Fanfics Brasil Fanfics Brasil
Cadastro
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -
- Links Patrocinados -

Fanfic: TARDE DEMAIS PARA ESQUECER VONDY 1ª E 2ª TEMPORADA TERMINADAAA


Capítulo: 488° Capítulo

564 visualizações Denunciar


Maite: Que caderno é esse?
Christian: Meu amigo
da clinica! *ele respondeu divertido, e Maite sorriu docemente. Como ele amava
aquele sorriso, pensou.* Escrevo algumas coisas para passar o
tempo.
Maite: Posso ver?
Christian: É meio que confidencial!
*Maite assentiu, com uma feição meio tímida.* E você? Como está? O namoro?
*falou, meio amargurado. Maite percebeu.*
Maite: Eu estou bem, está
tudo bem!
Christian: Que bom que as coisas estejam dando certo para
você! *ele respondeu, e Maite assentiu.* Maite, eu.. *falou, não se agüentando.
Precisava dizer que sentia falta dela.*
Maite: Não, Christian, não
diga nada! Por favor..
Christian: Eu preciso dizer..
Maite: Eu não sei se posso escutar..
Christian: Então leia.. *ele falou, e
logo depois arrancou uma folha de seu caderno.* Leia tudo que eu sinto, leia com
carinho, leia e se puder.. volte aqui, volte pra mim!

Maite olhou o papel
em sua mão e o segurou, voltando o olhar para Christian.

Maite: Eu
lerei, mas agora eu tenho que ir!

Falou nervosa, se levantando do banco e
olhando para Christian, com o coração acelerado.

Maite: Adeus!
Christian: Até mais..

Maite assentiu e saiu do local com
passos rápidos.


A morena entrou em seu carro e dirigiu até em casa com o pé
fundo no acelerador. Entrou no estacionamento e quando parou o carro, retirou o
papel de sua bolsa. Sabia que ao ler aquilo, sua vida poderia dar uma volta de
180°, mas algo em seu interior gritava para ela fazê-lo. Abriu, por
fim.


Maite

Agora vem dizer, morena, que
você não quer ser mais a minha pequena e que prefere dormir e acordar nos braços
de um outro alguém.

Sabe, eu sei que errei quando eu te escondi a verdade
e demorei, mas tô aqui e a saudade não me deixou te esquecer, não é assim que
tem que ser. É o fogo da lembrança é o que me aquece, já fiz de tudo pra que um
dia você regresse, me declarei como se fosse uma prece e se eu pudesse faria
você feliz.

Agora vem dizer, morena, que você não quer ser mais a minha
pequena e que prefere dormir e acordar nos braços de um outro alguém. E agora
vou dizer, morena, que o passado não é mais nenhum problema. Estou fadado a
sonhar acordado, pensando em te ver sorrir.

E eu me lembro de nós dois
juntos deitados na sua cama, minha camisa te servia de pijama, a gente ria sem
parar, pensava em se casar e aquele beijo lá pro fim de julho, se fez silêncio
em meio a tanto barulho, eu sei que errei e me arrependo, mas te juro não vou
viver se não te namorar.

Agora vem dizer, morena, que você não quer ser
mais a minha pequena e que prefere dormir e acordar nos braços de um outro
alguém. E agora vou dizer, morena, que o passado não é mais nenhum problema.
Estou fadado a sonhar acordado, pensando em te ver sorrir.

Sabe lá quem
vai, nesse leva-e-traz.. Ser feliz ao te dizer: Te Amo.


Maite
deixou uma lárgima escapar de seus olhos, em meio de tantos flash’s de seus
momentos com Christian que passaram a surgir em sua cabeça. Ela fungou o choro,
e abraçou o poema em seu coração. Oh Meu Deus! Ela ainda o amava.

Dulce retirou a mão do rosto de Christopher, e sentou-se na cama, o olhando com
uma expressão preocupada e repressora. Porém, antes que ela falasse alguma
coisa, a voz dele se antecipou.

