filho, juro que quero.
Chris: Amanhã eu passo
aqui cedo, para conversar com ele! Mas fica de olho, não deixa ele fugir de
casa.
José: Pode deixar, Chris, você foi um anjo hoje! Obrigado por
tudo.
Chris: Nada, tio, não precisa agradecer! Qualquer coisa é só me ligar..
Mas agora eu tenho que ir embora, minha mulher tá em casa me
esperando.

José assentiu, sorrindo forçado, grato e os dois se despediram
com um abraço rápido. Christopher soltou um suspiro aliviado, ao sair da casa de
Christian. Pelo menos, agora, Christian estava bem e salvo.

Christopher
estava no elevador, subindo para sua cobertura, e olhou as horas no relógio em
seu pulso. Nove horas da noite. Dulce já tinha voltado do trabalho ha duas horas
atrás, e ele tinha esquecido de avisa-la do ocorrido e para piorar tinha deixado
o telefone em casa. Se a conhecesse bem, ela estaria estérica,
procurando-o.

Chegou no seu andar, e tirou a chave do bolso, abrindo a
porta de casa, com cuidado.

Dulce: Tem certeza, Poncho? Christopher não
te falou nada para aonde ia? Por Deus, onde aquele imbecil se
meteu?

Christopher tragou a saliva. Suas suspeitas estavam certíssimas.


Abriu um sorrisinho de lado, culpado, quando viu o olhar de Dulce cravar
sobre ele.

Dulce: Poncho, depois te ligo!

Foi a ultima coisa que
escutou, antes de ver aquela figura pequena indo em sua direção, com os olhos
fervendo em raiva e preocupação e lhe dando tapas de desespero.

Dulce:
CHRISTOPHER, SEU IDIOTA, AONDE VOCÊ ESTAVA? *perguntou, nervosa, enquanto
continuava a dar tapas seguidos no braço do mesmo* NÃO LEVOU CELULAR! NÃO AVISOU
NADA! POR DEUS, QUER ME MATAR DE PREOCUPAÇÃO?

Chris: Pequena, foi mal, eu esqueci o celular em casa e.. *respondeu,
calmamente, enquanto se defendia dos tapas de Dulce*
Dulce: NEM PARA
ME AVISAR! *interrompeu, continuando com os tapas* VOCÊ SABE O QUE SE PASSOU
PELA MINHA CABEÇA? PENSEI ATÉ QUE VOCÊ TINHA PASSADO MAL E DEMAIADO EM UMA RUA
QUALQUER, E ALGUÉM TINHA TE SEQUESTRADO E ABUSADO DE VOCÊ E..
Chris: DULCE.. *ele interrompeu, segurando ela pelos braços, e a sacudindo de leve.*
Amor, calma, eu estou bem e estou aqui, agora.

Christopher abraçou Dulce,
e ela suspirou, o abraçando com força.

Dulce: Seu idiota, seu
grande idiota! *falou, de olhos fechados, enquanto apertava Christopher com mais
força, inalando o perfume dele e tendo toda certeza que ele estava realmente
ali.* Você não pode sair assim, sem avisar, sozinho. *Dulce se separou alguns
milímetros e disse, olhando nos olhos.* Você está doente,
Chris.
Chris: Eu sei! *ele tragou a saliva, desviando o olhar* Você
acha mesmo que tem como esquecer?
Dulce: Eu quase morri de
preocupação! *o abraçou novamente, recebendo o afago dele em seus cabelos.* Se
algo tivesse acontecido com você, eu tinha me..
Chris: Você não faria
nada! *cortou Dulce, afastando-se alguns centímetros dela.* Eu estou aqui, e não
tem mais porque está assim! *falou, com amor, fazer um carinho rápido no rosto
dela.* Christian precisou de mim.

Antecipou-se, antes que Dulce lhe
fizesse a pergunta-obvia para onde ele tinha ido.

Dulce: Christian? *franziu o cenho, cruzando os braços embaixo do busto* O que foi
dessa vez?
Chris: Vem, vamos sentar que eu te explico..


Christopher caminhou com Dulce até o sofá, e começou a contar a
história toda, desde da parte que José tinha lhe ligado, até quando levou
Christian para casa. Obvio, que omitiu a parte que tinha tomado uma dose de
tequila, poderia até imaginar o sermão de Dulce já que ele não podia beber
devido aos seus antibióticos. Mas uma dose, não faria nenhum efeito. Bom, era
isso que ele achava.