Chris: No dia em que fui no bar
resgatar o Christian, um mês atrás, mais ou menos, virei uma tequila.. era o
único jeito de fazê-lo parar! *suspirou, se ajeitando na cama desconfortável do
hospital.* Não pensei que só uma dose pudesse piorar meu estado,
perdão!
Dulce: Você não tem que me pedir desculpas! *ela respondeu,
negando com a cabeça* Você tem que se desculpa consigo mesmo! Você não é mais
criança, Christopher! *resmungou, revirando os olhos* Seu estado piorou.. você
tem idéia que sua doença pode se tornar numa leucemia? *suspirou, segurando a
mão dele.* Não complique mais as coisas.. elas já estão ruins demais para serem
pioradas!
Chris: Desculpe, eu..
Dulce: Para de me pedir
desculpas! *bufou, revirando os olhos, soltando a mão dele.* Só seja mais
responsável, você não sabe como eu me senti vendo você desfalecido em nosso
sofá! *ela falou, em um tom sofrido e Christopher pode sentir em suas palavras a
dor da lembrança*
Chris: Eu disse para você que não seria fácil..
*comentou, passando a mão no rosto.* Eu não sou bom em batalhas! Eu me
desespero.
Dulce: Não, eu discordo! *falou, se aproximando.* O
Christopher que eu conheço é ótimo em batalhas, é tão bom nisso que faz de tudo
para vencer a guerra contra um vicio de um amigo. Ele é tão bom que prefere
acabar como um herói épico que bebe o veneno para livrar seu amigo. Você não se
desespera.. você apenas perde a razão. Eu me orgulho disso, eu me orgulho de
você por fazer qualquer coisa por um amigo! *ela suspirou, passando a mão no
rosto dele.* Mas agora, Chris, você não pode ser o herói.. não mais! Peço apenas
que seja aquela figurante que foge do perigo, aquele que não recebe méritos..
aquele que sobrevive no final!

Chris: Eu estou com medo, Dulce! *ele admitiu, sentindo sua ruiva lhe
puxar para um abraço* Eu não agüento mais ser uma pessoa limitada! Uma pessoa
doente.. eu não nasci para isso.. não nasci para acordar e não saber se vou
perder o ar ou não, de ter que tomar remédios e remédios toda manhã e noite, de
não poder tomar minha cerveja enquanto assisto o jogo do América, de me sentir
fraco, pálido e indisposto.. e o pior de tudo, aquilo que mais temo, eu
definitivamente não consigo suportar a idéia que posso te deixar sozinha a
qualquer momento! Eu não quero morrer, pelo simples fato que eu não posso te
deixar! Deus, isso me dá tanto medo.

Dulce se separou do abraço e limpou
rapidamente algumas lágrimas que escorriam pelo seu rosto. Com os corpos ainda
próximos, Dulce acariciou o rosto dele, enquanto o mirava nos
olhos.

Dulce: Eu sou forte o suficiente para lutar por nós dois!
*ela disse, lhe abrindo um sorriso encorajador* Não precisa ficar com medo! Eu
estou lutando por nós.. eu estarei com você na vida ou na morte! *inclinou o
corpo, encostando a testa na dele* Não precisa ter medo de me deixar! Essa
batalha é por sua vida, não por mim! Eu estarei contigo, nesse mundo ou em
qualquer outro.. Escute uma coisa, você nunca mais irá me
perder.
Chris: Eu te amo tanto, Dulce.. tanto!

Dito isso, ele
puxou a ruiva para um abraço, deitando a cabeça no ombro dela e se perdendo no
perfume floral de seus cabelos.

Dulce: Eu também, meu amor, eu
também

Christopher estava já a três dias no hospital. O médico falou que houve
complicações, porque devido a bebida e conseqüentemente a interrupção do efeito
do antibiótico, foi diagnosticado nos exames de Christopher bactérias em seu
corpo resistentes ao medicamento. Assim, teriam que ser feitos mais exames para
o combate dessas bactérias, para Christopher não desenvolver alguma outra
infecção.

Era num domingo, as sete da noite quando Alexandra tinha
chegado no hospital e Dulce tinha ido até em casa pegar algumas roupas para
voltar logo para o hospital. Assim que pos os pés em casa, foi até seu quarto,
fez uma pequena mala e foi até a cozinha, preparar algo para comer. Jantar
sempre na lanchonete do hospital não era uma coisa muito
agradável.

Estava comendo um miojo quando seu celular tocou. Era sua
mãe.

Dulce: Hei mãe.
Blanca: Oi filha.. tudo
bem?
Dulce: Tudo e com a senhora?
Blanca: Também! E
Christopher? Se recuperando?
Dulce: Bom mãe, ele está na mesma.. pelo
menos não teve nenhuma recaída.
Blanca: Ah filha, ele vai melhorar, só
acreditar.
Dulce: É, tomara! *falou, bebendo um gole de seu suco.* E
você? Me ligando para algum motivo?
Blanca: Na verdade, sim! *Dulce
escutou um sorriso animado.* Acho que você vai gostar.
Dulce: Está
toda feliz, hein? Fala logo mãe!
Blanca: Eu e seu pai filha.. nós nos
entendemos.
Dulce: Jura? *Dulce sorriu, contente com a noticia.* Ah
que bom, mãe! Sabia que vocês um dia iam voltar.


Blanca: Seu pai queria que eu lhe falasse ao vivo, mas
com essa situação do Christopher, está difícil nos reunirmos! Já voltamos a uma
semana, estávamos para te falar desde domingo passado, mas como estava
complicado resolvi te ligar logo antes que você soubesse por outra
pessoa.
Dulce: Ah entendo! *Dulce assentiu, sorrindo* Mas fiquei muito
feliz, mesmo! Vê se agora vocês parem de brigar como duas crianças. *Dulce
escutou Blanca sorrindo e sorriu junto* Mas como foi isso?
Bçanca: Eu
ia sair de casa né? Para pegar um apartamento só meu, só que seu pai impediu e a
gente conversou.
Dulce: E essa conversa, pelo que estou vendo, acabou
na cama.
Blanca: Que isso, menina! *Blanca repreendeu, escutando uma
gargalhada de Dulce no outro lado da linha* Respeito, hein? Sou sua
mãe!
Dulce: Ah maesinha, eu não sou mais criança, né?

Blanca: Menina, Menina! *Blanca disse, negando com a cabeça* Mas só
te liguei para avisar isso e quando Christopher sair do hospital, tá
combinadíssimo um jantar aqui em casa para os dois, ok?
Dulce: Pode
deixar, mãe, a gente combina!
Bçlanca: Ok filha, fica com Deus! Mamãe
te ama e mande um beijo para Christopher.
Dulce: Ok mãe, obrigada!
Também te amo e mande um beijo também para o papai.

Dulce desligou o
telefone e voltou a comer rápido para ir para o hospital.


Alexandra: Ontem nós fomos jantar com Fernando e
Blanca.

Alexandra comentou com filho, puxando algum assunto. Estavam a um
tempo ali, ele deitado naquela cama de hospital escutando os assuntos aleatórios
que sua mãe dizia,sentada numa poltrona.

Chris: E aí? Como
foi?
Alexandra: Foi ótimo, filho! Eles voltaram, você sabia né?

Chris: Jura? *perguntou, surpreso.* Não sabia não.. acho que eles
ainda não contaram para Dulce.
Alexandra: Ah, é verdade! *Alexandra
deu um tapinha na cabeça, e Christopher riu.* Blanca falou que ainda não tiveram
oportunidade de falar com Dulce, tinha me esquecido. *deu outro tapinha em si,
desta vez na boca.* Eu e minha língua grande.
Chris: Pode deixar que
eu não conto nada para Dulce, mãe!
Alexandra: Eles vão contar!
*Alexandra assentiu, explicando.* Mas é que a Dulce não vai mais no trabalho e
nem para mais em casa, ela vive aqui, né? E por telefone eles não queriam
falar.

Christopher assentiu e seu semblante na hora mudou.

Ele
estava atrapalhando a vida de Dulce e isso o incomodava tanto, principalmente
agora, em relembrar que ela não ia a dias no trabalho e não dormia a dias em
casa para ficar aturando ele, um doente, no hospital. Droga! Pensou para
si, se odiando. Odiava atrapalhar a vida da ruiva.Odiava ser um peso para
alguém.

Alexandra: O que foi, filho? *perguntou, franzindo o
cenho* Falei algo de errado?
Chris: Não, mãe, nada.. *ele disse,
forçando um sorriso*
Alexandra: Ficou estranho de
repente.
Chris: Impressão sua! *e lhe sorriu mais uma vez, ajeitando o
corpo na cama.* Ah mãe, a senhora pode dormir aqui hoje?
Alexandra: Posso, filho, mas pensei que a Dulce..
Chris: A Dulce precisa dormir
em casa.. ela está aqui todos os dias! Vamos dar uma folga para ela
hoje.
Alexandra: Ok, filho, como quiser.