Dulce: E você acha o que? *Dulce perguntou,
apoiando a cabeça no peitoral de Christopher.* Ele agora para?
Chris: Espero que sim! *suspirou, começando a acariciar os braços de Dulce.* Seu José
com ceretza deve conversar com ele amanhã.
Dulce: Tudo isso por amor!
*ela negou com a cabeça.* Não sabia que Maite estar com outro podia causar esse
efeito nele.
Chris: Christian sempre foi assim, não sabe encarar os
problemas de frente!
Dulce: Mas ele esta bem grandinho, tem que
aprender.
Chris: É verdade, quando eramos muleques era ainda melhor..
ele soltava uma piada, levava na brincadeira, e ficava tudo
bem.
Dulce: De qualquer forma, ele precisa madurecer.
Chris: É verdade! *suspirou mais uma vez, ajeitando o cabelo* Amanhã vou lá
cedo.
Dulce: Eu vou com você! Você não pode ficar saindo sozinho,
alias, você tem que repousar.
Chris: Mas é o Christian.. eu tenho que
fazer isso!
Dulce: Eu entendo, por isso que vou
contigo.

Christopher assentiu, sabia que seria inútil retrucar. Sentiu
Dulce o abraçar com mais força, enquanto passava o nariz pelo pescoço dele.


Dulce: Adoro seu cheiro! *Christopher escutou ela
comentar, e sorriu.* Hoje quando cheguei do trabalho e não vi você em casa, sema
tender o celular e ninguém sabia onde você estava.. foi a pior sensação do
mundo. *Christopher não disse nada, apenas a abraçou mais forte.* Eu pensei em
tudo, em seqüestro, em você ter tido alguma crise no meio da rua e estar
desmaiado, sem ninguém, ou até mesmo..

Dulce parou de falar, fechando os
olhos. Só pensar nisso seu coração doía.


Chris: Até mesmo
morto? *ele completou, e Dulce assentiu, o abraçando cada vez mais forte.* Eu
estou doente, Dulce! Você precisa aprender a lida com a morte.. afinal, agora
ela não está distante!
Dulce: O que você está dizendo? *ela deixou de
abraçá-lo e se afastou um pouco, para olhá-lo nos olhos.* Você não irá
morrer.
Chris: Mas se acontecer?
Dulce: Tuberculose não é
uma doença que mata nos dia de hoje.
Chris: O tratamento é eficiente e
quase nunca falha, mas ainda sim não é 100%! Além do mais, minha tuberculose é
de um tipo raro.
Dulce: Mas ainda sim tem cura, e só está no seu
inicio! *o cortou, totalmente incomodada com o assunto* Você irá conseguir
vencer essa doença, nós vamos conseguir. *ressaltou, séria.*
Chris: E
se eu morrer.. *ele insistiu, ainda a olhando nos olhos* .. Não quero morrer e
deixar você assim, sem saber o que fazer, perdida! Eu te amo demais para isso.
*Ele suspirou, e Dulce pode perceber que o assunto também o incomodava bastante*
Prefiro que você esteja pronta, por mais que as chances sejam mínimas do
tratamento dar errado.


Dulce: Christopher, escute uma coisa.. *ela segurou o
rosto dele com força, o olhando intensamente nos olhos.* Não conseguiria viver
em um mundo que não você não existisse! Eu preciso de você, e você precisa de
mim, e tivemos seis anos perdidos para provar isso! *Dulce fez uma pausa,
sentindo a emoção tomar conta de suas palavras e de seus olhos cristalinos.*
Você está doente, mas eu também estou! Porque somos um, entende? *Christopher
assentiu, limpando uma solitária lagrima que escapuliu dos olhos da ruiva.* Não
pense na morte.. *ela tragou a saliva, demonstrando em como aquele assunto a
machucava.* .. porque se você morrer, pode ter certeza que eu irei com
você.
Chris: Pequena..

Christopher a abraçou com força, também
emocionado, e sentiu a ruiva repousa a cabeça em seu ombro.

Chris: Eu vou viver.. por você!
Dulce: Viva por nós! *Dulce
concertou, lhe abraçando mais forte.* Eu sei que você consegue!
Chris: Com você, sim, eu consigo!

Dulce sorriu, afastando do abraço, para
olhá-lo nos olhos.

Dulce: Eu sempre vou amar
você!
Chris: Nós sabemos disso.

Dulce sorriu, e sentiu os
lábios de Christopher contra o seu.

Os dois não precisaram dizer mais
nada para saber, que estava ligados um ao outro. Tanto na vida, como também na
morte.