Alexandra e
Christopher ficaram jogando conversa fora,até que por volta das nove e meia
Dulce entrou na sala, com um sorriso descontraído no rosto


Dulce: Oi tia! *Dulce disse, entrando no quarto e dando
dois beijinhos em Alexandra.* Oi meu amor! * foi até Christopher e lhe deu um
selinho. Ele não sorriu. Não disse nada. Ela estranhou.* O que
foi?
Chris: Mãe, você pode sair para eu e Dulce conversar? *perguntou,
desviando o olhar para Alexandra, que assentiu, levantando da poltrona e saindo
do quarto.* Senta e me escuta, ok?
Dulce: Tudo bem! *Dulce sentou na
cama, franzindo o cenho.* Diga de uma vez porque não estou entendendo o porque
de você está assim.
Chris: Porque eu estou cansado de ver você abrindo
mão de tudo para ficar cuidando de mim.
Dulce: Ah não! De novo com
isso? *perguntou, revirando os olhos.* Pensei que já tinha tirado da sua cabeça
essa idéia idiota.
Chris: Não é idiota, ok? *Ele respondeu, ríspido.*
A quanto tempo você não vai ao trabalho, Dulce? *perguntou, suspirando e Dulce
negou com a cabeça, dando um sorriso irônico como se Christopher estivesse
falando a maior bobagem.* Ou quanto tempo você está dormindo nessa poltrona toda
espremida? *foi a vez dele negar com a cabeça.* Eu odeio isso! Você não pode
parar com a sua vida por minha causa! Pelo que eu me lembre você estava com um
projeto importante nas mãos.. não pode largá-lo para ficar cuidando de
mim.
Dulce: Eu já entreguei ele a um amigo continuar! *Dulce disse,
negando com a cabeça.* Eu não me importo com isso! Além do mais, eu sou dona
daquela merda, não vou ser despedida por isso.
Chris: Tá vendo? É isso
que estou falando. *falou, um pouco mais alto, parecendo indignado.* O trabalho
é seu, você não pode largar algo que você gosta por minha culpa! Eu não quero
ser um peso na sua vida.


Dulce: Isso é chato, Christopher! *ela falou, revirando
os olhos* Esse seu papo é muito chato! Vai falar agora que quer terminar como da
outra vez? *perguntou, negando com a cabeça.* É difícil você entender que eu te
amo e que faço qualquer coisa por você? *levantou da cama, visivelmente
nervosa.* Você me consegue tirar do sério, sabia?
Chris: Eu também te
amo e não to falando em terminar com você! *ele falou, da mesma maneira que ela*
Mas não quero você aqui o dia inteiro, deixando de fazer suas coisas por mim! Eu
sou grande, eu sei cuidar dessa merda de doença. *bateu as mãos na cama,
irritado.*
Dulce: Consegue, consegue tanto que está ai de novo por ter
bebido. *jogou na cara dele, apontando o dedo na sua cara,*
Chris: Dulce, isso não está em discussão. *ele cortou-a, falando mais calmo.* Hoje você
vai dormir em casa, já chamei minha mãe para passar a noite comigo! E amanhã só
quero lher ver aqui depois do trabalho, você já está faltando há dias.


Dulce olhou para cara de Christopher, indgnada. Ela fazia o maior
esforço para estar com ele em todos os momentos. Passava projetos para outros.
Faltava trabalho. Ficava com dor na coluna por dormir naquela poltrona. Comia a
comida da lanchonete quase todos os dias. E mesmo com isso, ainda sorria para
ele dizendo que tudo ia ficar bem. Para que? Ele a enxotar e chamando Alexandra
para dormir ali? Sera que ele não conseguia reconhecer tudo que ela fazia por
ele? Será que ele só sabia ver que era um peso ao invez de ver que ele era a
vida dela?

Seu sangue subiu a cabeça. Estava com raiva de Christopher.
Com muita raiva.


Dulce: Quer saber? Foda-se! *disse, altamente nervosa.*
Eu vou embora mesmo e não sei quando eu volto para te ver! É isso que você quer?
Vou pegar todos meus projetos de volta e se der lhe vejo só no final de semana
que é quando não tenho nada para fazer. *disse, pegando sua bolsa na poltrona.*
Fique tranqüilo! Não irei mais deixar de fazer nada por sua causa. *falou,
abrindo a porta.* E só me ligue se estiver morrendo, seu idiota!

Dito
isso, ela bateu a porta do hospital e foi direto para casa, fervendo de raiva.

MINHAS GATAS POR HJE CHEGA...TO CANSADA E AMNHA POSTO MAIS PARA VCS


tem o br mesmo minhas lindas.amanha prometo postar muito cmo postei hje

amo vcs minhas bebitas.







Compartilhe este capítulo:

Autor(a): pattybarcelos

Este autor(a) escreve mais 18 Fanfics, você gostaria de conhecê-las?

+ Fanfics do autor(a)
- Links Patrocinados -
Prévia do próximo capítulo

No dia seguinte, Dulce tinha prometido para si mesma que ia se controlar e não visitaria Christopher. Estava na hora dele se tocar o quanto aquela conversinha dele de que estava sendo um peso para Dulce era absolutamente ridícula. Ela estava disposta esperar ele ligar para ela pedindo que fosse visitá-lo. Mesmo que ele não o fizesse, s&oac ...


  |  

Comentários do Capítulo:

Comentários da Fanfic 9764



Para comentar, você deve estar logado no site.

  • _cpaes Postado em 08/11/2018 - 20:19:37

    "Contando estrelas estou depois de muito tempo sem estar com você. Já estou na 99 e não consigo tirar você de minha mente. Talvez amanhã, ou talvez nunca o esqueça… Porque seu corpo era meu corpo e sua alma, meu complemento; porque dei de presente a você meus sorrisos e não sobrou nenhum; porque você me devorou por inteira. Agora, no seu suor vão embora minhas lágrimas. Buscando seu amor juntando lembranças estou, pois é a única coisa que me resta de você." — Dulce Amargo https://fanfics.com.br/fanfic/32512/te-quedaras-vondy-vondy-rebelde-rbd

  • dudinhah Postado em 10/10/2018 - 10:25:04

    Leio essa web Sempre ,e sempre percebo que a dul fez muita coisa para o ucker ,e no início ele não deu valor ,só queria saber de mulheres bonitas e no final ficou doente e que salvo ele foi ela, ele dizia que ela era o carma dele

  • kiritokun Postado em 04/07/2018 - 15:26:14

    Sou novo no site e essa é a primeira fic que eu tô lendo aqui e já confesso que estou adorando u.u parabéns!

  • eduardasousam Postado em 05/11/2017 - 12:47:41

    Gosta de Vondy? Leia minha fanfic: https://fanfics.com.br/fanfic/57347/quase-cinderela-vondy-vondy

  • mayanvondy Postado em 04/11/2016 - 21:55:41

    mayanvondy: leiam minha fanfic vondy -------------------------------------------------------------------------------- ------MÃE É QUEM CUIDA -VONDY-------------------------------------------------------------------------- -------------------https://fanfics.com.br/fanfic/55285/mae-e-quem-cuida-rebelde

  • dulcemariaeclp Postado em 20/08/2016 - 20:26:28

    Olá, Pessoal Gosta de Vondy? Então tenho um fanfic para você. Se puder conferir eu agradeço muito. Obrigada desde já. https://fanfics.com.br/fanfic/54739/alguns-anos-depois-vondy

  • bebezinhaa Postado em 14/06/2016 - 01:48:22

    Gnnt Dar Uma Olhada Na Minha Web

  • elis_vondy Postado em 30/04/2016 - 09:44:59

    Relendo, terceira vez que vou ler :') essa foi a primeira fanfic que eu li toda, kkk. Sério, amo essa demais <3

  • lovewf_ Postado em 28/02/2016 - 19:55:39

    Meu deus.. Sua fic é simplesmente pft :) Chorei muito lendo. É viciante.. :) em 5 dias já terminei de ler toda..:) Aí escreve outra fic.. Bjs

  • fanny_uckermann_saviñón_ Postado em 25/01/2016 - 21:08:06

    gente passem na mina web ? http://fanfics.com.br/fanfic/52048/continuacao-la-familia-dyu-vondy-ponny-chaver roni é a continuação lá familia vocês vão amar obg desde j a:)



AVISO

Ajude o Fanfics Brasil a se manter no ar. http://pag.ae/7UPKhhi9u

Doar PagSeguro

 


Últimas postagens do Blog


  • 8 dicas para se tornar um escritor de sucesso
    Fanfic é bom para passar o tempo, se desligar um pouco, ou - se você é um escritor especialmente auspicioso - ganhará uma tonelada de dinheiro. É que supostamente ganhou cerca de US$ 80 milhões, graças a 50 Tons de Cinza. Então, o que é...
  • Feliz dia do leitor
    Parabéns a todos os leitores(as) de fanfics pelo dia do leitor e principalmente aos criadores de conteúdo que proporcionam uma boa leitura. Você Conhece a Origem do Dia do Leitor? O Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense O POVO...