Christopher acordou as oito e meia, para tomar seu antibiótico, e não conseguiu
mais pegar no sono. Observou Dulce, ainda dormindo, com uma expressão serena e
ao mesmo tempo cansada. Era domingo, o dia que a ruiva não trabalhava, e
Christopher resolveu deixá-la dormir. Ela merecia.

Deu um beijo na testa
da ruiva, a cobrindo, e sorriu ao escutar ela resmungar palavras desconexas e
virar para o outro lado, puxando a coberta.

Christopher caminhou até o
banheiro, para tomar um banho, e assim que ligou a água quente, e sentiu o vapor
em seu rosto, sentiu sua vista embaçar e uma tonteira dominou seu corpo. Se
apoiou na pia, tentando puxar o ar com mais força, mas no mesmo momento, sua
respiração ficou fraca e ele parecia não conseguir.
Droga! Pensou,
esforçando-se para respirar, pela boca, puxando o ar com tanta força que seus
pulmões doíam. Estava começando outra crise.

Sentou-se na privada,
cambaleando, e ficou um tempo tentando respirar, nervoso, mas tentando não fazer
nenhum barulho para Dulce não acordar! Não queria que ela o visse assim, não
queria ver o mesmo olhar de desespero que tinha visto da ultima crise que teve.


Até que uma onda de alivio passou pelo seu corpo, quando sentiu o ar
entrando pelas narinas, aliviando a dor que tinha em seus pulmões. Suspirou,
passando a mão pelos cabelos, enquanto sentia uma gota de suor deslizar pelo seu
rosto.

Suas crises já deviam ter passado, ou melhorado, depois de meses
tomando antibiótico. Era isso, pelo menos, que o médico tinha dito. Levantou da
privada, cansado e preocupado.. depois procuraria o doutor!

Tomou seu
banho, sentindo os músculos relaxarem, devido a crise que tinha tido e suspirou,
dando um suspiro. Era melhor Dulce não saber de nada.

Após o banho, Christopher colocou uma bermuda de ficar em casa, e caminhou até a
sala, procurando alguma coisa para ver na TV.


-



Eram
onze horas quando Dulce, já acordada e vestindo um vestido de algodão branco,
chegava na sala, a procura de Christopher. Tinha acordado e ele não estava no
seu lado, e muito menos no banheiro.

Sorriu, ao vê-lo cochilando no sofá,
com o controle da TV nas mãos. Caminhou até ele, se sentando ao lado do mesmo e
distribuindo beijos no rosto dele, esperando que Christopher acordasse. Sorriu
alto ao sentir as mãos dele segurando seu rosto, para logo depois agarrá-la e
colocá-la em seu colo.

Chris: Bom dia, pequena! *disse, abrindo os
olhos, num sorriso terno, dando um beijo nos lábios de Dulce.
Dulce: Acordou a muito tempo? *ela perguntou, se ajeitando como um bebe no colo de
Christopher.*
Chris: Desde das oito e perdi o sono! Mas acabei
adormecendo aqui no sofá vendo um filme.
Dulce: Hum.. hoje eu quero
ficar o dia inteiro em casa, sem fazer absolutamente nada! Quer dizer..
*consertou, abrindo um sorriso malicioso.* .. fazendo nada não, quero ficar
agarradinha com você!
Chris: Eu dou total apoio! *ele correspondeu o
sorriso, apertando ela mais contra seus braços.* Vamos alugar um filme,
então?
Dulce: Ótima idéia! Mas primeiro temos que fazer o almoço.. ou
melhor, você fazer né? *Christopher gargalhou e Dulce abriu um sorriso torto*
Estou com preguiça!
Chris: Ok, depois eu vejo algo para nós dois
comermos!

No mesmo momento, escutaram a campanhia tocar. Dulce revirou os
olhos, saindo de cima do colo de Christopher.

Dulce: Quem é o
desagradável que está interrompendo nossa programação de
domingo?
Chris: Deve ser alguma de nossas mães porque eu não estou
esperando ninguém!
Dulce: Eu também não.. mas enfim, deixa eu ir lá
ver!


Dulce caminhou até a porta, e assim que abriu, viu Christian
parado em sua frente, com um boné, uma blusa branca e uma bermuda jeans. Dulce
ficou surpresa e abriu a porta completamente, dando espaço para ele
entrar.

Christian: Desculpe vir sem avisar..
Dulce: Não
tem problema! Pode entrar..

Christopher se virou, ao escutar a voz de
Christian e ficou fitando o amigo, curioso. Mas antes que ele, ou Dulce pudessem
falar alguma coisa, Christian se adiantou enquanto caminhava até o
sofá.

Christian: Eu achei melhor adiantar nossa conversa! Eu sabia
que você iria lá em casa, ou hoje, ou amanhã.. *Christian falou, olhando para
Christopher e se sentando numa poltrona.* Acho que vocês merecem umas
explicações.. principalmente você! *Christopher assentiu, repousando a mão na
perna de Dulce que se sentava ao seu lado* Também, quero comunicar algo à vocês
dois.
Chris: Muita informação.. *Christopher interrompeu, vendo que
Christian falava tudo muito rápido, e nervosamente.* Vamos com calma,
respira..
Christian: Desculpe, estou nervoso.. *ele falou, estalando
os dedos da mão, batendo com a perna no chão repetidas vezes, inquieta. Depois
respirou fundo, e levantou o olhar para os amigos* Eu vim dizer que eu vou me
internar numa clinica, hoje à noite.






Compartilhe este capítulo:

Autor(a): pattybarcelos

Este autor(a) escreve mais 18 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
Prévia do próximo capítulo

Houve um silêncio de trinta segundos. Christopher e Dulce ficaram calados, olhando Christian, digerindo a ultima noticia. Dulce olhou rapidamente para Christopher, e percebeu que ele não estava dando menção de falar, resolveu se pronunciar.Dulce: Oh Meu Deus, que notícia ótima! *Dulce levantou do sofá sorrindo e caminha ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 9764



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • _cpaes Postado em 08/11/2018 - 20:19:37

    "Contando estrelas estou depois de muito tempo sem estar com você. Já estou na 99 e não consigo tirar você de minha mente. Talvez amanhã, ou talvez nunca o esqueça… Porque seu corpo era meu corpo e sua alma, meu complemento; porque dei de presente a você meus sorrisos e não sobrou nenhum; porque você me devorou por inteira. Agora, no seu suor vão embora minhas lágrimas. Buscando seu amor juntando lembranças estou, pois é a única coisa que me resta de você." — Dulce Amargo https://fanfics.com.br/fanfic/32512/te-quedaras-vondy-vondy-rebelde-rbd

  • dudinhah Postado em 10/10/2018 - 10:25:04

    Leio essa web Sempre ,e sempre percebo que a dul fez muita coisa para o ucker ,e no início ele não deu valor ,só queria saber de mulheres bonitas e no final ficou doente e que salvo ele foi ela, ele dizia que ela era o carma dele

  • kiritokun Postado em 04/07/2018 - 15:26:14

    Sou novo no site e essa é a primeira fic que eu tô lendo aqui e já confesso que estou adorando u.u parabéns!

  • eduardasousam Postado em 05/11/2017 - 12:47:41

    Gosta de Vondy? Leia minha fanfic: https://fanfics.com.br/fanfic/57347/quase-cinderela-vondy-vondy

  • mayanvondy Postado em 04/11/2016 - 21:55:41

    mayanvondy: leiam minha fanfic vondy -------------------------------------------------------------------------------- ------MÃE É QUEM CUIDA -VONDY-------------------------------------------------------------------------- -------------------https://fanfics.com.br/fanfic/55285/mae-e-quem-cuida-rebelde

  • dulcemariaeclp Postado em 20/08/2016 - 20:26:28

    Olá, Pessoal Gosta de Vondy? Então tenho um fanfic para você. Se puder conferir eu agradeço muito. Obrigada desde já. https://fanfics.com.br/fanfic/54739/alguns-anos-depois-vondy

  • bebezinhaa Postado em 14/06/2016 - 01:48:22

    Gnnt Dar Uma Olhada Na Minha Web

  • elis_vondy Postado em 30/04/2016 - 09:44:59

    Relendo, terceira vez que vou ler :') essa foi a primeira fanfic que eu li toda, kkk. Sério, amo essa demais <3

  • lovewf_ Postado em 28/02/2016 - 19:55:39

    Meu deus.. Sua fic é simplesmente pft :) Chorei muito lendo. É viciante.. :) em 5 dias já terminei de ler toda..:) Aí escreve outra fic.. Bjs

  • fanny_uckermann_saviñón_ Postado em 25/01/2016 - 21:08:06

    gente passem na mina web ? http://fanfics.com.br/fanfic/52048/continuacao-la-familia-dyu-vondy-ponny-chaver roni é a continuação lá familia vocês vão amar obg desde j a:)



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...